A época da geringoça em resumo

2017, ano saboroso a opinião de Alberto Gonçalves no Observador.

(…) Incêndios florestais arrasaram Pedrógão Grande e parte dos concelhos vizinhos. Sempre oportuno, às primeiras notícias o prof. Marcelo assegurou que fora feito tudo o que era possível. O dr. Costa, uma ministra macambúzia e um secretário de Estado disseram coisas ainda mais tranquilizadoras. No final, contaram-se, pelos vistos por baixo, 64 mortos, o 16º pior evento do género na História e o terceiro neste século. Para os poderes públicos, foi igual a nada, ou uma dispensável chatice que os obrigou a trabalhos para apurar quem se queimava (sem trocadilho) menos com o assunto. Pouco dado a trabalhar, o dr. Costa partiu para a praia. (…)

Anúncios

6 thoughts on “A época da geringoça em resumo

  1. JP-A

    Há vários anos que não via o Expresso da Meia-noite por motivos mentais. Vi hoje uns minutos, sobre os fascinante e maravilhoso mundo novo que Costa e Centenho instantaneamente fabricaram, com 2016 como o maior sucesso de sempre em Portugal, começado dias depois de estar ainda nas trevas. Tudo relatado pelo novo idiota das informações em Portugal. Há lá coisa mais saborosa do que ver esta gente a nadar neste mar de esterco?

  2. geringonça para aqui, geringonça para ali e coisas assim, brincadeiras de partidos, pois bem – que caia tudo e venha a 4ª república, de preferência com um máximo de 100 artigos, oh sim e um regime presidencial , oh sim, beijos. (que não falte corda)

  3. é que seria imensa corda e depois teria que a colocar algures, estava a pensar nos postes de electricidade onde a imaginária “classe” política lhe pudesse tirar as medidas a olho estão a ver, apenas queria expor a corda e que a dita “classe” política lhe tirasse as medidas a olho, é que eu nunca fui bom essas coisas de medir mambos, sou terrível a fazer contas e não percebo nada destas coisas 🙂

  4. bem e seria este o meu exercício republicano, queria apenas que a “classe” política me ajudasse a medir corda, sinceramente não percebo nada dessas coisas de números e coisas assim, gostava de ter as medidas exactas.

  5. e para quê tanta corda perguntam vocês, bem só queria fazer um cordão pacífico republicano à volta do país que nos permita acolher os pobres refugiados da melhor forma possível e coisas assim 🙂

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão /  Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão /  Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão /  Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão /  Alterar )

w

Connecting to %s

This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.