Lisboa e a banda do exército saúdam a festa dos brutos

Foto Tiago Petinga/Lusa

Duzentas almas manifestaram-se hoje em Lisboa a favor do regime comunista venezuelano, liderado por Nicolás Maduro. A celebração cívica teve o natural apoio do PCP, através do líder parlamentar, de uma sua afiliada intitulada Conselho Português para a Paz e Cooperação presidida -por mero acaso- pela candidata comunista à Câmara Municipal do Porto e da embaixada do país sul-americano.

O que me indigna não é a defesa por parte de comunistas e comunistas envergonhados de ditaduras brutais e autoritárias desligadas da realidade e do elementar bom senso mas a participação na celebração de apoio às forças progressistas de representantes da Câmara Municipal de Lisboa e da Banda do Exército.

O socialismo do século XXI não muda – continua a ser uma festa brutal e ignóbil.

Anúncios

12 thoughts on “Lisboa e a banda do exército saúdam a festa dos brutos

  1. Henrique

    Que bando de anormais imbecis FDP! Sabem o que os venezuelanos estão a sofrer às mãos de um atrasado mental e aplaudem!??? Uma carga de porrada todos os dias era o que mereciam. Só de pensar que ainda há quem vote nesta escumalha, até dá vómitos!

  2. Foi assim em Espanha em 36 e foi assim no Chile em 73. Quando se apanham a mandar, é fartar vilanagem, e depois, quando aparecem os Francos e os Pinochets, fazem-se de vítimas. Haja pachorra.

  3. Aos comunas e xuxas bolivarianos, é começar a mandá-los para a Venezuela ou para a coreia do norte. Talvez assim ganhem vergonha na cara.

  4. JP-A

    A malta do Campo Pequeno sempre cá esteve, muita dela camuflada dentro do PS na forma de comunistas envergonhados.

  5. André Miguel

    “Solidariedade com a Revolução Bolivariana”???? Mas que merda é esta??? Se isto é permitido significa que também podemos fazer uma manifestação “cívica” de apoio a Pinochet?! Este povo de imbecis e ignorantes só vai aprender quando for tarde de mais e os porcos tiverem triunfado…

  6. Bad Behavior, mais uma vez a culpa é do Passos, que não se impôs. Corte nas Fundações, privatização da RTP, nada. Privatização da TAP tarde e a más horas.
    Aqui não desculpa do TC. Não quero saber se devia favores ao Relvas ou ao Ângelo Correia.

  7. JP-A

    “Mais uma vez, sobre o que lhe diz respeito, neste caso Banda do Exército, o Marcelo nada tem a dizer ?”

    O Marcelo hoje esteve ocupado com a comunicação social, mais uma vez substituindo o Governo nas desculpas e explicações detalhadas a dar sobre a falta do ministro da defesa a uma reunião das mais altas instâncias sobre as coisas que se estão a passar. Nem há PM, nem ministro da defesa.

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s