António Costa: Afirmações Versus Factos

Opiniões são opiniões, mas factos são factos. Quando se fazem afirmações sobre factos, estas afirmações ou são verdadeiras ou falsas.  A tabela abaixo, é retirada deste artigo do Adolfo Mesquita Nunes, onde é feita uma compilação de afirmações versus factos de António Costa enquanto primeiro ministro.

A lista acima exclui ainda os seguintes episódios:

  • A candidatura da Agência Europeia do Medicamento, com António Costa a dar o dito por não dito (ver a cronologia aqui);
  • A transferência do Infarmed para o Porto (ver Infarmed. Documento desmente versão de António Costa).
  • O episódio da assinatura do acordo de concertação social (ver aqui).
  • A afirmação de António Costa de que a carga fiscal tinha baixado/iria baixar em 2017  (ver aqui) quando na própria proposta de orçamento de estado para 2018 o governo reconhece que aumentou em 2017 (ver aqui).
  • A afirmação de António Costa a chamar a si os louros da redução da àrea ardida (ver aqui).

Ninguém (incluíndo o humilde autor deste post) esté imune a enganos e erros – todos somos humanos. No entanto, é uma questão de carácter reconhecer os erros, retratá-los e pedir desculpa. No entanto quer a capacidade de pedir desculpa, quer de reconhecer e retratar erros é algo que parece não estar presente no nosso actual primeiro ministro.

Não dizer a verdade é mau. Que seja o primeiro-ministro dirigindo-se ao parlamento ou ao país, é péssimo. Que não peça desculpa e se retrate, é ridículo.

Há várias maneiras de qualificar uma pessoa que falta sistematicamente à verdade: uma pessoa mal informada, uma pessoa equivocada, uma pessoa intelectualmente desonesta… …na minha terra, chamamos-lhe simplesmente mentiroso. Com António Costa enquanto primeiro-ministro, pode ser que o M na abreviatura de PM passe a ter outro significado.

Anúncios

4 thoughts on “António Costa: Afirmações Versus Factos

  1. JP-A

    A nova fraude venezuelana é a do papel do presidente do eurogrupo, que na prática é um ministro como outro qualquer, excepto que tem de fazer o papel de secretária, tal como um administrador de condomínio que só tem trabalho, mas vende-se a coisa quase como se fosse o chefe daquilo tudo que vai mudar e mandar nos destinos da Europa (e a comunicação social vai toda de arrasto e extasiada):

    The president of the Eurogroup has the following responsibilities:

    – chairs Eurogroup meetings and sets agendas for them
    – draws up the Eurogroup’s long-term work programme
    – presents the outcomes of Eurogroup discussions to the public and to the ministers of non-euro area EU countries
    – represents the Eurogroup in international fora (e.g. G7)
    – informs the European Parliament about the priorities of the Eurogroup

  2. Euro2cent

    > na minha terra, chamamos-lhe simplesmente mentiroso

    Psst. Estamos no século XXI, e a publicidade já foi inventada há mais de três séculos.

    Por esta altura já deve ter chegado às terras todas do planeta. Já não há mentirosos.

  3. Oscar Maximo

    A minha reclamação é a seguinte: votei no Passos porque disse que ia logo privatizar a RTP. foi eleito, e nada. Mentira, quer a culpa seja ou não do Relvas.

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s