O lamentável proteccionismo de Trump

É possível que a prática de Trump até acabe por não ser pior neste domínio do que foi Obama (ou de que seria Hillary), mas as ideias e a retórica são péssimas e terão, inevitavelmente, consequências. Dado o peso económico e o papel de liderança global dos EUA, não serão apenas os norte-americanos a perder com um eventual aumento de popularidade das doutrinas proteccionistas, mas todo o mundo.

Felizmente, há alguns sinais importantes de esperança vindos do GOP: GOP meltdown over Trump plan to impose steel, aluminum tariffs

Republicans pounced on President Donald Trump’s plan Thursday to slap tariffs of 25 percent on imported steel and 10 percent on imported aluminum, warning that it will lead to a trade war and leave American consumers paying the price.

“New, huge tariffs on all kinds of imported steel is a big mistake that will increase costs on American consumers, cost our country jobs, and invite retaliation from other countries,” said Sen. Pat Toomey of Pennsylvania.

Republicans in Congress broke ranks with the president in an unprecedented way, with one after another coming forward during the day to caution about the dangers of tariffs and plead with Trump to hold off on any action.

Anúncios

15 thoughts on “O lamentável proteccionismo de Trump

  1. Filipe Costa

    Saquei da exame:

    “Em 2010 os Estados Unidos produziram 80,5 milhões de toneladas de aço em 2010. Neste mesmo ano, o país usou 80,1 milhão de toneladas em bens finais. O país ocupa a terceira posição no ranking dos maiores produtores de aço do mundo.”

    Entendo o Trump, como é auto suficiente, isola.se.

  2. A. R

    O Trump foi eleito para defender os EUA: não apara servir a colonização económica dos EUA por chineses que fazem dumping em tudo.

  3. mg

    O André Azevedo andava a ler Mises em vez de estar atento à matéria de soberania nacional e hegemonia politica no curso de Ciência Politica.

  4. os liberais lá se imaginam com a capacidade de competir com países com mais de mil milhões da habitantes (e que ainda por cima jogam sujo), são grandes democracias que jogam no mercado com as mesmas regras e tal não são? otários.

  5. Pingback: O lamentável proteccionismo de Trump (2) – O Insurgente

  6. > otários.

    Meh, no tempo da guerra civil eram os aristocratas com fábricas e os aristocratas com terras.

    Agora são os aristocratas com fábricas de bens materiais e os aristocratas com fábricas de sonhos.

    Os segundos facturam à grande (por enquanto) à pala de acordos de livre comércio com que põem a polícia dos palermas a confiscar cópias.

    Mas o jogo não deve tardar a subir mais um nível.

  7. Marialva,

    Disse porventura alguma mentira? Já apresentei números chineses e internacionais da fome na China, cerceada a menos de 10% da população — 7% é um número normalmente aceite.

    O comunismo chinês percebeu que apenas a economia de mercado lhe poderia dar os recursos suficientes para não ser um estado falhado. A aposta foi bem sucedida. Mais vale, pesando tudo, mercado livre mesmo em ditadura do que ditadura sem mercado livre.

    Finalmente, Marialva, os chineses estão a ficar persporrentes e agressivos. Não se passarão muitos anos até que os DF40 saiam dos silos. Nem sei se isso será no primeiro mandato de Trump, ou logo depois de ele ser reeleito. Os globalistas não vão perder a oportunidade de queimar o Trump e de lhe meter a culpa, em vez de usar um dos deles.

  8. Marialva,

    Se não gosta de produtos chineses, NÃO OS COMPRE. Não obrigue os outros a seguir as suas inclinações e desvaneios. Isso é coisa de socialistas.

    Quem quer comprar, compra. Quem não quer, não compra. Liberdade é isso: cada um faz as suas opções, desde que não entre no espaço próprio e razoável dos vizinhos. E aceita as consequências de bem ou mal agir, pois a liberdade esgota-se no momento da escolha.

  9. mg

    ” Já apresentei números chineses e internacionais da fome na China, cerceada a menos de 10% da população”

    Oh Francisco, números disponibilizados por quem, pelo comité do partido comunista chinês ? Mas vá prontos, aceitemos por agora tais números, não morrer ou passar fome e ter 4 familias a viver num “apartamento”, é agora seu critério para a definição de “classe média” , hum ?
    E se é essa sua posição em relação à ditadura comunista chinesa, então não percebo o seu desdém pela Soviética ou a Cubana , é que depois de Stalin a Ussr foi outra, com Nikita Khrushchev a reconhecer e denunciar no comité soviético a brutalidade e abusos de Stalin. Olhe até a Cuba é um local de turismo, e já têm telemóveis e investimento privado.

  10. mg

    “Se não gosta de produtos chineses, NÃO OS COMPRE.”

    Oh francisco, se não gosta do Islão não passe à frente das suas mesquitas. Não obrigue os outros a seguir as suas inclinações e desvaneios. Isso é coisa de socialistas… A liberdade é isso.

    Veja lá se consegue passar isso no seu compilador e não da erro.

  11. MG,

    Eu posso passar à frente de mesquitas, desde que não me obriguem a entrar nelas. Liberdade é isso.

    (O problema com os islamitas é que não se andam a portar muito bem. Mas isso é história alheia à liberdade de culto. É caso de polícia.)

  12. Os números de fome são fidedignos, e avalizados por várias agências internacionais no terreno. Foi a economia de mercado que debelou a fome na China e a falta dela que a colocou na Venezuela.

    O Xi Jiping é perigoso, mas isso não invalida a progressão em uma geração de um país de famélicos para uma potência tecnológica. Igual progresso teve o Japão em 1870, exactamente por causa da economia de mercado, e Portugal nos anos 80, com as privatizações e a abertura ao mercado europeu.

    Goze o que quiser com o que disse. Mas contraponha números em vez de achismos ao que aqui pus. Isso de ideias sem factos é coisa de escarralhados, mesmo dos de direita.

  13. Pingback: O lamentável proteccionismo de Trump (3) – O Insurgente

  14. Pingback: O lamentável proteccionismo de Trump (4) – O Insurgente

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão /  Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão /  Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão /  Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão /  Alterar )

Connecting to %s

This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.