Álvaro vs Isaltino

AA_vs_IM.png

Álvaro Almeida: vida dedicada ao serviço público, currículo irrepreensível; professor universitário, doutoramento na LSE, alto quadro no FMI, Presidente de várias instituições pública, condecorado.

Resultado 2017: 10.4%

***

Isaltino Morais: perda de mandato autárquico; condenado a 9 anos de prisão por fraude fiscal, abuso de poder, corrupção passiva para acto ilícito e branqueamento de capitais.

Resultado 2017: 41.7%

Esta é a imagem do país. Em suma, temos o país que merecemos, com os políticos que merecemos, com o fado que merecemos.

Anúncios

20 thoughts on “Álvaro vs Isaltino

  1. No mesmo sentido em muitas câmaras deste país
    Com estas eleições (e isto era se tivesse dúvidas) percebi que se Sócrates fosse candidato era, indiscutivelmente, um vencedor..

  2. Você é um simples, fez um comentário muito simples. Não há comparação possível. Isaltino ajudou a tornar Oeiras de uma vila rural no concelho mais rico do país. Esse é o julgamento que lhe foi feito nas urnas.

  3. Perante a realidade que constatou pergunto se a democracia ou esta democracia servirá verdadeiramente os interesses dos cidadãos ?? Não existirá um instrumento melhor e alternativo a esta democracia para servir os cidadãos ??

  4. A desgraça de Almeida é ter amigos como os que lhe foram prestando vassalagem neste cantinho, que estão convencidos que piedosas declarações de voto na bloga virtual deveriam chegar para garantir vitórias eleitorais.
    Os mesmos que pensam que para se ser bom jogador de futebol basta ter bons conhecimentos científicos sobre esferas…

  5. Mario Figueiredo

    Isaltino, Fatima Felgueiras e sabe-se lá quantos mais. A falta de vergonha desta gente, como a falta de vergonha de quem os apoia, não tem limites.

    A lógica do “Mas fez bem pelo concelho” justifica a corrupção, o branqueamento de capitais, o favoritismo? Foi um bom médico até ter matado aquela criança por negligência. Deixem lá o homem, porra! Foi um bom juiz até ter sido corrompido, deixem lá o homem, carago! Foi um bom funcionário até ter roubado dinheiro da empresa, deixem lá o homem, chiça!

    É realmente por aí que que quem defende esta escumalha quer que o país siga? Haja um mínimo de pudor, meus grandes cabrões! Ao menos cale-se, ALOTAL. Não venham para aqui mandar bitaques. Apoiem os corruptos no silêncio de quem tem ao menos um pouco de vergonha na cara.

  6. UM ASSUNTO QUE GOSTARIA DE PÔR; O QUE ACONTECERIA SE EM VEZ DE ISALTINO TER SIDO CONDENADO POR FRAUDE E CORRUPCAO ,TIVESSE SIDO CONDENADO POR SER DECLARADQMENTE FACISTA!?….

  7. Está a chamar os tripeiros de idiotas, porque deveriam ter eleito um condecorado pelo Aníbal das medalhas? Já lhe ocorreu pensar que se calhar os outros candidatos no Porto poderiam ser melhores politicos, ter um programa melhor, terem convencido melhor os eleitores? Comparar Porto a Oeiras é estúpido, realidades diferentes, candidatos diferentes, propostas diferentes. Eles não concorreram um contra o outro, esta comparação é de alguém com QI baixo. Disclaimer: votei em Álvaro Almeida, mas francamente esta comparação deixa-me possesso.

  8. Para concluir, a comparação era objectiva se os eleitores do Porto e de Oeiras pudessem votar em qualquer dos dois, o que não aconteceu, e afirmar que são iguais os comportamentos dos dois tipos de eleitores é incorrecto para os dois lados, é afirmar que os portugueses são todos iguais, o que implica que tenho o humor do aníbal, isso é mesmo mau…. Isto tipo de comparações retóricas e hipotéticas é bom para o Correio da Manhã, Benfica TV, jornal ABola, mas não é séria.

  9. Não interessa por aí além é o Almeida, o Medina ou o Moreira. Mas isto de os portugueses elegerem um Isaltino qualquer, diz muito acerca dos portugueses. Como alguém alvitrou acima, até o Sócrates, se se candidatasse, arriscava-se a ser eleito.

  10. Euro2cent

    > com o fado que merecemos.

    Pois, são “intelectuais” a ganir que o povo não lhes dá o valor que devia.

    Maldito povo, não há maneira de o esclarecer de vez.

