Nunca subestimar a estupidez dos eurocratas…

Mais um excelente artigo de Rui Ramos: Castigar os britânicos por causa do Brexit é uma má ideia.

O Reino Unido faz falta à Europa unida. Pela sua tradição de liberdade, pela sua abertura ao mundo, pelo seu papel de contrapeso do eixo franco-alemão, que a Itália ou a Polónia não estão em condições de desempenhar. Sem o Reino Unido, aquilo a que chamamos “Europa” será cada vez mais uma aliança franco-alemã, com parceiros periféricos. As tentações de proteccionismo e de ensimesmamento serão maiores. A bem da Europa, conviria às potências europeias, que já reconheceram o princípio das várias velocidades, desdramatizarem o Brexit, e aceitarem que há outras formas de integração, que não as da União Europeia. Porque se tudo acabar mal, a culpa será suficientemente grande para poder ser repartida por todos.

Advertisements

15 thoughts on “Nunca subestimar a estupidez dos eurocratas…

  1. A Europa tem que se reformar, mas o primeiro passo é substituir Juncker nas eleições europeias de 2018(ninguém fala delas…), outro é os políticos dos Países Europeus, deixarem que usar a Europa como inimigo externo, como tática socialista como resposta aos seus fracassos. Não sei se voltar da UE à CEE é melhor ou não, mas à que estudar o modelo da Europa de círculos concêntricos, ou de velocidades, como lhe queiram chamar, era um passo importante para a UE se livrar dos xuxas gregos e tugas se borrarem.

    Por falar em xuxas: https://portugalgate.wordpress.com/2017/04/03/a-venezuela-a-comunicacao-social-portuguesa-e-portugal/

  2. O Rui Ramos, por uma vez, está errado.

    O Reino Unido ao accionar o artigo 50 sem antes ter um esboço de acordo que seja com a UE, colocou-se numa posição de inferioridade negocial. Daqui a dois anos saem a bem ou a mal. Por isso a UE está a brindá-los com estes mimos, para os vergar ainda mais na mesa das negociações. Ou vocês pensam de deste lado do canal só existem imbecis ?

  3. Espero que os meus (por enquanto) representantes europeus defendam um bom acordo para o lado da europa. E isto começa por uma boa metodologia. Primeiro acertar a separação, e só depois novos acordos, parece-me acertado. A boa vontade terá de existir dos dois lados.

  4. mariofig

    Mas a sério, com mentalidades do género “Portugal não pode sobreviver sem a UE”, e com uma UE apostada em hostilizar o RU, sim penso.

  5. Mário,

    Em relação ao Brexit, o discurso é comum a todos os quadrantes políticos e pode ser resumido desta forma: i) a UE é só idiotas, ii) o RU é o paraíso, iii) sem o RU a UE cai por terra amanhã.

    Gostava que se lembrasse que:
    – o UKIP, que anos se bateu pela saída da UE, só tinha representatividade no parlamento europeu onde os seus deputados vivem (ainda !) com todas as mordomias que criticam
    – os políticos ingleses que se bateram pelo referendo, fugiram das responsabilidades assim que tiveram a vitória. O Nigel Farage literalmente, o Boris Jonhson ainda levou um puxão de orelhas e umas palmadas da Teresa May
    – uma deputada que fazia campanha pela permanência foi assassinada por um apoiante da saída. Sim, no RU, no séc XXI, um político foi assassinado em campanha
    – os ingleses, desde que entraram na UE, só falavam em sair. O que é no mínimo, uma estranha forma de pertencer a uma organização

    E por favor não confunda o António Costa & friends com a Europa.

  6. “os ingleses, desde que entraram na UE, só falavam em sair. O que é no mínimo, uma estranha forma de pertencer a uma organização”

    Nelson, o RU alguma vez fez da UE? Eles queriam era o free-market, agora saem, mas saem de onde?

