O CDS Feminista

Cds_simbolo_2.png
Foi ontem anunciado que será aprovada na AR a mudança da funesta Lei da Partidade, com o aumento da percentagem prevista para 40% e o alargamento do critério a todos os órgão politicos electivos. Na minha curta jornada pelo mundo da política já conheci, pessoalmente e pela via literária, uma imensidão de opiniões dentro das próprias ideologias, mesmo dentro das direitas, diversidade essa, em muitas ocasiões, bem fundamentada. Ora eu já conheci pessoas de direita, incluindo bons conservadores, defendendo a legalização das drogas leves ou da prostituição e socialistas que se lhe opunham. Já conheci quem de direita se opusesse à liberalização do porte de arma para defesa pessoal ou fosse um ambientalista fervoroso – como este que vos fala – e socialistas que optassem pelas posições contrárias. Muito se pode escrever acerca destas questões e muito se pode e se tem teorizado sob o seu enquadramento, legítimo ou não, à luz das ideologias relevantes.
O que eu nunca conheci pessoalmente, nunca encontrei nos livros, nem nunca ouvi num podcast foi uma feminista – nos moldes em que actualmente o feminismo se enquadra, na sua terceira via – que fosse de direita. Sendo improvável a existência de um cavalo com asas, nem pelas leis da biologia nem pelas da física, é mais provável eu ter exagerado nos shots de tequila do que estar na presença da mítica criatura. O que me leva a concluir que, dada a diferente natureza entre os fenómenos da própria e os ideológicos, quando me deparo com a primeira pessoa, supostamente à direita, que se diz feminista, é mais provável essa pessoa não ser, de facto, de direita do que estarmos na presença de um cisne negro, terminando eu a indagar acerca do escombro do espectro político em que a Presidente do CDS habita. Dito isto, revivo o debate que se acendeu pelas posições tomadas, na AR, por um deputado do partido, debate esse que gerou páginas de discussão na imprensa, no Facebook, na blogosfera e nas suas caixas de comentários, pois dizia-se ser impensável o partido ser tão complacente a uma suposta violação grave da matriz do partido.

Não sei, portanto, como reagirão os mesmos a esta entrega da Presidente aos amanhãs que cantam da engenharia social, mais que sendo complacente com a votação dos seus pares, entrando ela própria festa adentro, contribuindo para a aprovação de uma lei injusta e alheia aos valores que definem as destras deixando-me na infeliz situação, para um sujeito de direita e profundamente anti-comunista, de continuar a somar as vezes em que olho para o PCP como o único partido com bom-senso em determinadas matérias. Talvez se deva a falha de estudo ou aos possíveis limites do meu parco intelecto, mas desconheço que na sua história, história essa já de si dotada de pluralidade ideológica, o CDS tenha resolvido imputar à sua matriz algum dos enteados do marxismo cultural. Não só a questão é ultrajante em termos de matriz, como também o é em termos práticos, no que é a acção política.
Eu sei que a Dra. Cristas é nova nestas coisas e saltou directamente para o conclave democrata-cristão, mas tende a estar muito bem acompanhada e não lhe faria mal perguntar a algum dos seus colegas o que é a elaboração de uma lista eleitoral a uma freguesia, já de si difícil num grande partido, tarefa hercúlea num partido da dimensão do CDS. Quanto ao PSD, um homem honrado não ataca um adversário no decorrer do banho.

 

Anúncios

11 thoughts on “O CDS Feminista

  1. Como dizia o padre da anedota, “isto ainda vai dar merda”.

    Sim, porque assumir que uma mulher é só um homem sem pixa está-se mesmo a ver que vai dar bom resultado.

    (Tem piada é os cientoinos todos que nunca ouviram falar de “dimorfismo sexual”.)

  2. Portanto, se uns Maneis e uns Zés quiserem formar um partido, estão impedidos por lei de o fazer. Ou seja, um grupo de pessoas estão impedido de formar partido. Têm de ter a aprovação de um outro grupo para serem admitidos a formá-lo. Tem tudo a ver com liberdade…

  3. lucklucky

    O CDS não é Feminista é Marxista-Totalitário .

    Pode-se ser Feminista de muitas maneiras.
    Totalitário há só uma: esta que o CDS aprovou destruindo a Liberdade de Associação, incentivando a identificação por Grupos em vez de Indivíduos, pessoas.
    Tal como o Marxismo seja este Fascista ou Comunista pretende.

    Já começaram a perceber porque a Assunção Cristas e o Adolfo Mesquita Nunes são promovidos pelo Jornalismo Marxista ou ainda não ?

  4. Oscar Maximo

    Se for também aprovada a lei da mudança de sexo, independente do físico e cromossomas, esta lei apenas obriga a mais uns gastos em burocracias e psicólogos, mais que compensados pela importância do cargo.

  5. Gabriel Orfao Goncalves

    Não compreendi esta parte: «Quanto ao PSD, um homem honrado não ataca um adversário no decorrer do banho.»

    Alguém me faz, por favor, o enquadramento? A que se refere isto? Mto. obrigado.

    ——————————–

    Esta lei é inconstitucional, de caras – na minha opinião. Já a que estabelecia quotas de 33% o era.

    Reparem:
    Imaginemos que aparece um partido novo. Não interessa se é de direita ou de esquerda, feminista ou não. Imagine-se que só concorre a dois círculos eleitorais: Lisboa e Porto. Para Lisboa tem a Maria e a Ana. Para o Porto tem a Cátia.
    É impressão minha ou isto vai tornar impossível que estas três mulheres se candidatem a deputadas?

  6. Luís Lavoura

    Nesta matéria como noutras similares, os partidos não votam em função dos seus posicionamentos ideológicos, mas sim em função dos seus interesses enquanto partidos.
    É que, a lei da paridade constitui um poderoso obstáculo a ser ultrapassado por todos os pequenos partidos. Para o CDS e para o PSD ela já não é obstáculo, pelo que votam a favor dela, com o fim unicamente de dificultar a vida a qualquer novo partido que queira surgir.

  7. > Esta lei é inconstitucional, de caras

    Não, só as leis que afectam as reformas dos juízes do TC é que são inconstitucionais.

    O resto, siga para bingo.

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão /  Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão /  Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão /  Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão /  Alterar )

w

Connecting to %s