Nicolau Santos, homem do sistema

Panegírico do comendador Nicolau. Por Eduardo Cintra Torres.

Com 35 anos de jornalismo e muitos de direcção, Santos sabe da poda. É cordato, um democrata e exibe gosto pela cultura. Há anos que reproduz um poema na sua página de opinião no ‘Expresso’. Não gosta, porém, apenas de poesia, aprecia também o aroma do poder. É homem para se ambientar aos que forem, em cada momento, os Donos Disto Tudo. É dos jornalistas que mais bem demonstraram nestas décadas a grandeza de estar próximo dos poderosos. A sua extensa obra jornalística revela esse olhar a sociedade de cima para baixo. Para a apimentar com preocupações sociais, Santos era e é um “homem de esquerda”, nacional virtude santa que retoricamente desinfecta da proximidade com os poderosos e embala os leitores.

Anúncios

5 thoughts on “Nicolau Santos, homem do sistema

  1. Manuel Assis Teixeira

    É totalmente verdade o que diz E.C.T. Nicolau Santos tem um percurso de panegírico ao poder, desde que de esqueda, que tem agora a paga com o cargozinho de administração! Dois anos de sistemático apoio à geringonça e de elegia ao ministro Centeno resultaram! Mais um que se amesenda à gamela do poder! Estes jornalistas , senadores da escrita ” independente ” não resistem! Veja-se o Carlos Magno tambem! Vem cargozinho e despem logo as vestes, largam logo a ” pena” e correm para se sentarem no BMW ou no Mercedes preto e ajoelharem perante o poder que tão laboriosamente glosaram!
    Mas a Nicolau Santos, tenho que reconhecer uma qualidade: Varias vezes lhe escrevi sobre os seus artigos do Expresso a critica-lo. Há semanas escrevi-lhe a dizer que não o leria mais, dado o seu semanal facciosismo pro governamental que naquela semana atingiu o cume! Ele respondeu sempre às minhas missivas criticas! E isso é uma qualidade que tem que ficar registada

  2. Em jeito de despedida, escreveu o seu último artigo no último número da revista Exame (último, porque acabou). Patético, como sempre. E diz-se jornalista especializado em economia. Claro que tinha que ser embarretado pelo ABS. Passou a vida a ser embarretado por todos os fofinhos que dizem o que ele quer ouvir. Disso até não viria grande mal ao mundo. O problema é que há muitos portugueses assim, a quererem ser embarretados por quem lhes cante a canção do bandido.

  3. Resumindo, “Coeur à gauche, porte-feuille à droite”…
    Ganda Prof.Doutor Artur Baptista da Silva.
    Já lá dizia o outro, ” Quem não tem vergonha , todo o mundo é seu”.
    Mas , convenhamos, “o torrãozinho de açúcar” é o caldo de cultura ideal para semelhantes crápulas.

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão /  Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão /  Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão /  Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão /  Alterar )

w

Connecting to %s

This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.