É Rey uma Mary Sue?

Obviamente que sim.

Para mim Kathleen Kennedy é uma anedota como produtora (não vale a pena, eu li) e está a fazer dos mais recentes Star Wars os filmes mais SJW de sempre naquele universo. Não sinto que preciso de justificar o carácter SJW dos filmes SW na era Disney, mas para os mais distraídos: todos os maus são brancos: Kylo Ren, Snoke, Hux, Kaplan, …; todos os bons são de minorias ou mulheres: Rey (mulher), Poe (latino, da Guatemala), Finn (afro), Leia (mulher), Maz Kanata (mulher, afro) Rose Tico (mulher, chino) e a liderança da resistência é Leia e Holdo (ambas mulheres, óbvio).
Os únicos heróis brancos que restavam morreram no VII (Han Solo) e no VIII (Luke). O único branco apresentado no VII morre de seguida (Lor San Tekka).
O mesmo se passando claro no Rogue One: Jyn Erro (mulher), Cassian Andor (latino – Mexico), Chirrut Imwe (chino), Baze Malbus (chino), Saw Gerrera (afro), Bodhi Rook (indiano). Os maus, adivinharam, são brancos: Tarkin, Orson Krennic, …
A linguagem é do mais PC que há. Uma pessoa que não diz um palavrão como eu enjoa.
As imagens obviamente mostram sempre os heróis em esforço ou a sorrir e os brancos, perdão, os maus com ar mau e distantes, aparentemente prontos para entrar numa escola e começar a disparar sobre todos.
O VII é obviamente uma repetição do IV e o Rogue One é um 3.9 que arruina partes do IV (por exemplo, torna o início do IV ridículo quando a Leia afirma que não tem os planos e o Vader SABE que ela os tem.

Mas o mais ridículo de tudo para mim é o quão Mary Sue a Rey é. Porquê? Bem, vejamos:

  1. O começo de Luke é como um jovem, irascível, desfocado, preocupado mais com o seu amigo Biggs do que com o mundo de fora (vejam as cenas cortadas do IV), e até preguiçoso. Rey, obviamente é uma jovem cheia de qualidade, limitada pelo seu ambiente mas com força de vontade (Cinderela?) e obviamente super altruísta (salvando o BB8 e não o vendendo por uma boa maquia)
  2. A primeira luta de Luke acaba com ele empurrado no chão, salvo da morte certa por Obi-Wan, salvo na Cantina por um velhote – ridículo. A primeira luta de Rey acaba com ela a livrar-se de dois rufias sozinha.
  3. O primeiro force pull de Luke: difícil, concentra-se para se salvar do Wampa em Hoth, a 1 metro de distância.o primeiro de Rey? Saca de 1 sabre na luta com Kylo Ren a metros e metros de distância.
  4. O primeiro uso de um lightsaber de Luke, o filho do escolhido, é indigno de um padawan – incapaz de se defender de um droid de treino acaba gozado por Han Solo. O primeiro uso de um lightsaber por Rey? Acaba com ela a derrotar mais exímio dos lutadores de sabre do lado negro, que tinha treinado durante anos com Luke e tinha recebido treino complementar de Snoke, marcando-o na cara.
  5. Mind control. Luke, só no VI e fraco. Rey, sem treino, sem saber como até, obtém domínio total. Desvaloriza o conceito. Nojo.
  6. Levantar objectos. Luke tem uma prestação miserável em Dagoba. Rey no VIII é só facilidades.
  7. Quem sabe pilotar melhor o Millennium Falcon no episódio VII? Se responderam Han Solo, responderam mal: Rey pilota melhor. Ah, e não só pilota melhor como conhece melhor a nave para identificar o que se passa de mal com esta.
  8. Snoke tinha guardas para quê, quando há uma Rey por aí?
  9. Nadar? No problemo para a menina criada num deserto.
  10. Perigo? Adversidades? Ferimentos? Falhas? lol

Podem ler contra argumentos de 2015 na Vox e na Verge e de 2017 na Forbes. Têm o resto da internet para ver inúmeras versões do que está acima. Esta é só um ex. Este não 🙂

lucas-force-awakens-rey-mary-sue

Anúncios

21 thoughts on “É Rey uma Mary Sue?

  1. mg

    Ainda estou à espera que hollywood produza um gulag arquipélago vencedor de 7 oscares, ou um holodomor. Só que desta vez pelo testemunho escrito de quem o viveu, e não de um livro de ficção de uma “a lista de shindler”. Mas é claro que isso jamais irá acontecer, não tivessem os gulags e o holocausto ucraniano o carimbo étnico ideológico dos mesmos que povoam e dominam os circulos da industria da propaganda em massa cinematográfica.

