#nãosomostodoscenteno


mortagua.jpg

Anúncios

30 thoughts on “#nãosomostodoscenteno

  1. JP-A

    Os trolls inorgânicos que estão aparecer como cogumelos são um sinal da mudança dos tempos e da queda da máscara que cobre o modelo socrático disfarçado. BE e PC já se estão a aperceber das canelas que o manhoso lhes pretende comer com a sua tática de demonstrar que é tudo a mesma coisa, e antes que lhes chegue às ancas vão começar a tratar de boicotar a economia com as suas manifestações espontâneas.

  2. joaquim

    É só rir com o BE que se presta a tudo em troca de uns cargos no governo ( ai que medo se o PS chega á maioria ) ao mesmo tempo que faz que protesta contra a austeridade. Que grandes cínicos e manipuladores sem vergonha.

  3. Este é o Governo da Mortágua com as políticas com as quais a Mortágua concorda.
    Se, de facto, a Mortágua não apoiasse e não concordasse com o Governo já teria apresentado uma Moção de Censura e retirado o apoio ao Governo. Como a Mortágua não fez nada disso, nem agora nem antes, a Mortágua revê-se na política do Governo. E é co-responsável por ela.
    Torna-se óbvio que estes posts são uma palhaçada de farsantes.

  4. A. R

    E a dívida aumenta, aumenta, aumenta … está disparada! Tudo o que a esquerda gosta … vamos ficar como a Venezuela a não ser que venha aí um Ceausescu e a esposa fazer uma dieta de fome comunista ao Povo.

  5. Gabriel Orfao Goncalves

    Acabado de recolher do “feed” do twitter aqui do site (bolas que a linguagem tecnológica está cada vez mais complicada…):

    «Rui Rocha @runroc

    Estas posições da Joana Mortágua são tão incoerentes com a participação do BE na aprovação do Orçamento que, às vezes, até me pergunto se ela não terá uma irmã gémea.»

    Mto bom!

  6. Caro teste.

    Então não sabe que é o PSD, seguido de perto pelo CDS e, grande “segredo”, pelo PS.

    Os partidos do arco da governação estão ás ordens desta gente.

  7. Ainda não percebi muito bem estas fitas todas dos liberais à volta do facto da esquerda não concordar com tudo o que faz o governo de direita do PS.

    Será azia ?

  8. Gabriel Orfao Goncalves

    Digam-me que é mentira que é mentira que é mentira.

    Um “Professor universitário”!

    Justificação para a maior carga fiscal de sempre, por Zorrinho?:

    «Se a economia cresce, o rendimento sobe e o emprego aumenta, o Estado cobra naturalmente mais, paga mais, serve melhor e equilibra as contas. Saudades do empobrecimento?»

    Aqui:

    Confusão entre valor relativo e valor absoluto. Não se acredita. Lê-se e não se acredita.

    Ainda tenta emendar a mão perguntando:

    «E se tiver sido a eficácia fiscal e não a dita carga a subir? As taxas base subiram? E as incidências?»

    Eu julgava que o fisco era mais eficaz quando cobrava menos a cada um porque entretanto já tinha apanhado aqueles que fugiam: “quando todos pagam, todos pagam menos”.

    Estava enganado, mas por ingenuidade: no socialismo o fisco é mais eficaz mesmo é quando cobra mais. Cobrar mais, para eles, é igual a eficácia, talvez sucesso ou, mais ousadamente… felicidade. É capaz de vir um orgasmo fiscal a caminho… quando entregarmos 100% da nossa riqueza ao Estado… para que o Estado a possa então distribuir justamente… a todos nós.
    Esta coisa de exigir cada vez mais dos cidadãos dizendo que é para o bem deles faz-me sempre lembrar esta piada do George Carlin a explicar como sair de um avião em chamas para, já depois do lado de fora, ajudar os restantes passageiros:

  9. Caro Gonçalves.

    Como é óbvio, o que o Zorrinho está a dizer é que, para a mesma carga de impostos, se a economia melhora a receita efetivamente cobrada tem necessariamente de aumentar.

  10. Gabriel Orfao Goncalves

    Ork, você é burro p’a caramba!

    Por isso é que aqui

    https://oinsurgente.org/2018/03/29/o-memorando-da-troika-e-o-tribunal-constitucional/

    se troca todo, já não sabe a quem responde, e acusa as pessoas de terem dito coisas que só existem na sua cabeça. Até diz que o ameaçaram de morte… Enfim.

    Olhe, para ler o que o Zorrinho escreveu, e para ver que ele não disse o que a sua interpretação sugere, faça o seguinte:

    https://

    twitter.com

    /czorrinho

    /status/980528353722732544

    é juntar as quatro partes (sem espaços) e ler no contexto.

    Nem o Zorrinho se defendeu como você o defende.

