Genocídios politicamente correctos

72 anos atrás, 6 de Agosto de 1945. Hiroshima, Japão. Governo dos EUA decidiu exterminar milhares de cidadãos japoneses. Três dias depois, a 9 de Agosto, fez o mesmo na cidade de Nagasaki. No total mais de 129.000 mortos.

Cerca de 6 meses antes, entre 13 e 15 de Fevereiro, bombardeiros britânicos e norte-americanos dizimaram a cidade alemã de Dresden matando uns 25.000 habitantes.

As atrocidades dos regimes nazi e japonês não podem ser esquecidas. No entanto, relembrar as acções imorais de quem escreveu a história, os governos vencedores, é também nosso dever.

Anúncios

17 thoughts on “Genocídios politicamente correctos

  1. Luís Marques

    Entre mortos, feridos, desaparecidos e enlouquecidos, só em Okinawa foram 82.000 americanos. Uma pequena ilha, a seguir seria o Japão própriamente dito. Penso que todos os americanos que iriam estar envolvidos nessa invasão, pais, mães, mulheres, irmãos, amantes, estarão eternamente agradecidos a Harry Truman.

  2. … e também é seu dever acrescentar que, a não ter havido o bombardeamento atómico, os mortos na guerra, de um lado e do outro, seriam 5 ou 6 vezes superiores.
    Uma coisa não justifica a outra mas peos vistos isso não será o seu dever

  3. Não existe grande volta a dar – guerra é guerra e todos os lados cometeram atrocidades. Os únicos inocentes são os civis. Os alemães quiseram “Totaler Krieg” e no final foi isso que tiveram.

    Quanto aos que são da opinião que “pá eles mataram uma data de civis agora para talvez não morrerem mais no futuro”, pá, metam essa opinião no traseiro. O uso da bomba atómica naquelas duas cidades japonesas foi um crime de guerra, Aliás é a definição de crime de guerra. Mas como já deviam saber apenas são julgados os que perdem.

    Então também seriam da opinião que por exemplo para evitar muitas chatisses no presente e futuro os EUA deviam largar meia dúzia de bombas termonucleares em umas tantas cidades no médio oriente? Os fins não justificam os meios.

  4. Perderam-se muitas vidas é certo , mas com o fim antecipado da 2ª guerra mundial muitas mais se salvaram. Isso é imoral ? Talvez por isso o Japão é o grande aliado dos EUA na ásia e a Alemanha na Europa. Por algum motivo estes países que perderam a guerra aceitaram as perdas e agradeceram aos EUA a sua reconstrução e independência. Sem o chapéu dos EUA a Alemanha teria tido o mesmo destino da RDA e o Japão seria hoje uma província chinesa.

  5. Acho que há uma certa diferença entre bombardear cidades e convidar civis (muitas vezes os próprios concidadãos) a entrar em camaras de gás.

  6. Já agora responda lá a esta : pq é que o Japão e a Alemanha são desde então só os maiores aliados dos EUA. Será que não têm memória ou desconhecem o que é um genocídio ?. Toda a II guerra mundial foi também um genocídio ( 50 milhões mortos ) global ? ou os 50 milhões de mortos não contam ? ou para a contagem genocida só contam as bombas dos aliados ?…afinal o Japão e a Alemanha não escreveram a história? participaram nela de forma decisiva e assumem-na de cabeça levantada. Pretender que estes países são uns coitadinhos que ainda hoje não escreveram a sua historia é redutor. Quem já visitou o japão ou a Alemanha pode verificar que eles não esquecem tanto as atrocidades sofridas como as cometidas pelos seus governantes. E assumem os seus erros e as consequências com mais hombridade do que o BZ aqui pretende fazer. Só assim se transformaram nas grandes nações que são hoje.

  7. “pq é que o Japão e a Alemanha são desde então só os maiores aliados dos EUA.”

    Um plano Marshall em vez de um tratado de Versalhes é uma boa forma de se fazerem amigos.

  8. A. R

    “O uso da bomba atómica naquelas duas cidades japonesas foi um crime de guerra,” O uso da fome na Ucrânia e os massacres otomanos contra os arménios, isso sim são crimes de guerra pois foram feitos contra pessoas desarmadas e indefesas.

  9. Holonist

    Nem vale apena argumentarem com este merdas, nao passa de um sjw frustrado que se diz “liberal”, de “direita” etc, mas na pratica nao passa de mais um xuxa anti americano primario.

  10. lucklucky

    Pois. A partir do momento que um lado ataca civis como política o outro lado tem todo o direito a fazer o mesmo desde que o outro lado tenha ganho vantagem com essa política. Vem nos manuais…
    Como explicam os mísseis nucleares?

    “Um plano Marshall em vez de um tratado de Versalhes é uma boa forma de se fazerem amigos.”

    Não tem nada que ver. O Japão e a Alemanha foram completamente derrotados na 2GM e depois ocupados, mais perdendo parte importantes do território/colonias. No caso da Alemanha dando origem RFA e RDA.
    A diferença é entre acabar uma guerra de rastos e não.

  11. Não se enquadra na definição de genocídio. A eliminação sistemática dos judeus ou dos nativos americanos são genocídios.
    Quanto a crime de guerra, depende do ponto de vista. Para muita gente, matar é sempre um crime.

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s