Bombeiros exigem comando próprio

Bombeiros ameaçam fazer “guerra” ao Governo por comando próprio, via TSF (!)

Os Bombeiros queixam-se que o Governo os tem excluído do processo de reforma da proteção civil e não aceitam continuar a ser comandados pela Autoridade Nacional da Proteção Civil. Uma das principais reivindicações prende-se com a criação de um comando próprio e um orçamento com verbas do Estado.

Faz sentido. Um comando por que percebe do tema pode ajudar bastante, como disse ao Expresso de ontem José Manuel Moura. Comissários políticos podem causar catástrofes.

A resposta de António Costa?

No final do discurso, o presidente da Liga dos Bombeiros Jaime Marta Soares declarou-se surpreendido com a ausência de respostas por parte do primeiro-ministro às reivindicações que antes lhe havia apresentado. “Ouviu com muita atenção, foi muito simpático, mas foi uma mão cheia de nada e outra vazia, não respondendo às questões concretas que lhe apresentámos”.

Chocado. Quem esperaria isto de António Costa?

Anúncios

13 thoughts on “Bombeiros exigem comando próprio

  1. JP-A

    O Costa Concordia foi sempre isto – são horas de discursos em que não diz absolutamente nada. O homem é não só um desastre completo, como o maior político alguma vez produzido a martelo em Portugal – até a Ferreira Alves já percebeu. Chega quase a dar pena psiquiátrica. Agora que está aflito, procura apoios para se precaver para o futuro, como se nada do que foi feito na área da segurança tivesse a ver com ele. É demasido primitivo para ser possível uma nulidade destas chegar a candidato a PM por um partido político europeu. O sujeito dá-se ao luxo de dizer num dia que é infantil demitir uma ministra e no outro diz que estava tudo combinado com o PR. E a carneirada faz capas de jornal no dia a seguir com a “notícia”, para a seguir fazerem outra a dizer que foi ele quem mandou parar com aquilo.

  2. Mario Figueiredo

    A TSF não faz juz ao que se passou.

    Costa estava armado em que isto dos fogos já passou. Até levantou a voz, quando ao mesmo tempo que enaltecia os bombeiros, cozia frases ocas mas servidas em estilo populista de voz elevada e acentuação dramática, como “agora vamos trabalhar todos em conjunto” ou “não é tempo de separar, é tempo de unir”.

    Em resposta, levou com o Jaime Marta Soares, presidente da Liga de Bombeiros, que em voz bem mais elevada que a dele — e arrancando aplausos de quem estava na sala — lhe atirou mimos como “O sr. disse que existe uma chefia única. Não é verdade! Nós não temos chefia!” e “Se você conseguiu fazer a geringonça para resolver lá os seus problemas, então agora resolva o problemas dos bombeiros!”

  3. João Manuel

    Este Marta Soares é um incompetente que está há muitos anos à frente dos bombeiros sem que se lhe conheça um feito digno de realce. A ideia de ter os bombeiros em auto-gestão, com otçamento próprio e sem subordinação de comando, é mais um oportunismo de ocasião. Infelizmente continua a ser eleito para isto mesmo, mais orçamento, mais autonomia, para nenhuns resultados. Como se articulariam então os bombeiros com as autoridades civis que decidem, no momento, sobre o apoio às populações, evacuações, condicionamentos de trânsito, uso de meios aéreos, auxílio externo, etc.? Oportunismo absoluto … para além da incompetência já demonstrada. Que se fique pelo SCP.

  4. Mario Figueiredo

    Os bombeiros não andam a reivindicar independência da Protecção Civil. Onde que o João foi buscar essa ideia? Devia ter ouvido o que foi dito e o que tem sido dito à anos. Que o que os bombeiros andam a reivindicar são estatutos próprios e um comando próprio à semelhança de muitos países da Europa. No fundo trata-se de reverter o decreto-lei de 2006 que essencialmente extinguiu o corpo nacional de bombeiros em Portugal e o transformou no SNBPC.

    Antes de 2006 também se apagavam fogos em Portugal, Caro João. E como tem ficado evidente, até melhor do que se combate hoje. E o então Serviço Nacional de Bombeiros, coordenava muito bem com a protecção civil e restantes autoridades.