  11. Pinto

    E ainda por cima no município dos doutores (diz-me que é o concelho com mais licenciados per capita). O que só demonstra uma coisa: as nossas características (nossas dos portugueses) não se alteram nem por decreto nem com o aumento de anos de banco de escola. Hoje perguntaram-me: então com que é que se altera? Não sei. Mas devo ser dos poucos que não sei. Nao só não sei como se muda essa mentalidade, como não sei se essa empreitada deve ser feita. Mas há sempre engenheiros sociais com respostas prontas e com soluções desenhadas. Por isso durmo descansado.

  12. Luís Lavoura

    Discordo.
    Isaltino cumpriu pena de prisão, durante a qual perdeu os seus direitos cívicos. Finda essa pena de prisão, é – e deve ser – considerado reabilitado. Não fica com os seus direitos cívicos diminuídos para todo o resto da sua vida. Tem o direito de voltar a exercer a profissão para a qual está habilitado, nomeadamente autarca.
    Mal estamos numa sociedade em que um indivíduo não se pode reabilitar e perde os seus direitos cívicos e o seu direito ao trabalho para todo o sempre.

  13. PAulo Santos

    Com medalhas ou sem elas, este senhor Álvaro faz parte do grupo de pessoas que quis entregar o país à Troika.
    Não chega ser bom aluno e receber condecorações (de quem já agora?). Não serve ter sido aluno da LSE, onde se ensinam apenas as regras de um determinado tipo de jogo. É preciso ter independência, pensamento político, sentido de missão, e devoção ao cargo. Neste candidato não vi nada disso – simplesmente um economista mais a tentar fazer pela vida e a ver se cabia nuns sapatos maiores que ele. Por isso, sem surpresa os seus 10% e já foram demais.
    Já quanto ao Isaltino, nada a dizer, só o embaraço de não entender como é possível aquela população elegê-lo.
    De qualquer forma a sua comparação é tão tonta que até parece um favor ao malandro.

  14. Caro Luís Lavoura, long time no see. Ainda bem que está de volta, que isto sem si é menos divertido. Eu nunca sugeri que o Isaltino não deveria poder ir a eleições. O que me causa maior repulsa é que tenha obtido 41% dos votos. Dirá que o problema sou eu — certamente que sim.

  15. Como dizia o outro, as soluções são simples, o difícil é aplicá-las, como deixar de fumar, que também é simples, basta é ter força de vontade. Soluções:

    1. ter uma cadeira escolar nuclear relativa aos conceitos de cidadania, civismo, democracia, direitos e deveres, a partir da primária. Quem chumbasse, chumbava o ano. Propósito, posicionar e esclarecer o indivíduo no sistema onde está integrado, valorizando-o/se, fomentado os conceitos de dever e direito.

    2. Estimular o conceito de “organismo” no sistema social e não o individualista. Um sistema social deve ser “cooperante” e não “predatório”. Os vários órgãos devem funcionar em sinapse e não isoladamente.

    3. Os arquétipos vêm de cima. Fomentar o exemplo penalizando o mau exemplo. Neste caso, penalizando a má política e tudo o que represente abuso ou má postura no poder.

    4. Reorganizar a pirâmide hierárquica. Os interesses empresariais passam a subjugar-se à política e a política passa a subjugar-se aos direitos elementares do Estado. O Estado subjuga-se aos maiores interesses Constitucionais e Democráticos, Humanos, Ecológicos.

    5. O voto passa a ser obrigatório.

    6. Fortalecer a aplicação da Justiça, um dos pilares fundamentais da sociedade.

    7. A campanha/propaganda política passa a ser unicamente subsidiada pelos próprios partidos e não pelo Estado indirecta ou directamente. A comissão de eleições passa a ter como obrigatório uma explanação séria e objectiva do percurso político dos candidatos.

  16. Rui

    Sr. Luís Lavoura,
    Seguindo esse raciocínio, também não haverá problema se os pedófilos, depois de cumprida pena, voltem a trabalhar numa creche.
    Estão reabilitados… mas as tentações em quem já mostrou do que é capaz…

  17. ANTÓNIO DUARTE

    Corrupto é sempre corrupto! Está-lhe na massa do sangue.
    Quem contesta o adágio que diz: Artista que faz um cesto faz um cento, desde que tenha verga e tempo. O que aconteceu em Oeiras, não tem qualquer semelhança com o Porto.
    Isto só poderia acontecer em Portugal, onde temos centenas de ladrões condecorados, com as mais altas insignias. É vergonhoso e dá para dizermos! VOLTA SALAZAR, o povo perdoou-te por teres morrido. Vem ocupar o lugar que te pertence por direito…

  18. Tantas profissões para as quais é preciso ter um registo criminal limpo…
    Só para politico é que não. Coitados não podem ficar com os seus direitos cívicos diminuídos.

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s