  2. lucklucky

    A censura de Hollywwod que já não aparece nos Jornais:

    https://en.wikipedia.org/wiki/Darkness_at_Noon

    In the 1940s, numerous scriptwriters in Hollywood were still Communists, generally having been attracted to the party during the 1930s. According to Kenneth Lloyd Billingsley in an article published in 2000, the Communists considered Koestler’s novel important enough to prevent its being adapted for movies; the writer Dalton Trumbo “bragged” about his success in that to the newspaper The Worker.[34]

  3. lucklucky

    “não tivessem os gulags e o holocausto ucraniano o carimbo étnico ideológico dos mesmos que povoam e dominam os circulos da industria da propaganda em massa cinematográfica.”

    E tivemos a ignorância do socialista anti-judeu.

    Descubra quem ajudou a que o genocídio ucraniano seja falado:

    https://en.wikipedia.org/wiki/Raphael_Lemkin

  4. mg

    Olhe Lucky aqui um outro ignorante socialista
    anti-judeu – Continue a enfiar a cabeça na areia, e a ((subverter)) a historia

    Wiston churchil 1920

    International Jews.
    “This movement among the Jews is not new. From the days of Spartacus-Weishaupt to those of Karl Marx, and down to Trotsky (Russia), Bela Kun (Hungary), Rosa Luxembourg (Germany), and Emma Goldman (United States), this world-wide conspiracy for the overthrow of civilisation and for the reconstitution of society on the basis of arrested development, of envious malevolence, and impossible equality, has been steadily growing. It played, as a modern writer, Mrs. Webster, has so ably shown, a definitely recognisable part in the tragedy of the French Revolution. It has been the mainspring of every subversive movement during the Nineteenth Century; and now at last this band of extraordinary personalities from the underworld of the great cities of Europe and America have gripped the Russian people by the hair of their heads and have become practically the undisputed masters of that enormous empire.”

    Terrorist Jews.

    There is no need to exaggerate the part played in the creation of Bolshevism and in the actual bringing about of the Russian Revolution by these international and for the most part atheistical Jews. It is certainly a very great one; it probably outweighs all others. With the notable exception of Lenin, the majority of the leading figures are Jews. Moreover, the principal inspiration and driving power comes from the Jewish leaders. Thus Tchitcherin, a pure Russian, is eclipsed by his nominal subordinate Litvinoff, and the influence of Russians like Bukharin or Lunacharski cannot be compared with the power of Trotsky, or of Zinovieff, the Dictator of the Red Citadel (Petrograd), or of Krassin or Radek – all Jews. In the Soviet institutions the predominance of Jews is even more astonishing. And the prominent, if not indeed the principal, part in the system of terrorism applied by the Extraordinary Commissions for Combating Counter-Revolution has been taken by Jews, and in some notable cases by Jewesses. The same evil prominence was obtained by Jews in the brief period of terror during which Bela Kun ruled in Hungary. The same phenomenon has been presented in Germany (especially in Bavaria), so far as this madness has been allowed to prey upon the temporary prostration of the German people.

    ##Although in all these countries there are many non-Jews every whit as bad as the worst of the Jewish revolutionaries, the part played by the latter in proportion to their numbers in the population is astonishing.##

    Se quiser ler o artigo todo:

  5. lucklucky

    Ena pá um competidor socialista neste caso do clube anti-judeu que quando fala pela própria voz diz que os judeus são todos iguais mas depois coloca um texto de alguém que sabe que há diferentes judeus. Bons, maus , assim, assim etc…

    Vale a pena perguntar. Consegue entender um texto?
    É como aquelas pessoas que estudaram o método científico na escola mas depois dizem com toda a certeza que há aquecimento global?

    Ou seja são exclusivamente sociais.Não pensam.

    E claro não temos resposta ao Genocídio Ucraniano feito por Socialistas.

  6. mg

    Ena pá um competidor dos inquisidores neste caso do clube anti-muçulmano que quando fala pela própria voz diz que os muçulmanos são todos iguais mas depois coloca um texto de alguém que sabe que há diferentes muçulmanos. Bons, maus , assim, assim etc…

    Vale a pena perguntar. Consegue entender um texto?
    É como aquelas pessoas fundamentalistas da biblia que estudaram o método científico na escola mas depois dizem com toda a certeza que o aquecimento global não existe, e que a terra é plana ?

    Ou seja são exclusivamente retrogrados religiosos.Não pensam.

    E claro não temos resposta ao Genocídio dos indios americanos e dos africanos feito por Cristãos .

