O PS está a levar a melhor em Portugal

O meu artigo no Jornal Económico.

O PS está a levar a melhor em Portugal

Em 2011 o Partido Socialista faliu o país. Narrativas à parte é um facto contra o qual não há argumentos, nem sequer verdades alternativas. E houve alertas, avisos para que o Partido Socialista não falisse Portugal, deixasse de alimentar com dívida a dívida que nos sufocava.

Veio a troika, nos termos e condições negociados pelo PS, e que PSD e CDS implementaram. A partir do momento em que tiveram a sorte de perder as eleições em 2011, os socialistas esqueceram o que fizeram, ignoraram o que acordaram com os credores e puseram-se à parte de qualquer solução para o endividamento que implicasse cortes na despesa pública. O PS sabia na altura, como sabe agora, que os principais visados desses cortes orçamentais constituíam a sua base eleitoral. A austeridade foi a salvação do Estado, mas seria o fim do PS se o Partido Socialista pactuasse com ela. E isso, os socialistas não podiam aceitar.

E não aceitaram comportando-se, entre 2011 e 2015, como bem sabemos. Entretanto, na Europa, outros partidos socialistas, que não tiveram o discernimento do português, pagaram caro a sua honradez. O PASOK desapareceu da Grécia, o PSOE está de rastos, o PSF como sabemos, o Labour entregue a um radical, na Holanda foi feito em pedaços e na Alemanha, o SPD – responsável pelas reformas que salvaram o Estado social alemão – está há mais de dez anos arredado do poder.

Mas em Portugal, não. Em Portugal, o PS é de outra lavra. Tem outra cultura. É muito mais esperto. E esperto como é salvou o socialismo português revertendo as medidas mais impopulares do anterior governo, como os cortes dos salários e das pensões, mas esqueceu todas as que, sendo indispensáveis, o PSD nunca poderia apontar o dedo ao PS.

Assim, Costa não reverteu o brutal aumento de impostos de Gaspar. Como é que o PSD pode criticá-lo de não o fazer se foi o PSD que subiu os impostos? Costa cortou no investimento público; mas como é que o PSD pode criticá-lo se o PSD defendeu menos investimento público para que haja mais investimento privado? Costa reverteu as medidas que desfavoreciam o seu eleitorado e, para agradar a Bruxelas e conservar o financiamento do Estado pelo BCE, manteve aquelas relativamente às quais o PSD nada pode dizer.

Assim se salvou o PS português, mesmo que à custa do país. E se o PS tem agora um futuro luminoso à sua frente, o mesmo não pode dizer Portugal. Preso neste colete de forças de uma elite que nos governa e que salvou a pele, o país fica-se pela mediocridade de que nunca se libertou. Para que tal acontecesse seria preciso que o PSD apresentasse um programa reformador e liberal, o que não se espera. O PS levou a melhor em Portugal, o que não significa que seja o melhor para todos.

Advertisements

9 thoughts on “O PS está a levar a melhor em Portugal

  1. mariofig

    O programa reformador e liberal que o PSD devia apresentar e nunca o fez durante o seu mandato, teria talvez ou não o seu inicio precisamente neste segundo e mais calmo mandato. Nunca saberemos. Sabemos, isso sim que historicamente o PSD sempre se bateu com uma grande dificuldade em implementar reformas, pela forma frágil como tem assumido a governação desde Cavaco Silva e pela força da oposição de esquerda em Portugal, arregimentada que ainda está esta sociedade no estigma que é o legado do 25 de Abril.

    Ora, Passos Coelho é o primeiro líder do PSD que de alguma forma se distancia do mofo social democrata entrincheirado no partido e que tem sido responsável por tornar o PSD um partido satélite do PS, que só ganha eleições quando o PS as perde. Ele seria a figura para levar o PSD para um novo caminho de independência e identidade política própria. Mas… não vejo caminho para que ele consiga combater o ataque que lhe está a ser desferido pelos barões em conluio com a comunicação social.

  2. Manuel Assis Teixeira

    Completamente de acordo! O PS está a levar a melhor à custa do completo branqueamento do passado e à custa de um completo embuste no presente! Como se o estado da economia fosse resultado de alguma acção deste governo! Como se o boom do turismo grande motor resultasse de alguma medida do PS. Como se as taxas de juro baixas tivessen algo a ver com o governo. Há muito mais mas seria fastidioso enunciar!Mas tem uma extraordinária máquina de propaganda , tem a grande maioria da imprensa e dos opinion makers consigo. Só se dando as boas notícias e omitindo tudo o resto. E tem o Sr Presidente sempre a apaparicar! O Presidente conhece a realidade, conheçe o embuste, sabe perfeitamente como tudo está assente no virtual, mas prefere ignorar as activações, ignorar a dívida a crescer, ignorar o crescimento totalmente anémico! Prefere as selfies e falar da Alice no País das Maravilhas! E o Costa Ri seráfico, com o mesmo riso da noite das eleiçoes em que foi derrotado! Ri de nós, ri da oposição que não tem, com o PSD e CDS a perderem-se em bagatelas em vez de formarem um grupo de combate coeso que fosse à luta e mostrasse aos portugueses como o rei vai mesmo nu! Apenas as chamadas de atenção da Teodora Cardoso não chegam. E vejam a barreira de desconsideração que se forma quando ela opina! É… o P.S. está feliz! Mas sempre que o PS está feliz o país afunda-se! Pobre país!

  3. Luís Lavoura

    o SPD – responsável pelas reformas que salvaram o Estado social alemão – está há mais de dez anos arredado do poder

    Como assim?! O SPD está enste preciso momento no poder, é parceiro de coligação de Angela Merkel. Há já quase 4 anos que o SPD está no poder!

  4. Sempre entendi que quem erra deve corrigir o erro, implementando medidas curativas e preventivas. Assim, após as eleições de 2011, o psd devia ter empurrado o ps para o governo. Desse modo o ps governaria com o MoU que ele próprio negociou, ficando com o custo de todas as medidas previstas.

  5. mariofig

    “Como assim?! O SPD está enste preciso momento no poder, é parceiro de coligação de Angela Merkel. Há já quase 4 anos que o SPD está no poder!”

    É verdade. Ele é parceiro menor de coligação com a CDU. penso que André Abrantes Amaral se referia mais ao facto de o SPD não ganhar eleições há 13 anos, por consequência não conseguir ser ele a criar governo.

  6. Está a levar a melhor sim, branqueia melhor que os outros o défice e o que o faz para atingir, branqueia afastamentos que faz a pessoa que discordam de si, branqueiam os agachamentos de cu ao ar que fazem à comissão europeia enchendo o peito aqui no burgo. As pessoa precisam de se informar, a melhor arma para derrotar o PS é a informação, limpa e verdadeira claro, não é de quem sabemos. Passos já disse e volta a bater na mesma tecla, só tem que rezar que este governo governe até 2019, as consequências de qualquer coisa que até lá aconteça será exclusivamente do governo. O povo conhece Passos pelo melhor e pelo pior, sabe ao que vem, é uma referência de estabilidade. Já ao Rui Oliveira e Costa que se reforme, está caduco, e a Eurosondagem também. Só uma coisa, alguém de boa memória se lembra da Universidade Católica apresentar uma nota de conjuntura em janeiro de 2014 a dizer que a economia portuguesa ia crescer 2,0% em 2014? Quanto cresceu, 0,9% até os melhores erram…
    Por falar em xuxas: https://portugalgate.wordpress.com/2017/04/21/os-investidores-internacionais-nao-sao-parvos/

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s