#MoreMiltonLessMilo

moremiltonlessmilo

Advertisements

7 thoughts on “#MoreMiltonLessMilo

  1. Holonist

    Well, por cauda de gajos como estes e que a chamada direita nao vai a lado nenhum, insiste em todos as labels que a esquerda colou ao Milo. Em resumo, mais um Clinton on the making.

  2. Tenho ouvido alguns discursos de Milo, muito antes do “caso”.

    Não considero que o Milo seja o que a carta diz, como transfóbico ou misógino.
    As expressões foram retiradas do contexto. Ele de facto disse isso como graçola a atacar as estatísticas apresentadas por feministas sobre as violações mas, depois da afirmação diz sempre “just kidding”, não fiquei com a ideia que ele acredite que as mulheres são inferiores em nada.

    Quanto à transfobia ele afirma com base em algumas estatísticas que é um caso grave pois a maior parte das vezes os indivíduos suicidam-se.

    Estou a escrever apenas o que me lembro dos discursos dele.

    Mas acho sim deplorável a afirmação que fez sobre sexo com menores, embora acho que o fez como provocação. Não desculpo…

    Não concordo com tudo que ele diz. Mas… tem ideias muito boas sobre socialismo, comunismo, feminismo…

  3. mariofig

    O problema é o shock value que Milo traz aos seus discurso que é difícil de ignorar mesmo porque aqueles de nós que partilham parte das suas ideias. Milo decidiu à muito tempo que o seu combate ao politicamente correcto e virtue signaling da esquerda liberal seria feito de uma forma escandalosa, por vezes grosseira usando das mesmas armas do liberais de esquerda, e quase sempre extravagante. Fica sempre a ideia que Milo é tanto sobre as suas ideias como a sua necessidade de auto-promoção, o que inevitavelmente faz com que ele se arrisque a este tipo de situações e torne difícil a sua aceitação em círculos mais conservadores.

  4. mariofig

    Não é que eu seja contrário à ideia de auto-promoção. Na realidade, é necessária na construção de uma personalidade mediática que pretenda fazer passar uma qualquer mensagem às massas. No Youtube, por exemplo, sigo sempre com interesse ditas personalidades como o Amazing Atheist ou Paul Joseph Watson (esquerda e direita) sobre este mesmo combate, que também procuram explorar a auto-promoção (em particular o primeiro) como forma de fazer passar a sua mensagem. Mas a personalidade que Milo criou para si mesmo não é de fácil consumo e traz consigo, parece-me, um tipo de discurso menos elevado, mais combativo e divisor do que a forma assertiva e bem fundamentada como o Atheist ou Watson tratam o assunto. Figuras como Milo e Gavin McInnes conseguem facilmente tornar-se um embaraço mesmo para quem partilha dos seus princípios gerais.

  5. mariofig

    Mas mais importante do que isso (e o grande foco do discurso de Laer) é a necessidade de não reduzir o debate ao ódio que figuras como Milo podem gerar. O combate ao liberalismo de esquerda trata de muito mais do que apenas o combate ao sexismo, á 3ª vaga do femininismo e aos identity e virtue politics. Estes são aliás assuntos satélite. Figuras como Milton Friedman são muito mais centrais para a questão da sociedade e economia pela forma como souberam perceber como estas forças se relacionam na construção de mercados e sociedades livres. É mais por esta razão que Milton é mais importante do que Milo, porque o primeiro faz o seu “combate” mostrando o caminho, enquanto que o segundo apenas dispara armas.

  6. A.R

    Milo é um senhor! Tem uma fina capacidade crítica e uma tremenda bagagem: é uma tragédia para a esquerda ter um homossexual de direita que diz verdades inconvenientes e usando os métodos da esquerda. Paciência!

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s