  11. Caro Gonçalves.

    Como já disse, quando aqui escrevo muitas vezes estou a fazer outras coisas ao mesmo tempo. Por outro lado todos vocês dizem essencialmente a mesma coisa, pelo que por vezes posso confundir algum dos vossos nicks.

    Quando isso acontece eu peço desculpas.

    Mas sim, desejar que eu seja fuzilado, ou apoiantes do Pinochet fazerem dezenas de memes com a figura do mesmo a assassinar alguém com o meu nick escrito é óbvio que são ameaças de morte.

    Entretanto estive a ver o tweet do Zorrinho e nos tweet dele que você postou ele diz exatamente o que eu interpretei.

    Depois vê-se que fica confuso e a coisa fica por ali. Pode ser que esteja errado.

    O que eu já não percebo é qual é o seu grande problema com este governo estar a seguir parte das políticas da troika quando você as defende entusiasticamente quando é o PSD a aplicá-las.

    Assim:

    No que o PS vai contra a troika vocês protestam.

    No que o PS é a favor da troika vocês também protestam.

    Se o bloco apoia o governo vocês protestam.

    Se o bloco critica o governo vocês também protestam.

    Basicamente a questão é porem-vos um pano vermelho à frente que vocês protestam por reflexo condicionado.

  12. Gabriel Orfao Goncalves

    «O que eu já não percebo é qual é o seu grande problema com este governo estar a seguir parte das políticas da troika quando você as defende entusiasticamente quando é o PSD a aplicá-las.»

    Páre lá de mentir! Chiça, já chega! Os cadernos eleitorais atestam que não votei em 2015. Se eu defendesse entusiasticamente as políticas que estavam a ser seguidas ia votar, não acha?

    Passos Coelho deveria ter-se demitido quando o TC declarou inconstitucionais os cortes. Em vez de se demitir foi fazer o tal “brutal aumento de impostos”, nas palavras célebres de Vítor Gaspar. Deveria ter-se demitido: a esquerda que ficasse com a responsabilidade de fazer essa aumento. Sou defensor o mais possível de que Portugal deve apanhar um banho de socialismo a sério para ficar vacinado. Costa vai rebentar com isto: temos a maior carga fiscal de sempre e continuamos com orçamentos deficitários. Já os devíamos ter neutros, ou superavitários mesmo. Quando a bolha imobiliária chinesa rebentar, a crise que começou nos EUA de 2007 vai parecer que foi uma brincadeira. Portugal corre um grande risco: tem uma economia cada vez mais dependente ou do Estado ou do turismo. Vamos em direcção ao buraco, outra vez. Da próxima vez a Troika só empresta se as suas propostas de empréstimo forem reconhecidas como não violando a Constituição. Aí, quando estiver em causa a sobrevivência do Estado, vai ver como o Tribunal Constitucional faz tudo o que os agiotas pedirem.

    Não há dinheiro nos cofres do Estado, não há dinheiro para almoço. Já viu algum Conselheiro do Constitucional passar sem comer? Eu também não.

  13. Caro Gonçalves.

    Se você diz que não votou no PSD eu acredito.

    Acontece que tenha ou não votado, você aqui identifica-se a 100% com a propaganda do PSD.

    Este é o primeiro texto em que você discorda minimamente do Passos e é no sentido em que ele devia ter sido ainda mais radical, demitindo-se se as suas políticas não fossem aplicadas na íntegra.

    Por isso, mais uma vez, não percebo porque está tão ofendido por o identificar com o partido cujas politicas você apoia entusiasticamente.

    – Gostei que tenha identificado a verdadeira origem das nossas crises recentes.

    Sim, foi nos neoliberais EUA que começou a crise global que vivemos e é possível que a próxima comece na China neoliberalizada pelos EUA.

    Até aqui nada de socialismo…

    Quanto a banhos, na vossa banhada neoliberal vivemos nós em Portugal desde há 40 anos, com os resultados que estão á vista.

    Em relação ao banho comunista estamos de acordo que seria pior.

    Mas em relação ao banho socialista tipo social-democracia nórdica, era do que estavamos a precisar para limpar os parasitas.

  14. Caro Gonçalves.

    “Não há dinheiro nos cofres do Estado, não há dinheiro para almoço”

    Eu sei que não reparou, porque só repara no que lhe convém.

    Mas as medidas recessivas da troika lesaram de tal modo a economia que os brutais aumentos de impostos na altura não trouxeram mais dinheiro para os cofres do estado – no início a receita até diminuiu.

    É uma das coisas em que vocês “não raparam”.

  15. Caro Gonçalves.

    – O meu comentário das 16.41 foi apagado ?

    Bem, refaço-o outra vez…

    – Se você diz que não votou PSD eu acredito.

