Ser Presidente da República, a perspectiva de Cavaco Silva

costa_cavaco

“À defesa do interesse nacional juntei algumas regras de comportamento que sempre considerei que deviam fazer parte da essência de um Presidente da República: respeitar os procedimentos e regras da democracia, representar o país com dignidade, defender a estabilidade política como pressuposto das mudanças necessárias ao desenvolvimento, não me envolver em disputas ou controvérsias político-partidárias, não permitir a instrumentalização da figura do Presidente, ser isento em relação às diferentes forças partidárias e às naturais tensões entre Governo e oposição, falar verdade aos portugueses e não dizer às pessoas apenas aquilo que elas gostam de ouvir, adoptar uma atitude formal e de algum distanciamento em relação ao primeiro-ministro e aos líderes partidários para não ser visto pelos eleitores como favorecendo qualquer um deles, não alimentar tertúlias de intriga política ou de oposição a quem quer que seja. No fundo, estar ao serviço de Portugal e dos portugueses e não de qualquer grupo, ser Presidente da República e não Presidente da direita ou da esquerda, ser reserva de último recurso em caso de crise grave.”

(via AHC)

Anúncios

15 thoughts on “Ser Presidente da República, a perspectiva de Cavaco Silva

  1. JP-A

    Muito pouco compatível com o comentador Marcelo. Tal como previ, à medida que o tempo passar, vamos ter ainda mais saudades 🙂

  2. A linguagem corporal da foto diz muito.

    Costa curva-se. Está perante alguém que considera ter força muito superior.

    Costa está a 3/4. Não enfrenta de frente o adversário, pode ter que fugir a qualquer momento e o troco já pré rodado facilita.

    Costa não afasta o braço do corpo, teme ficar com os órgãos internos desprotegido quando o adversário atacar, e que pode ser a qualquer momento.

    Costa recolhe o queixo a medo, protegendo a glote. A glote dentro significa morte.

    Costa olha de baixo para cima e ensaia um esboço de sorriso pretendendo indicar submissão total para evitar ser morto.

    Cavaco afasta o braço, não tem nenhum medo de expor o tronco ao manifesto. Sabe que nada tem a temer de um adversário inferior.

    Cavaco está firme e direito. Pode vir muito vento, mas não irá catar esse vento, nem irá abalar com as bordoadas do adversário.

    Cavaco mantém cara fechada, mostrando ao adversário que se deve manter no seu lugar, quem manda e quem deverá obedecer.

  3. Manuel Assis Teixeira

    Volta Cavaco! Estás perdoado!
    Se pudesse pedia a devolução do meu voto. Não posso! Mas nas próximas o Prof. Marcelo o meu voto não vai ter! Em substituição terá o do Reverendo Louça, da menina Mortagua e mesmo quiçá da grande lutadora das causa fracturantes a histérica Isabel Moreira! Mas o meu aí isso não vai ter!

  4. As expressões, a contracção e distensão do braço de cada um, a curvatura do tronco (espinha) vs. a rectidão do tronco, o olhar de cima/para cima, os esgares de desprezo e medo…

  5. JMS

    Votei no Ze das Merdalhas por contraponto a um idiota que ainda vive em 1917.

    Pelo país que temos, achei melhor votar no Martelo, antes que o Nódoa ganhasse. Num país eminentemente de esquerda não devemos arriscar nunca.

    Explicar às pessoas que a esquerda só nos trás más noticias é muito complicado.

    O masoquismo de alguns portugueses é admirável.

  6. Euro2cent

    > Cavaco mantém cara fechada, mostrando ao adversário que se deve manter no seu lugar, quem manda e quem deverá obedecer.

    Pois foi, o Sócrates foi logo corrido em 2007 como o Compaio tinha feito ao Santana.

    Só que não.

  7. MP

    Eu votei no Martelo das beijocas! Em 2020 não vai levar o meu voto , e decerteza, de muitos mais! Este palerma vingativo e parolo, pensa que tem os votos da direita reservados e está a assaltar os da esquerda, vai levar um banhão em 2020, se houver um candidato credível á direita. A colagem ao Governo do chacuti vai lhe custar caro quando o resgate chegar! Passos Coelho vai brincar nas próximas eleições legislativas 😀

  8. André Miguel

    Sempre disse que a malta iria ter saudades de Cavaco. Marcelo arrisca ser um flop de proporções épicas.

  9. Parece que ninguem nota a ironia do Presidente da inventona de Belem venha agora dizer:
    “não me envolver em disputas ou controvérsias político-partidárias””falar verdade aos portugueses” “não alimentar tertúlias de intriga política ou de oposição a quem quer que seja”
    Sonso mais sonso não há. Mas imagino que é o sonso do contentamento do Portugal reaccionário, tacanho que tanto visita este blog.

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s