A perna curta da manipulação centralista

Anúncios

3 thoughts on “A perna curta da manipulação centralista

  1. JP-A

    Ando há mais de um ano a tentar contar o número de dias seguidos em que o Fernando Medina não aparece em campanha na televisão na qualidade de autarca, opinador e/ou sábio, ou simples transeunte que vai a passar num evento e é interpelado pelos jornalistas que por acaso estão na trajetória, mas o raio do contador teima em não sair do zero.

  2. Portugal continua a ser a grande Lisboa e o grande Porto. Faro é mais ou menos no estrangeiro.
    Quando se fala em descentralização vêm logo os da regionalização a reboque, e estragam tudo. São coisas diferentes.
    A descentralização não se faz porque nenhum político que se preze quer viver numa qualquer cidade-património da humanidade, onde não há centros comerciais, ginásios, restaurantes, clínicas plásticas, alfaiates e manicures de qualidade.
    E tudo bem, mas ao menos não façam os outros ir a Lisboa para tirar um cartão de cidadão no dia.

  3. Finalmente a Câmara resolveu seguir os conselhos de um Medina, o Carreira, e fazer uma gestão como uma dona de casa. Assim, arranjou uma série de caixinhas para saber donde vem o dinheiro e para onde vai. Espreitando a caixinha da Taxa para Turistas, verifica-se que está meio cheia e que há a esperança de, com mais um ano e não mexendo nela, se possa atingir o desejado montante de 30 milhões. Está tudo esclarecido sobre este assunto.

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s