    Acontece que tenha ou não votado, você aqui identifica-se a 100% com a propaganda da ala mais radical do PSD.

    Este é o seu primeiro texto em que discorda minimamente do Passos e só no sentido ema ue ele devia ter sido ainda mais radical a impor as vossas ideias, demitindo-se quando foram levantados obstáculos legais.

    Ou seja, essencialmente você quer mais do mesmo.

    Por isso mais uma vez não compreendo porque está tão ofendido por eu o identificar com o partido cujas políticas você apoia entusiasticamente.

    – Gostei que, apesar da sua propaganda anti-socialista obrigatória você no fundo saiba a verdadeira origem das nossas crises mais recentes.

    Sim, foi nos neoliberais EUA, no governo de direita Bush, que começou a crise global em que ainda vivemos e é possível que a próxima comece na China neo-liberalizada pelos EUA desde há décadas.

    Até aqui nada de socialismo nessas causas…

    – Quanta banhos, na vossa banhada neoliberal vivemos nós em Portugal desde há 40 anos, com os resultados que estão à vista.

    Em relação ao banho comunista estamos de acordo que seria pior.

    Mas em relação a um bom banho social-democrata tipo socialismo nórdico, era do que estamos a precisar para limpar a porcaria.

  16. Gabriel Gonçalves,

    «Sou defensor o mais possível de que Portugal deve apanhar um banho de socialismo a sério para ficar vacinado.»

    O problema com os banhos de socialismo é conseguir sair da banheira.

    Muitas vezes só se consegue quando a água fica vermelha.

  17. Gabriel Gonçalves,

    «Quando a bolha imobiliária chinesa rebentar, a crise que começou nos EUA de 2007 vai parecer que foi uma brincadeira.»

    Esqueça a crise imobiliária chinesa. Antes virá a guerra, a grande desculpa para o colapso.

    Pelos próximos tempos, eu manter-me-ia fora das zonas turísticas e dos centros comerciais em Lisboa e no Porto. Não expulsamos russos, iremos sofrer o correctivo.

  18. Ork,

    Liberais não salvam bancos. Nem a Caixa.

    Liberais não metem o Estado a subsidiar nem empresas nem artes. Liberais não metem o Estado gordo, a regular tudo o que mexe.

    Isso é coisa craputalistas do compincha (Gehöss des Bosse, aqui um pouco liberalmente traduzido). Encontrá-los á noutros blogues, normalmente transvestismo de xuxal-democrápulas-nórdicos.

  19. Caro Colaço.

    Está um bocado desactualizado.

    Desde o falhanço do liberalismo na crise de 1929, que os pensadores liberais reconheceram que a economia não pode funcionar sem apoio do estado.

    Veja por exemplo o colóquio Walter Lippman.

    Foi aí que que criaram o revisionismo liberal que dá pelos nomes de neoliberalismo, ordoliberalismo etc.

    Até o Mises defendeu o estado forte, até o estado fascista, como único meio de chegar ao seu utópico paraíso liberal.

    A única diferença em relação aos socialistas é que querem que o estado apoie exclusivamente os privados detentores dos meios de produção e lhes entregue o resto da população numa situação de semi-escravatura.

  20. Mario

    Força Ork
    É isso mesmo, todos os comentadores daqui estão errados, há que haver um iluminado que explique como o mundo deveria funcionar….. Pelo tempo que o senhor tem para responder a tudo e todos, ou é rico ou funcionário público….

  21. Gabriel Orfao Goncalves

    O Ork é um colectivo. É um novo “Abrantes”.

    Uma coisa: reparei que consigo votar negativamente ou positivamente comentários que já de antes tinha votado positiva ou negativamente. Ou seja, em menos de 3 dias vejo que consigo votar duas vezes um comentário no mesmo sentido. Isto não devia acontecer: o WordPress nunca permitiu tal coisa. A princípio ainda julguei que era imaginação minha, mas depois fui a comentários em relação aos quais não tinha a mínima dúvida de ter votado, e de qual o sentido que votei. Eu não mudei de IP. Limpar a cache do browser também nunca permitia fazer tal coisa, porque o WordPress, como tantos outros, identifica é os IPs, não os permitindo votar duas vezes no mesmo sentido. Alguém sabe a que se deve esta anomalia? Obrigado!

  22. Gabriel Orfao Goncalves,

    Dynamic IP. Em cada vez que se liga à Internet, recebe um IP interno da companhia por onde se liga — o seu provedor de serviços —, o qual poderá não ser o mesmo da vez anterior. Quando o seu router se religa à rede, terá quase de certeza recebido um IP diferente.

    Não terá desligado o router da sua casa (interrompida a electricidade, por exemplo)?

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão /  Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão /  Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão /  Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão /  Alterar )

w

Connecting to %s

This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.