Uma artimanha como qualquer outra

John McDonnell, o ministro-sombra das finanças dos Trabalhistas, afirmou na Sky News (sem link) que Theresa May deve resignar. Motivo: como não conseguiu a maioria absoluta, não tem condições para governar. Além de esquecer que Jeremy Corbyn também não resignou quando em 2016 perdeu, e perdeu de forma esmagadora, à pergunta de um jornalista sobre como é que os Trabalhistas, com menos deputados, têm melhores condições que os Conservadores para formar governo, McDonnell responde que as políticas do seu partido são populares, e por isso e apenas por isso, muitos deputados não terão dúvidas em votar a seu favor.

O argumento é antigo, e lamento que o jornalista não lhe tenha perguntado como é que sendo tão popular o programa trabalhista não ganhou o voto do povo, usa a técnica de tornar objectivo o que é subjectivo. Assim, uma medida é boa porque nossa, uma eleição ganha-se não porque se tem mais votos mas porque os resultados foram acima das expectativas, e que as sondagens são mais precisas que o voto (uma técnica dos apoiantes da geringonça em Portugal). Foi assim que Corbyn e companhia tomaram conta do Labour party e é assim que pretendem tomar conta do Reino Unido.

(Correcção: Corbyn perdeu em 2016 e não em 2015, conforme inicialmente referido). Obrigado, Bruno Alves.

Anúncios

8 thoughts on “Uma artimanha como qualquer outra

  1. Luís Lavoura

    Theresa May deve resignar. Motivo: como não conseguiu a maioria absoluta, não tem condições para governar. Além de esquecer que Jeremy Corbyn também não resignou

    Há aqui um jogo com a palavra “resignar” (que em bom português se diz “demitir-se”). May deve, eventualmente, demitir-se de primeira-minista; Corbyn não se demitiu de líder do partido. Há uma diferença crucial entre demitir-se de primeira-ministra e demitir-se de líder do partido.

  2. Luís Lavoura

    É ridículo comparar a situação britânica atual com a de Portugal há dois anos. Em Portugal há dois anos a coligação PàF não tinha condições para formar um governo maioritário, mas o PS tinha-as; na Grã_Bretanha atual o partido conservador tem condições para formar um governo maioritário, o partido trabalhista não as tem. Portanto, é ridídulo defender que May se deve demitir – ela o que tem é que fazer uma coligação com outros partidos.

  3. JP-A

    Ontem à noite na TVI mostraram a capa do Charlie Hebdo com a indicação de que havia sido publicada mesmo antes de se saberem os resultados, frisando repetidamente que “demais é demais”. A vontade é tanta que nem leram o que está a vermelho. Qualquer merda serve como medicamento.

    Também ontem, salvo o erro noutro canal, noticiaram que o senhor do FBI tinha dito que tinha recebido um pedido de Trump para parar uma investigação, só que ele disse que interpretou um frase (que nem citou) como sendo para parar, o que é substancialmente diferente.

    No dia anterior noticiaram que a Procuradora-geral da República tinha criticado a junção de duas organizações numa só durante a governação anterior. Nas imagens aparece (a seguir à “notícia”) a senhora a dizer que talvez fosse interessante refletir sobre se essa é ou não a situação ideal.

    Faz lembrar os erros dos preços nos hipermercados, sempre para cima.

  4. O que me enerva é andarem na politica uma data de vendedores da banha da cobra, que me desculpem, mas a esquerda nisso é especialista nisso no Sul da Europa, no Norte já começaram a lutar pela sobrevivência.

  5. Mas que eleiçõs de 2016? As últimas legislativas tinham sido em 2015, e Jeremy Corbyn ainda não era líder dos Trabalhistas.

    As autárquicas não servem para extrapolações, pois ocorrem todos os anos, renovando-se a cada ano parte dos orgãos locais, sendo que a distribuição geográfica e social das autarquias que vão a votos em cada ano não é representativa do todo nacional.

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s