Onde está a Venezuela? Parte II

Em baixo podem ver capas de 5 jornais de hoje: El Pais de Espanha e quatro jornais diários portugueses. Só um, o espanhol, coloca a Venezuela na capa. Os outros decidiram que era mais importante colocar na capa um filme que cerca de 23 portugueses irão ver, uma imagem de um folar, o Trump e uma vaca. O El Pais vende cerca do dobro dos outros quatro juntos, num mercado maior, mas também mais competitivo. Vai-se lá perceber porquê.

Advertisements

12 thoughts on “Onde está a Venezuela? Parte II

  1. Pingback: Continuando | BLASFÉMIAS

  2. mariofig

    A chamada de capa no DN ao Ângelo Garcia é o típico provincianismo desprestigiante português, que me faz sempre “cringe” (outra palavra que os ingleses têm sem tradução para português). Há uns largos largos anos, jovem e ainda com a cabeça feita pela narrativa pueril e falaciosa dos media, vivia então na Austrália. E dei comigo a conversar com um amigo sobre a palavra “saudade” e como éramos o único país no mundo com essa palavra (é verdade, já fui estúpido em tempos). Após várias tentativas dele de tentar traduzir a palavra, acho que devo ter começado a tomar uma atitude convencida e paternalista, porque às tantas perguntou-me se por acaso em português a gente tinha a palavra “asshole”. A piada dele era clara, mas assumiu a dimensão de suprema e involuntária ironia quando percebi que não. E não sei de outra língua que a tenha.

  3. mariofig

    Nota: A história acima é pura ficção. Não aconteceu assim. Floreei os eventos para fazer passar a mensagem.

  4. tina

    Sem dúvida que a crise no jornalismo português se deve à mediocridade dos nossos jornalistas. Insistem em desinformar e em lavar o povo cerebralmente, como se isso não tivesse quaisquer consequências. Depois, quando têm de ser despedidos porque as vendas baixaram, queixam-se.

  5. lucklucky

    Não tem nada que ver com a mediocridade dos jornalistas,
    Os jornalistas já vêm escolhidos dos cursos de jornalismo para terem a ideologia adequada para não colocarem coisas que mostrem a esquerda em má posição e se há recalcitrantes são logo feitos obedecer ou postos fora.

    Não é incompetência é engenharia ideológica das redacções de esquerda.

  6. Há muitos portugueses na Venezuela, mas vivem lá muitos mais espanhóis.
    Portugal tem um volume de negócios 10 vezes inferior com a Venezuela, comparando com Espanha.

    Mas há quem deseje obcecadamente que Portugal siga o rumo da Venezuela, para provar que em Portugal uma política de direita é o que nos está a faltar…

    Podem tirar o cavalinho da chuva. o que nos está a faltar é gente competente para ser alternativa de direita no governo.

  7. mariofig

    “Portugal tem um volume de negócios 10 vezes inferior com a Venezuela, comparando com Espanha.”

    Porque os jornalistas escolhem temas consoante a balança de pagamentos portuguesa.

    “Podem tirar o cavalinho da chuva. o que nos está a faltar é gente competente para ser alternativa de direita no governo.”

    Não deixa de ter piada que acabou de validar a governação à direita em Portugal. Entretanto, falta de competência parece ser também o problema na Venezuela. E em todo o país socialista e anti-capitalista… Já lhe ocorreu que se calhar esta coisa de socialismo não funciona lá muito bem?

    “Mas há quem deseje obcecadamente que Portugal siga o rumo da Venezuela”

    Deixar o país arder para finalmente as pessoas perceberem? Sim, já me ocorreu.

  8. Nao esquecer: o PCP apoia oficialmente e incondicionalmente os acontecimentos na Venezuela.
    nao esquecer: o partido comunista desapareceu por completo nos países europeus.
    Não esquecer: os partidos comunistas sempre foram proibidos nos países mais desenvolvidos; UK, USA, etc.
    Nao esquecer: o comunista português controla governo, administração, sociedade civil, comunicação social e sindicatos em Portugal em abril de 2017 do século XXI.

  9. lucklucky

    Comunistas são são uma das cabeças da hidra Marxista.

    Os maiores exportadores de Marxismo no mundo são os EUA e a Inglaterra.
    Boa parte do eduquês veio de Boston por exemplo.

    A Europa está cheia de partidos Marxistas, até temos o PSD e CDS a defenderem parvoíces quase a cada entrevista.
    A Theresa May de Inglaterra por exemplo agora quer controlar o preço da energia…Mas os problemas vão muito longe, até mais longe que este artigo em baixo, pois o objectivo do Marxismo é “matar” todos os humanos:

    “The problem, rather, is the West’s growing inability to agree on how it should be defined as a civilization. At the core of the deepening dysfunction in the West is the self-induced deconstruction of Western culture and, with it, the glue that for two centuries kept Europe and the United States at the center of the international system. The nation-state has been arguably the most enduring and successful idea that Western culture has produced(..)
    The West prevailed then because it was confident that on balance it offered the best set of ideas, values, and principles for others to emulate.
    Today, in the wake of decades of group identity politics and the attendant deconstruction of our heritage through academia, the media, and popular culture, this conviction in the uniqueness of the West is only a pale shadow of what it was a mere half century ago.(…)
    Over the past two decades Western elites have advocated (or conceded) a so-called “multicultural policy,” whereby immigrants would no longer be asked to become citizens in the true sense of the Western liberal tradition. People who do not speak the national language, do not know the nation’s history, and do not identify with its culture and traditions cannot help but remain visitors.(…)
    The greatest threat to the security and survival of the democratic West as the leader and the norm-setter of the international system comes not from the outside but from within. And with each passing year, the deconstruction of Western culture, and with it the nation-state, breeds more internal chaos and makes our international bonds across the West ever more tenuous.

    https://www.the-american-interest.com/2017/04/12/the-deconstruction-of-the-west/

  10. tina

    “Mas os problemas vão muito longe, até mais longe que este artigo em baixo, pois o objectivo do Marxismo é “matar” todos os humanos:”

    Concordo. É uma forma de nihilismo das pessoas frustadas e invejosas. Mas o que acontece é que quando estas também são afetados por este processo de destruição, acabam por rejeitá-lo. É por isso que na prática já não há extrema esquerda, nem sequer esquerda, basta ver que todas as medidas tomadas pelos governos da Grécia e Portugal são medidas de direita, em que contenção de custos é o mais importante de tudo. A esquerda só avança no papel, na cabeça dos jornalistas, mas o socialismo já morreu há muito.

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s