“Saudações aos amigos do escuro”…

Anúncios

5 thoughts on ““Saudações aos amigos do escuro”…

  1. De vez em quando vejo isso precisamente em razão destas patuscas saudações. Acabo por ser um dos tais, portanto.
    E porque é que insisto?
    – Porque a câmara surpreende-o sempre, sempre a garatujar qualquer coisa e isso é muito cómico; o programa dura 5 minutos ou coisa que o valha e ele não tem tempo a perder;
    – Porque se queixa do horário em que o meteram a passar vídeos do youtube que são realmente importantes e os vídeos do youtube com gatinhos passam em horário nobre;
    – Porque justifica as miseráveis audiências (eu e o tipo que fez este vídeo); àquela hora as pessoas decentes já estão deitadas ou em valente farróbadó. Em qualquer dos casos, sem vagar para ouvir a gravidade do Pacheco;
    – Porque num dos episódios cómicos, o Pacheco dá-se a uma cena de ciúmes com o Marques Mendes (devidamente ilustrada no vídeo) que passa nos telejornais como o tiririca que foi a presidente e tudo.
    – Porque o Conde de Abranhos continua por aqui em divertidas aventuras e reencarnações.

    E aquele tararâm-tararââm, tipo “60 minutes”, mas em bom e em 5 que agora é que o mundo fica a ver como elas são? Hã?

  2. Gabriel Orfao Goncalves

    Ai o Pacheco Pereira queixa-se do horário em que o põem?

    Coitadinho! Mas é que estou mesmo sensibilizado. Nem acreditam. Nem vou dormir só de pensar nas horríveis condições de trabalho que lhe dão.

    Em 1992, tinha eu 14 anos, entrei no secundário. A minha escola secundária ficava a somente – somente! – 45 km de minha casa. Em 1992 tinha sido inaugurado o CCB, que, orçado inicialmente em 8 milhões de contos, ficou por 40 milhões (!).
    Conseguem relacionar os factos? Que atenção prestava Pacheco Pereira nessa altura ao País? O País real, de que ele agora tanto fala, preocupado com a pobreza e com a austeridade?

    País de saloios, pá! Julguei que a saudação inicial de Pacheco Pereira, repetida ad nauseam, era sinal de precisar de ir ao psiquiatra. Vai-se a ver está a fazer queixas da falta de horário nobre. Que vá trabalhar para o privado, visto a SIC ser uma televisão a trabalhar para o Estado. Querem provas? Aqui vão:

    – Eixo do Mal (mal da cabeça);
    – Expresso da meia-noite (all aboard… de uma grande moca);
    – Quadratura do Círculo (“Portugal é um país rectangular com problemas bicudos discutidos em mesas redondas por bestas quadradas”…).

    Qualquer dia ainda mostra os recibos verdes que entrega à SIC, diz que é precário e passa a militante do bloco de esquerda.

    Chiça! Com tanto psiquiatra competente em Portugal e as pessoas não se tratam, pá!

  3. Estas saudações são provavelmente as frases com maior sanidade mental que o Pacheco Pereira tem proferido nos últimos anos…
    Talvez seja assim que os socialistas modernos se cumprimentam.

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s