E há quem fale em “truques”

Ontem, António Costa usou a expressão “aproveitamento político” para classificar a polémica em torno do verdadeiro número de vítimas do incêndio de Pedrogão Grande. No dia seguinte, hoje, o DN destaca que o Presidente da República é contra “aproveitamento político das vítimas de Pedrogão”. Uma leitura do artigo do DN mostra, aparentemente, que Marcelo não usou a expressão. O título advém do critério editorial de destacar a interpretação de uma pequena parte da entrevista concedida pelo PR para se adaptar à “narrativa” lançada com as declarações do Primeiro Ministro na véspera. Enquanto, na verdade, o artigo do DN até cita o PR abundamentemente por forma a justificar um título como “Marcelo exige que governo apure tudo cabalmente”.

Note-se, no que toca a apuramentos cabais, que Marcelo Rebelo de Sousa fica ele próprio mal na fotografia. Foi o primeiro, logo no dia do incêndio, a concluir que foi feito o máximo possível, condicionando a priori o inquérito que necessariamente se seguiria. Que António Costa de queixe de aproveitamento político é que é realmente escabroso; quando o seu partido foi o primeiro, logo nos dias seguintes ao incêndio, a tentar passar responsabilidades para o anterior governo. Além disso, como lista José Manuel Fernandes, o nome de António Costa está inegavelmente ligado a múltiplas más decisões políticas no que toca a incêndios, protecção civil e floresta.

Anúncios

9 thoughts on “E há quem fale em “truques”

  1. Dada a mistura incendiária de desnorte, arrogância, e censura, de António Costa, a oposição até tem sido branda, mostrando um respeito pelas vítimas que Costa desconhece. Até o PCP e o BE, sempre tão vocais a distribuír culpas ao governo, têm estado caladinhos – não por respeito, infelizmente.
    Costa quer censura integral, mas como alguém escreveu, no tempo do Estado Novo ao menos tinham um carimbo a dizer que determinada publicação fora censurada. Agora nem isso…

  2. JP-A

    Para memória futura:

    Isto nem chega a ser photoshop. Vai ser um SIRESP II. Só falta pousarem em cima das barragens. Ainda vai ser pior que os helis russos em fim de linha.

  3. Costa é um incompetente bem falante, que granjeou na SIC a credibilidade que não tem.. Porque os políticos regra geral são bons na retórica mas péssimos na acção… Porque são incompetentes por natureza, já que a profissão de politico está associada a malabarismo de palavras disfarçadas de estratégia de desenvolvimento…
    Ora um politico incompetente só pode escolher adjuntos incompetentes, nem que seja para não ter de levar explicações de quem sabe mais do que ele…
    No dia do incêndio ficou claro que a Ministra, o Secretário de Estado e o CDOS dispensaram a Força Aérea o que somado à falha do SIRESP levou a que não tivessem no terreno, uma clara noção de como ele estava a evoluir! Depois isso acarretou um conjunto de más decisões que resultaram na morte de 64 pessoas (como mínimo). Também recusaram o apoio dos bombeiros da Galiza que ficaram retidos na fronteira, com o peregrino argumento de que não havia condições logísticas para eles poderem ajudar!
    Gente incompetente e sem moral, porque se tivesse consciência já se tinham demitido com a lancinante culpa de terem contribuído para a morte de tanta gente.. MA sonde é que a esquerda tem consciência? O apego ao tacho é tão grande, que o resto (as pessoas o país, etc) são detalhes sem importância…

  4. JP-A

    Costa Concordia:
    «Estou muito satisfeito que a divulgação da lista tenha posto termo à especulação” sobre número de mortos»

    Jornal i:
    «segundo as palavras de António Costa, a lista de vítimas só ontem foi conhecida porque “ninguém a pediu”. Ora, antes de dia 14 de julho – quando a lista entrou em segredo de justiça – foram várias as tentativas feitas pelo i para obter informação sobre as vítimas mortais.»

  5. O truque é dizer, que os outros fizeram ma,l aquilo que nós próprios fizemos mal.
    Está no código marxista-leninista.
    Costa segue à risca essa orientação

  6. “Marcelo contra aproveitamento político das vítimas de Pedrogão”
    Tantas loas à democracia mas, fiquem caladinhos!?
    Como é que alguém que sempre conviveu por dentro com aproveitamentos políticos, pão nosso de cada dia, se permite um desconchavo desta ordem?
    Será por distração que embarca na narrativa dos partidos da geringonça que sempre se lambuzaram até ao exagero com esse agora proclamado pecado?

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s