Um super-herói português

Um infindável conjunto de “bota-abaixistas” e “velhos do Restelo” insistem em negar a realidade, recusando-se a reconhecer os imensos méritos do Governo liderado pelo excelso António Costa e interminável valor dos seus ministros, bem como os extraordinários feitos que todos têm alcançado e alcançarão. Veja-se, por exemplo, o Ministro Vieira da Silva, que para além de ter colocado a filha no governo apesar da inépcia que qualquer um que tenha tido o azar de a ouvir ou ler não poderá evitar nela descortinar, não só já conseguiu a sustentabilidade da Segurança Social “para os próximos 50 anos” nos tempos de José Sócrates (aquele abraço), como aparentemente se prepara para o fazer novamente, quando nem sequer metade desse tempo passou. Gente desta não se encontra em todo o lado.

Anúncios

14 thoughts on “Um super-herói português

  1. Manuel Assis Teixeira

    Estes membros do governo Costa são a nova inclitica geraçao! Este ministro Silva então é do outro mundo! Consegue a sustentabilidade da Segurança Social por cem anos!!! Os cinquenta do tempo do saudoso Sócrates e mais cinquenta agora! Um prodígio! Mesmo! Nem os suecos! Tivemos realmente muita sorte do destino nos ter proporcionado estas sumidades! E está para breve o fim dos problemas da natalidade! Vieira da Silva ou a filha ( unica?) Vão anuncia-la para breve! Com o apoio do Sr Presidente que tambem já se congratulou com a resoluçao do problema da S.S. Bem hajam todos! Portugal agradece- vos por terem aparecido! E tambem o Marques Mendes claro…

  2. mariofig

    “Estes membros do governo Costa são a nova inclitica geraçao!”

    Seriam a nova geração se não fossem os mesmíssimos da governação de Sócrates. E com exactamente o mesmo modos-operandi e o mesmo discurso pré-bancarrota. Nada se aprendeu, nada se mudou, nenhuma lição se tirou. Eles, os media e, a julgar pelas sondagens, o povo.

    Francamente não sei quando será seguro um imigrante voltar a Portugal. Cada vez mais começo a trocar os programas das manhãs na RTP Internacional e o resto da programação mediática, por um sentido de maior dever pelo país que me acolheu.

  3. Não fiz a ligação quando comentei, mas de algum modo não está mal de todo.
    Mencionei solução final a propósito da anterior alteração patrocinada pelo actual ministro a qual resolvia todos os problemas durante muito tempo. Não resolveu.
    E quanto a SS referia-me, naturalmente, a segurança social.

  4. A.R

    Este pobre diabo e o galamba mostram a degradação da democracia a que chegou Portugal. Que saudades do Estado Novo

  5. Em tudo que nos encharcam como boas noticias, no que isso possa ter dependido da ação de Costa e do seu governo saiam palmas. Como o homem já confessou que não tem varinha mágica, que raio de geração espontânea lhes e nos permite ensacar milagres desses? Na falta de uma multidão que desmonte essa patranha, ninguém se atreva a negar a fé aos crentes de Nossa Senhora.

  6. Há um mês este Zarco tinha passado o desemprego para o dígito.
    Foi uma festa!
    Muitos milhares de desempregados foram retirados dos cadernos oficias.
    Continuaram desempregados e deixaram de receber o subsídio.
    Um mês depois os desempregados baixaram para 10,1 % !!!
    Grande aritmética. !!!
    Estava nos 9 e baixaram para 10 !!!!
    Numa coisa ele não se engana:
    Dar emprego, perdão, tacho aos familiares

  7. Este post é de uma injustiça absoluta: manifestamente, ao integrar a filha de 37 anos (socióloga e investigadora) no governo, este senhor resolveu o problema de sustentabilidade da segurança social da família dele.

  8. JP-A

    Quando há uns meses dizia a amigos que estava em curso um processo de venezuelização, eles riam-se. O mecanismo é o mesmo: está tudo bem, o salvador chegou e está a trabalhar para nós, está tudo a ser tratado, a nação está entregue ao bom caminho, e há que ter confiança no querido líder.

  9. JP-A

    O problema resolvido no tempo de Guterres pela equipe deste senhor foi uma solução anunciada por volta do ano 2000 e discutida na altura como sendo para 100 anos, não para 50.

  10. JP-A

    “Desafio

    Em 2002 foi anunciado uma reforma da segurança social que asseguraria a sustentabilidade do sistema por 100 anos. Naturalmente, passados poucos anos (2006) foi anunciado mais uma reforma do sistema, mas agora a prudência aconselhou a falar de sustentabilidade financeira até 2035.”

    Isto é da cache do Google, de uma tal de “secção do PS da Bélgica”!
    (psbelgica.blogspot.com/2008/11/9)

    Aliás, como provavelmente veremos daqui a não muito tempo, o governo nem da situação real dos hospitais deve “saber” HOJE! Ou “sabe”, recebendo a informação como lhe dá mais jeito.

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s