Trumpices e putinismos

Os EUA atacaram com 59 mísseis Tomahawk a base aérea síria de al-Shayrat, localizada perto da cidade de Homs como resposta ao uso de armas químicas em Idlib. Para lá dos aspectos militares, o ataque norte-americano representa uma enorme mudança da política da Administração Trump, facto que irritou o Primeiro-Ministro russo e que terá dado novos contornos à curvatura da espinha dos trumpistas portugueses.

“That’s it. The last remaining election fog has lifted. Instead of an overworked statement about a joint fight against the biggest enemy, Isis (the Islamic State), the Trump administration proved that it will fiercely fight the legitimate Syrian government, in a tough contradiction with international law and without UN approval, in violation of its own procedures stipulating that the Congress must first be notified of any military operation unrelated to aggression against the US. On the verge of a military clash with Russia. (…)

Lidas as palavras de Dmitry Medvedev, fica uma vez mais demonstrado que as guerras da santa mãe Rússia contra a Geórgia e a Ucrânia respeitaram e respeitam na íntegra as aprovações da ONU e demais códigos legais e de conduta internacionais.

 

 

Advertisements

22 thoughts on “Trumpices e putinismos

  1. mariofig

    “e que terá dado novos contornos à curvatura da espinha dos trumpistas portugueses”.

    Já lhe apanhas-te o jeito da esquerda de acusar os teus adversários e não as suas ideias. Andas em boas companhias andas, andas, nessa tua onda anti-trump.
    Cego é quem não quer ver, porque até os cegos sabem ver que a maioria dos Trumpistas não perdem o seu tempo a defender a infalibilidade do homem, ao contrário de um tal Rui Carmo que vê o diabo até no chão que ele pisa. Quem te ouve e quem te vê a toda hora até parece que votaste nas eleições norte-americanas.
    Mas tens toda a razão ó anti-trumpista. Apanhas-te realmente uma. Deves estar todo feliz. Hoje vai ser cervejas e gajas. Pago eu.

  2. Trump está a executar o programa eleitoral de Hillary Clinton, o contrário daquele que o elegeu. Uma desgraça para a democracia. E é tão hediondo responsabilizar alguém por ter cometido um crime hediondo, sem exibir provas disso, como a prática do próprio crime. Uma tragédia para a Europa que alinha em coro com este teatro. Iraque e Líbia revisitados.

  3. lucklucky

    Trump tem vindo a mudar em algumas coisas infelizmente. Embora já fosse de esperar, hoje a “democracia” é a política que os jornalistas toleram ou aceitam.

    Por isso é que se o PSD for eleito com um programa para privatizar a RTP, cheques escola, cheques saúde não vai dar em nada pois os jornalistas farão tudo para destruir o governo eleito..

  4. lucklucky

    De qualquer modo nota-se a táctica esquerdista de argumentar de Rui Carmo – onde tudo tem o mesmo valor – no entanto um ataque químico é uma escalada, uma guerra civil “normal” pode ser algo a que se defende não intervir, mas se sarin começa a ser usado as coisas mudam necessariamente.

    – Notando a ressalva do Lucas Galuxo sobre provas de que foi Assad- E claro que não estou convencido que tenha sido Assad.

    Outras coisas a notar:
    -A adminstração Obama a afirmar que todas as armas químicas tinham sido retiradas da Síria. Kerry “we got 100 percent of the chemical weapons out.”

    -Trump atacou com 59 mísseis a Síria sem aprovação do Congresso tal como o seu antecessor Obama.

  5. mariofig

    “mariofig, modere-se.”

    Mais ainda? É difícil. Afinal eu não passo a vida a fazer tweets sobre o Trump. Mas pronto, vou tentar ainda mais um pouco não ocupar a minha cabeça com o Trump.

  6. ruicarmo

    mariofig, vejo que se apresenta como o fiscal, qual diácono Remédios, dos meus posts e tweets.
    Deve haver uma especialidade médica para esses problemas. Caso a ciência e o bom senso não o ajudem nessa tarefa tão difícil, a reciclagem entrará em funcionamento.
    And that’s all folks!