  7. mariofig

    Nelson, a RU não é o paraíso, antes pelo contrário. Foi precisamente por isso o Brexit ganhou. A UE realmente é composta maioritariamente por idiotas centralistas (Merkel, Holande, Rajoy, Junker, Rutte, etc, incluindo também palhaços não eleitos pelo povo como Junker, Tusk e Tanjani) que todos juntos representam um perigo para o nosso país e… qual era a outra coisa que dizia que era o discurso dos euro-cépticos?… ah, sim, a UE não precisa da RU para cair. Já está a cair. Nunca, no seio da UE se assistiu a tanta divisão e nunca se mostrou tão negro o quadro futuro da UE. Não porque a RU saiu, mas por causa das políticas centralistas europeias, incluindo o famigerado Euro, que não servem os interesses individuais das nações.

  8. mariofig

    Respeito o seu Euro-optimismo, embora não possa esconder a minha frustração pelo facto de ainda existir gente que acredita neste projecto apesar de todos os problemas que ele tem criado e da mais absurda e anti-democrática organização efectuada por gente de tão baixo calibre intelectual e político como Juncker e o defunto Barroso. A Europa pode-lhe saber bem a si. Paciência. Mas não está a saber bem a muito boa gente pela Europa fora que está num movimento crescente a votar contra a permanência. E quero também lhe lembrar que não foi o UKIP que votou no Brexit. Foi o povo. E é também o povo que pela Europa fora, à falta de alternativas dignas no discurso político dos suspeitos do costume, vê-se obrigado a apoiar partidos de extrema direita para fazerem ouvir a sua voz de discordância das políticas europeias. Portanto esqueça lá o UKIP, que esse partido pouca ou nenhuma coisa tem a ver com o Brexit. Cameron e os restantes politicos europeus é que têm tudo a ver com o Brexit.

  9. Mário,

    Eu sou um dos beneficiados pela UE. Boa parte dos meus estudos foram financiados pela UE (directamente ou em infraestructuras). E agora trabalho na Bélgica (nada relacionado com a política), no que foi bastante facilitado por Portugal ser membro da UE. Certamente que compreende que eu não vou cuspir no prato onde como.

    A maior parte dos meus amigos e conhecidos, eu venho de uma aldeia perto de Pombal, também beneficiou em empregos, infraestructuras e na possibilidade de emigrar quando a economia azedou. Aliás, na zona a emigração é normal.

    Os países como pobres, como Portugal e boa parte da Europa de Leste, foram bastante beneficiados com a UE. E se hoje Portugal não está bem, só nos podemos queixar de nós próprios e não da UE. Ou só somos europeus quando nos passam cheques em branco ?

  10. mariofig

    Acho-vos uma piada! Ora aí está precisamente o problema, Nelson. Isto de olharmos para o nosso umbigo não resulta lá muito bem quando se está a falar de relações internacionais, pois não? Você beneficiou da UE, É bonito. Mas e os que não beneficiaram? E os que sentem que andam a pagar a factura de você ter os seus cursos ao mesmo tempo que o seu país enterra o dinheiro em autoestradas de 8 vias onde ninguém anda, e aumenta-esconde-aldraba défices e dívidas e não faz reformas? E. já agora, sem a UE não dava para tirar curso? É que assim de repente posso lhe dizer que toda a gente da minha geração e anterior tirou cursos sem dinheiros da UE e muita gente hoje tira cursos sem dinheiro da UE. E a Bélgica sempre foi destino de muitos imigrantes portugueses muito antes da UE. Portanto diga-me lá outra vez o que é que a UE lhe deu? Mas desta vez faça também o esforço de olhar para o resto da Europa. Defender a UE porque serve os seus interesses pessoais não é a UE que o resto da Europa quer.

  11. David

    Mário, esse é aquele argumento de “se não fosse o estado quem faria x”, x pode representar educação, saúde, estradas, etc. Agora a nova versão era “se não fosse a UE, como se faria x”. Mas a verdade é que nós em parte beneficiamos da UE e do Euro, porque se não fosse o euro os nossos políticos quando começou a crise diriam “Não é preciso medidas de ajustamento nenhumas, vamos ligar as impressoras para resolver o problema”. Agora se fosse britânico ou alemão apoiava a saída. Portugal sobreviveria sem a UE e o euro mas ficava nas mãos dos Sócrates da vida.

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s