  5. Mario Figueiredo

    Perdão, fui confirmar a data, porque em retrospectiva me parecia errada. E estava mesmo. O fim do Serviço Nacional de Bombeiros foi ditado em 2003, pelo governo desse outro grande canalha que foi o Durão Barroso. E não em 2006. Esse é o decreto de lei que uma boa parte da estrutura dos bombeiros critica.

    Em 2006, já com o canalha-mor, reitor da universidade dos canalhas e filho pródigo do canalhismo português, o saudoso autor e primeiro ministro, sua excelência o engenheiro-sim-senhor-! José Sócrates Carvalho Pinto de Sousa, portador do nº 44 e frequentador de alas femininas, em 2006 dizia eu, o SNBPC é reestruturado em Autoridade Nacional e a partir desse dia em que políticos passam a definir o seu funcionamento, os bombeiros saltaram da frigideira para o fogo.

    Cumpra-se!

  6. João Manuel,
    Por acaso, não sendo um homem atento ao futebol, não conhecia ainda este Marta Soares. Porque é que afirma isso? Não se importa de detalhar?
    (Não estou a discordar, só estou genuinamente interessado em saber mais)

  7. Mario Figueiredo

    Sem que a pergunta tenha sido dirigida a mim, deixe-me que lhe responde pelo meu lado que Jaime Marta Soares é um boçal de facto. E uma pessoa difícil de suportar excepto em pequenas doses. Mais mais importante muitos consideram as suas reivindicações, que os bombeiros devem formar um corpo nacional com orçamento próprio vindo do estado, como a) um entrave à profissionalização dos bombeiros que é tão necessária e b) mais um a querer xuxar da teta do estado.

    Mas em relação a isso eu tenho uma opinião muito própria. Na perseguição de um ideal de estado reduzido, não podemos cair na asneira de o reduzir a quase nada. Afinal, sem Estado não há Nação.

    “Bombeiros” é precisamente uma das funções que o estado se deve ocupar. Como liberal de direita e profundamente defensor do estado reduzido, considero correcto e desejável um estado que se ocupe dessa tarefa. Pelo que um organismo com orçamento próprio não me choca. Não é xuxar na teta do estado. Antes pelo contrário, parece-me desejável no actual quadro em que Portugal não tem um corpo nacional de bombeiros digno desse nome, com uma estrutura própria e um orçamento público. Como em muitos outros países, por exemplo nos Estados Unidos onde é inclusivamente um organismo federal.

    E no que diz respeito à profissionalização, gostava de saber onde é que quem a defende pretende ir buscar o dinheiro para suportar aquela que é sempre a maior carga de despesa de qualquer empresa, os salários. Em muitos países, a profissionalização atinge 1/4 do total de efectivos. Em Portugal é cerca de 1/6. Não é uma diferença por aí além. Temos 42000 efectivos, 6000 profissionais. Seria preciso portanto profissionalizar 4000 entre os actuais voluntários. Talvez seja exequível. O que não é possível é pensar que se pode ir muito mais além.

    Em todo o caso ficaria também o dado que a profissionalização dos bombeiros em nada é afectada pela possibilidade de os bombeiros se tornarem uma estrutura dentro do estado com um orçamento público. Acaso, os GNR são voluntários?

  8. Luís Lavoura

    Um comando por que percebe do tema pode ajudar bastante

    Sem dúvida. O problema, é que os bombeiros portugueses não o têm tido ao longo de dezenas de anos, como se vê pelo resultado prático do seu desempenho. E não é com um cacique do PSD, tipo Jaime Marta Soares, à sua frente que alguma vez o terão.

  9. Subscrevo o post do João Manuel. Este Marta Soares é um inominável que deixou a Câmara de Poiares com uma divida de 30 milhões de euros. Agora até queria um orçamento próprio para administrar como bem lhe apetecesse. Que vá mas é tratar dos netinho que de fogos percebe tanto como a minha avô. E já nem digo nada sobre ser Lagarto.

  10. A. R

    “E não é com um cacique do PSD, tipo Jaime Marta Soares, à sua frente que alguma vez o terão.” Oh, facha … ele é eleito. Não é um boy incompetente e incapaz de proteger os portugueses com que o costa enxameou a protecção civil. O costa e o seu bando ajudaram a matar 110 pessoas. Parece-te pouco?

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s