    Vê a similitude da sua dissonância cognitiva, igual aqueles que fervorosamente tanto despreza, e militantemente luta. A deflexão sofistica, a negação plausivel, o relativismo, a negação e omissão histórica causal, e a deslocação da discussão para os epítetos acusativos ? Essa sua deflexão ao afirmar que há judeus bons e outros maus, é o argumento defletor e relativizador que a comunidade islâmica, a irmandade muçulmana, e os marxistas usam para evitar discutir o Islão e a sua genética de terror.

  7. mg

    É deveras intrigante como, o seu daltonismo mental permite-lhe ver como o comunismo permeava e continua a permear Hollywood agora numa forma new age. Sabendo-se perfeitamente que em hollywood existe um excrutinio de zelo ideológico politico de quem pode trabalhar e se emancipar lá, e ao mesmo tempo a cegueira, para o facto de quem domina aquilo são fervorosos zionistas.

    Mas o que eu gostaria de ler aqui da sua parte camarada lucky, era a sua negação e refutação, da analise histórica que Winston Churchill faz das origens do Comunismo/Bolshevismo. Ou por acaso acha que o genocidio ucraniano teria acontecido na mesma, sem o bolshevismo e o seu suporte financeiro ((estrangeiro)) ?

    É de rir, para quem vomita termos como “o método cientifico” e depois ignora a procura da causalidade e a contradição das conjecturas e acções humanas. Talvez a origem do seu daltonismo mental tenha antes outras “raizes”.

  8. lucklucky

    É deveras curioso como um Nazi está sempre interessado em desviar as atenções da génese do poder do Bolchevismo, ou seja do Totalitarismo.
    Bolchevique.
    E como nos Nazis nunca se vê criticas a fazer a Marx.
    Não fosse Marx o autor do “Mundo sem Judeus”
    Tal como um Marxista fala das “causas” – fala do genocídio Ucraniano porque lhe convém para a sua competição dentro do Totalitárismo.
    Nunca um Nazi discute o poder Totalitário, pois pretende-o para si, aliás como óbvio não tem critica alguma a fazer ao genocídio Judeu.
    Por isso critica os bolcheviques pela cor da pela. Não pelo poder que reclamam.

    “que há diferentes muçulmanos. Bons, maus , assim, assim”

    E há, os que não seguem as regras totalitárias do Islão…Islão que você só critica pela competição que também tem com esse totalitarismo.

    No seu exemplo fica bem assinalada a distorção que pretende; O bolchevismo é religião dos Judeus isto quando a maioria dos Judeus bolcheviques o são porque abandonaram o Judaísmo. Ou seja cai pela base a sua critica ao Judaísmo.

  9. mg

    É verdade lucky, quem diria, que aquele cabrão do Churchill afinal sempre foi um nazi…
    E já que estamos no tópico da guerra das estrelas, a sua reacção argumentativa destrambelhada em negação, se assemelha ao de Luke Skywalker. Depois de lutar furiosamente contra o seu maior inimigo, leva a com a noticia que afinal ele é o seu Pai.

  10. mg

    “a maioria dos Judeus bolcheviques o são porque abandonaram o Judaísmo”

    Chora mais Lucky Skywalker, noooooooooooo

  11. mg

    De que merdias se refer o Francisco ? Do que eu vejo por cá desde o estatal aos capitalistas, todos papagueiam a narrativa da justiça social dos ((merdia)) internacionais. Sei que o Grande capitalista cá do burgo decidiu entregar à Catarina e ao Jeronimo o Público. E se isso não é suficiente para mandar a virtude do capitalismo do mises às urtigas, posso lhe indicar outros mais.

    Respondendo ao suposto masoquismo dos ditos mencionados, digo-lhe apenas que por vezes o Pastor em nome da grande causa, coloca as cenouras do mesmo lado que pretende que o gado se mova, noutras, coloca o cão a ladrar do lado oposto que pretende que o gado se desloque, bem coeso e unido pela intimidação do ladrar do seu canino. O Theodor Herzl, explica-lhe isso bem.

    Mas, verdadeiramente, quem é que está preocupado com a opinião e voto das galinhas, ratos e dos coelhos na quinta das nações, quando se tem o maior dos 3 grandes predadores do seu lado, hum ? Afinal para um homem de números, também foi contaminado pelo mesmo vírus proveniente da instituição académica de onde saiu o então presidente da ONU, e já não sabe fazer contas, ou o Mises não lhe deixa raciocinar dialeticamente para além da critica ao socialismus ?

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão /  Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão /  Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão /  Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão /  Alterar )

Connecting to %s

This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.