Sinais de perigo

Porque os sinais de perigo são cada vez em maior número. O meu artigo no ‘i’.

Sinais de perigo

Quando o país discutia o triângulo das Bermudas que é a CGD, a esquerda inventou uma polémica sobre algo já conhecido há meses e desviou as atenções para as offshores. Se o neoliberalismo é chavão dos que fogem para denegrir quem debate, os paraísos fiscais são o novo filão para, com ignorância e demagogia, mudar de assunto.

Sobre as offshores, a esquerda não explica por que razão é que a CGD tem uma sucursal nas ilhas Caimão (https://www.cgd.pt/English/Contacts/International-Network/Pages/Cayman-Islands.aspx); que, se sai dinheiro para offshores, também entra dinheiro vindo de offshores; e que estas são importantes nos negócios internacionais, o que talvez leve a que o banco público, que a esquerda – e boa parte da direita – tanto preza, tenha a dita sucursal num paraíso fiscal.

A informação é poder. E estar informado é estar protegido. Protegidos contra a má-fé, a mentira, a demagogia e o populismo. Não esqueçamos que foi aproveitando-se da falta de conhecimento sobre as questões mais importantes que ideologias totalitárias, como o nazismo e o comunismo, imperaram. Fomentando o ódio que nasce da ignorância.

A demagogia dos partidos extremistas portugueses, de que este PS – que ainda não tirou as ilações da sua derrota eleitoral – se aproveita, é preocupante. E quando as offshores cumpriram o seu papel de desviar as atenções, eis que surge o ataque ao Conselho de Finanças Públicas por não subscrever a narrativa dominante. No meio de tantos perigos, estar alerta tornou-se um dever.

Advertisements

14 thoughts on “Sinais de perigo

  1. mariofig

    Estar alerta, mas também fazer um combate político eficaz em lugar próprio, caro André Abrantes Amaral. Concordo em pleno que se veem por todo sinais preocupantes para a democracia portuguesa como não se viam desde a aurora do 25 de Abril. Mas qualquer estado de alerta, qualquer tentativa de alertar, pode ficar comprometido quando temos partidos na oposição que não sabem desempenhar o seu papel e diariamente perdem terreno para a demagogia. Tenho como exemplo, a constante idiotice do PSD e CDS insistirem nos 4% de taxa da dívida pública, quando era do spread. Entretanto o governo agradece a idiotice da oposição e vira a taxa absoluta a seu favor.

  2. mariofig

    Correcção na penúltima frase: Tenho como exemplo, a constante idiotice do PSD e CDS insistirem nos 4% de taxa da dívida pública, quando era do spread que deviam estar a falar.

  3. A história das offshores tinha de ser abafada, parece que afinal 90% da fiscalização já competia a este executivo. Azar.

  4. Concordo totalmente com MARIOFIG, esta geringonça todos os dias oferece de bandeja munições ao PSD. E o PSD dispara pouco.

  5. JP-A

    “O presidente da Caixa informou os deputados que a sucursal das Ilhas Caimão do banco público foi criada em 2000

    Que partido governava à data?
    Quem era ministro da justiça desse governo?

  6. Tão só e apenas. Costa impostor é capaz de tudo para salvar a própria pele de politico atamancado. Cria o seu próprio lastro seja com quem for e onde quer que seja sem tremer de vergonha. Não é conservador ou liberal, nem ativista ou revolucionário. Capacidade mental e prática fundamentalista no uso cobardolas da traição em que é mestre. Nem na própria casa se poupou.

  7. JP-A

    “A nova entidade criada pelo Governo, que contará com todos os supervisores, será dirigida “por personalidades independentes“. Além da coordenação da supervisão, ficará com as regras de resolução.”

    “Será proposta a criação de uma entidade com a missão de assegurar a troca vinculativa de informações e a coordenação da actuação das autoridades de supervisão…”, disse Mário Centeno esta quinta-feira, 9 de Março, na Assembleia da República.”

    “Hoje em dia, os conselhos que existem reúnem-se mas não tomam decisões vinculativas.”

  8. JP-A

    O assalto ao castelo veio mesmo na hora certa. Até faz lembrar aquele caso dos 10.000 milhões que já era conhecido há um ano, e a notícia do Banif no Natal, mesmo antes de passar para o ano seguinte. Há gente que tem uma sorte invejável.

  9. jo

    E há gente que deixa os armários cheios de esqueletos e é tão estúpida que pensa que os outros não se vão servir disso.

  10. Sorte!? A TVI também deu a notícia do banif e favoreceu o Santander (que obteve lucros com esta operacao) que por sua vez é acionista da prisa que por sua vez é dona da TVI. A questão para um milhão de dólares e quanto é que a impresa vai beneficiar com esta coincidência. Não há almoços grátis e não há coincidências, Milton friedman e Margarida Rebelo Pinto, respectivamente.

  11. A informação que importa saber :

    Quando é que discriminam as imparidades da CGD ?
    A quantia recuperável é inferior à quantia escriturada : quem emprestou a quem ?

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s