Portugal ao raio-x

Não me levem a mal, mas não haverá revolução liberal, a crónica de Alberto Gonçalves no Observador.

(…) Salvo os irremediavelmente patetas, os portugueses sabem que a liberdade de “Abril” é, no mínimo, um bocadinho fraudulenta. E sabem que a “justiça social” é um eufemismo para o controlo da economia por uns tantos. E sabem que a retórica das “causas” é um projecto de lavagem cerebral. E sabem que o regime é propriedade de grupos, grupúsculos e “personalidades”. Simplesmente não querem saber. Os portugueses querem levar a vidinha sem sobressaltos, maçadas e vergonha na cara, promessas em que, por exemplo à semelhança de Salazar, a esquerda é exímia. Falar-lhes de liberalismo é um luxo inútil, uma excentricidade similar a descrever os méritos do casamento aberto a um membro do Estado Islâmico. O tipo olha-nos com desprezo, vira costas e regressa à rotina de cortar cabeças. Os portugueses não cortam cabeças, mas não têm a sua em grande conta.

Anúncios

12 thoughts on “Portugal ao raio-x

  1. Euro2cent

    Os portugueses são muito sensatos. Isso do liberalismo é tão século XIX que mete dó.

    Parafraseando o camarada Schopenhauer, o liberalismo é uma escada que se usa para subir, e se põe de lado, não é para andar com ela às costas.

    Os nossos donos perceberam isto lindamente, por isso é que são donos. Hoje em dia são progressistas custo-zero – só interessam causas fracturantes que não custem dinheiro e deixem o gado atomizado sem família nem nação.

    O mercado para o liberalismo extinguiu-se de morte natural. Habituem-se.

  2. mariofig

    A língua portuguesa envergonha-a ao ponto de preferir escrever mau Inglês?

    Adiante. Começa a tornar-se difícil discordar de Alberto Gonçalves. O que é uma chatice. Mas mantendo a tónica do texto de AG centrada nos Portugueses (e não nos seus lideres), gostaria de acrescentar ao grupo dos portugueses que não querem saber de liberalismo que AG fala, um outro grupo de portugueses que se confunde e mistura com o primeiro: Os portugueses que vivem convencidos que vivem numa sociedade liberal e que a União Europeia é um exemplo de liberalismo a proteger.

  3. lucklucky

    “…um outro grupo de portugueses que se confunde e mistura com o primeiro: Os portugueses que vivem convencidos que vivem numa sociedade liberal e que a União Europeia é um exemplo de liberalismo a proteger.”

    Precisamente MARIOFIG

  4. @mariofig
    “Os portugueses que vivem convencidos que vivem numa sociedade liberal e que a União Europeia é um exemplo de liberalismo a proteger.”
    deixe lá ver, para si liberalismo significa proteccionismo e mais regulação!
    Deve ter trocado os livros de Marx e de Friedman sem se ter apercebido!

  5. mariofig

    Caro Hustler, seria fácil, não é? A ideia de que quem diz defender o liberalismo se apoia no entanto em partidos conservadores com políticas proteccionistas, é tão apelativa a V. Exas, pela forma como pretende de imediato desmascarar a dita hipocrisia dos liberais refugiados na dita extrema direita.

    Mas pergunto-lhe, onde estão os partidos liberais de direita? Onde está a referência liberal na Europa? Diga-me, que eu voto nela! Meu caro, não existe. E exactamente porque o centrão socialista que da direita à esquerda nos tem governado décadas atrás de décadas já provou sem qualquer margem para dúvidas que carrega uma bandeira falsa e não defende liberalismo coisa nenhuma, isto só vai mesmo lá é com um valente abanão. Sem referência, muito liberais se juntam aos conservadores e proteccionistas, porque V. Exas são o inimigo maior do momento. Os Macrons, os Fillons, os Costas, As Merkels, os PS, os PSD, os CDS desta Europa. Os grandes defensores do cancro que é o globalismo.

  6. @mariofig

    Friedman, Mises e Hayek estão errados? Esses sacanas de esquerda que defendem a economia aberta de mercado! lol

    mariofig, você está a acompanhar o blog errado, o esquerda.net fica ao lado! Vai ver que o que defende está lá!

  7. mariofig

    @Hustler, obrigado por de uma forma tão magistral confirmar o meu primeiro post nesta discussão. Não esperava que fosse assim tão rápido. Mas aqui está um exemplo do tal grupinho de tugas que eu falava que se julgam dignos representantes de Friedman, mas que não podiam ser mais inimigos do liberalismo económico e social.

    Os tugas que citam Friedman, mas nem sequer entendem o texto de Alberto Gonçalves. Os tugas que se dizem liberais mas que deturpam e despojam o liberalismo de direita de qualquer valor ou sentido, ao pretender que a via liberal são os centralismo socialista ou social democrata que seguem. E por tudo isto, são os mais perigosos. São a razão porque em Portugal, como na Europa, se criou um vazio à direita da social democracia.

  8. @ Mário fig
    Escreveu, escreveu, mas não disse nada.
    Diga lá nas suas palavras o que é o liberalismo de que friedman fala e desenvolve cálculos matemáticos. Elucide nos com a sua sapiência. A sério, aguardo com expectativa.

  9. mariofig

    Ó meu caro amigo! Mas então!… Já vou com muitos anos no lombo para não reconhecer uma pergunta perniciosa. Mas você acha mesmo que vou discutir a filosofia de Milton Friedman numa caixa de comentários para que você se ponha a dissecar palavra por palavra à procura do que não foi dito? Deixe-se lá disso, rapazola.

    Você parece ainda ter dúvidas do que lhe digo. De outra forma não andava a se esforçar para ganhar um argumento através de uma patético tentativa de apelar à minha ignorância. Mas a mim basta-me tudo o que você disse aqui, para saber exactamente quem é e o que representa. Tenha um resto de bom dia.

  10. @Máriofig

    A sério, está a fazer figura de urso. Ou não sabe a diferença entre a esquerda e à direita ou então está numa crise existencial.
    É que confunde extrema direita (que não é mais do que socialismo com nuances) com direita e liberalismo.
    Eu se fosse a si revia os conceitos, e no caso de chegar à conclusão que afinal não gosta do capitalismo, então deveria aperceber se que tem afinidades com a esquerda e que se calhar este não é o blog certo para si.

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s