  7. mariofig

    “E é tão hediondo responsabilizar alguém por ter cometido um crime hediondo, sem exibir provas disso, como a prática do próprio crime.”

    Não quero justificar o ataque Norte Americano, longe disso. Considero-o errado. Mas o Lucas está enganado:
    – Os Russos confirmaram o ataque ainda ontem. Só não dizem se foram eles ou a aviação síria.
    – Por outro lado foi um ataque aéreo, seguido de dois ataques aéreos a hospitais na mesma cidade e nós sabemos que os rebeldes não têm aviação.
    – Mais ainda, os russos justificam dizendo que não se usou bombas químicas, mas sim se atacou uma fábrica rebelde de armas químicas. Mesmo sendo verdade, num cenário de guerra não se bombardeiam fábricas de armas químicas pela mesma razão que não se bombardeiam reactores nucleares. A explicação não serve.
    – Finalmente, tenham sido Russos ou Sírios, eles são aliados. Qualquer militar lhe dirá que as acções de um podem à luz de um conflito militar ser respondidas no terreno ou nas forças do outro.

  8. mariofig

    “Trump sucumbiu ao sufoco do lobby neocon-establishment dem-rep”

    E o que mais assusta é que ele provavelmente o fez para conseguir fazer passar algumas políticas domésticas. E a ser verdade, os neocon perceberam perfeitamente que o têm na mão. Se Trump quer um rebuçado, primeiro tem de rebolar. Já para não falar na desilusão que isto me provoca, é o receio do futuro que mais me assusta. Se alguém como Trump realmente cede ao establishment, ninguém vence o establishment. E estamos todos fodidos. Estou profundamente desiludido, tal como muitos trumpistas com quem tenho falado hoje, o sentimento é que ele traiu a sua base eleitoral.

  9. De acordo, Mariofig. As eleições nos EUA ganharam o estatuto de perda de tempo. Tarde nunca o poder fugirá do que representa o eixo Mccain-Graham-CNN-NYtimes-WP, desprezados pelo eleitorado.

  10. lucklucky

    Para mim é interessante ver a geringonça, os “Europeístas” e tutti quanti a aplaudirem ou aquiescerem o ataque do Trump quando ainda há pouco lhe chamavam nomes à mais pequena oportunidade.

    Será a recompensa momentânea mediática para com as mudanças na Casa Branca e presumível saída da alt-right?

  11. André Miguel

    O “modere-se” do Rui Carmo é algo que jamais pensei ler no Insurgente. Um liberal a pedir moderação na liberdade de expressão?!

  12. ruicarmo

    André Miguel, nos meus posts os comentários e o bom senso que é rei e senhor andam de mãos dadas com a liberdade. Quem abusa é avisado e se ultrapassa os limites de novo é evacuado higienicamente para a reciclagem.

  13. mariofig

    Ah! Agora percebo. Reciclagem. Assim estilo Universidade Nova, não é? Mandas as tuas postas, mas não gostas que outros mandem as suas postas. É uma chatice, esta coisa da liberdade. E o bom senso é não te ferir os sentimentos, coitadinho.

  14. mariofig

    Ah! Parece muito melhor este Rui Carmo. O da censura da esquerda nem tanto. Aqui vai um “like”.

  15. André Miguel

    Caro Rui, um liberal não pode colocar objecções à liberdade de expressão, a qual deve ser total. Uma opinião não deve ser confundida com acção, pois só esta ultima pode interferir ou condicionar a liberdade do outro. Além de que não é por eu impedir alguém de expressar a sua opinião, que esse alguém deixa de fazer o seu juízo.

  16. ruicarmo

    Caro André, a libertdade nos meus posts não se compadece com trollismos.
    É a vida e por mero acaso não se encontra sujeita a referendos e teorizações de terceiros que têm sempre a oportunidade de passar à frente por mais belos que sejam os seus juízos.

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s