#MeToo: Cristina Garcia e Daniel Ferro

Um dos principais rostos do movimento #MeToo investigada por assédio a colega

Cristina Garcia, uma das principais figuras do movimento anti-assédio sexual nos EUA, foi acusada por outro funcionário da Assembleia Estadual da Califórnia de o ter apalpado e assediado. O caso, que está a ser investigado pela mesma assembleia, remonta a 2014. Daniel Ferro tinha, nessa altura, 25 anos e, durante um jogo de baseball que reunia todos os funcionários da assembleia estadual, terá sido encurralado por Cristina Garcia. Segundo o Politico, que falou com o acusador, a influente deputada democrata agarrou o homem, apalpou-lhe as nádegas e as costas, e tentou tocar-lhe na zona genital.

(…) Mas esta não é a única acusação contra Cristina Garcia, que garante que não tinha qualquer conhecimento sobre estas alegações até às notícias publicadas esta quinta-feira. Um outro homem, que trabalha (ou trabalhou) como lobista na Califórnia, também confirmou ter sido assediado num evento de angariação de fundos em 2017. O homem, que não quis ser identificado pela notícia do Politico, também acusa Garcia de ter tentado tocar-lhe nas partes íntimas.

Tanto num caso como no outro, os homens admitem que Garcia poderia estar sob efeito de álcool quando os incidentes ocorreram. Neste segundo caso, este lobista estava prestes a sair do evento quando Cristina Garcia lhe perguntou: “onde é que vais?”. A mulher aproximou-se e encostou-se ao homem, que sentiu o cheiro a álcool, e afirmou: “Defini como objetivo pessoal f****-te”. Aí, o homem terá recusado os avanços de Garcia — “não vai acontecer” — e abandonou o local.

Anúncios

5 thoughts on “#MeToo: Cristina Garcia e Daniel Ferro

  1. É uma pouca vergonha uma mulher que se apresenta assim com as mamas.>Claro que é uma afronta sexual.Preserve a sua intimidade para os de casa.
    Depois, esta e outras iguais dizem-se assediadas. Pudera!

  2. Pelo amor de deus caro M.

    O que ela tem de melhor são as mamas.

    Ah !

    Desculpem.

    Tinha-me esquecido que os “liberais” querem as gajas todas tapadas como no Irão.

  3. joaquim

    Faz lembrar a revolução francesa. Os lideres do movimento que usavam a guilhotina com zelo, foram os seguintes a ficar sem cabeça. A revolução devorou-se a si própria. Desconfio que com estes inquisidores do sec XXI irá acontecer o mesmo, mais cedo ou mais tarde.

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão /  Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão /  Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão /  Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão /  Alterar )

Connecting to %s

This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.