Os Truques da Imprensa Comunitária


Hoje ao abrir o Facebook, deparei-me com um anúncio pago a uma nova página de informação. A página é a “Notícias.Porto” e usa o logo acima. Na qualidade de indivíduo que não simpatiza muito com Rui Moreira, instintivamente julguei que se tratasse de uma iniciativa da Câmara Municipal do Porto. O logotipo (a fazer lembrar o logotipo da cidade) e o facto de ter orçamento para pagar anúncios pagos parecia confirmar a ideia. Mas porque haveria Rui Moreira de abrir mais uma página de propaganda em altura de eleições, sendo ele já um dos políticos mais seguidos nas redes sociais? Fui ver a descrição:

Portanto, a página afinal é gerida por uma “comunidade colaborativa de partilha” que contribui com notícias importantes. Nem uma referência a qualquer ligação política. É uma página do Porto e comunitária. Fiquei mais descansado. Fui ver então as “notícias importantes” que esta “comunidade colaborativa de partilha” partilha. Aqui estão as primeiras 6 notícias:

Esta “comunidade colaborativa de partilha” parece ter um enfoque muito grande em Rui Moreira. Rui Moreira perdeu vereadora, Rui Moreira tem uma campanha cara, Rui Moreira está inseguro,… Os moderadores da página, independentes como certamente serão, quase não comentam as notícias com afirmações. Preferem as perguntas ingénuas de quem quer por o leitor a pensar. Como gestores de uma conta comunitária, livres e independentes, não podem tomar partido. Mas será que não há mais nada a acontecer no Porto que não envolva Rui Moreira? Desci um pouco na página e fiquei mais aliviado. Apareceu uma notícia sobre Manuel Pizarro que, sorridente e com a ponte D.Luis ao fundo, se afirma optimista.

Fiquei mais satisfeito. Finalmente uma notícia positiva sobre o Porto com pessoas felizes. Desci mais um pouco e encontro nada mais que 3 notícias sobre uma campanha anónima que anda pela cidade em que se utiliza o branding do “Porto.” substituindo-a por “Morto.”. Para atacar esta campanha de mau gosto? Não, para a defender. Parece que a “comunidade colaborativa de partilha” gostou da campanha “Morto.”.

Enfim, todos já conhecemos os métodos e as pessoas. O mesmo estilo, a mesma sonsice, o mesmo fingimento, até a porra das pessoas que fazem like nos primeiros tempos da página são as mesmas. Fingir-se de independente para enganar incautos e facilitar a comunicação de propaganda tornou-se um método habitual. Neste caso, até usando o branding da cidade para ampliar o efeito. A falta de escrúpulos é de tal forma evidente que só a cegueira ideológia o torna imune a críticas. Pode ser que assim consiga mais uma coluna semanal e um espaço de comentário. A falta de escrúpulos é bem recompensada na política.

Anúncios

One thought on “Os Truques da Imprensa Comunitária

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s