Compreender o fenómeno Trump

9982175558e94852998196272f66ca1a_18

Trump is no fascist. He is a champion for the forgotten millions. Por John Daniel Davidson.

America is deeply divided, but it’s not divided between fascists and Democrats. It’s more accurate to say that America is divided between the elites and everybody else, and Trump’s election was a rejection of the elites.

That’s not to say plenty of Democrats and progressives don’t vehemently oppose Trump. But the crowds of demonstrators share something in common with our political and media elites: they still don’t understand how Trump got elected, or why millions of Americans continue to support him. Even now, recent polls show that more Americans support Trump’s executive order on immigration than oppose it, but you wouldn’t know it based on the media coverage.

Support for Trump’s travel ban, indeed his entire agenda for immigration reform, is precisely the sort of thing mainstream media, concentrated in urban enclaves along our coasts, has trouble comprehending. The fact is, many Americans who voted for Trump, especially those in suburban and rural areas across the heartland and the south, have long felt disconnected from the institutions that govern them. On immigration and trade, the issues that propelled Trump to the White House, they want the status quo to change.

Leitura complementar: O Presidente Trump, as sondagens e o futuro.

Anúncios

9 thoughts on “Compreender o fenómeno Trump

  1. Rick

    É preciso compreender Trump? Ehehe!
    Parece que os eleitores o compreenderam. Os liberais e comunistas portugueses é que ainda vão a caminho.
    Já agora, compreender porque escolhem sempres estas fotos do Trump parece mais fácil 🙂

  2. Já toda a gente percebeu que a esquerda fica maluca quando perde eleições. Nessa altura a democracia deixa de existir, o governo passa a ilegítimo e o poder sai à rua. Nessa altura vale tudo para deitar abaixo o governo. Jornalistas transformados em activistas de esquerda, políticos a avisarem do fim do mundo e os tontinhos do costume desde actores, músicos e profissionais do anarquismo a jurarem que vem ai a III guerra mundial. Os cães ladram e a caravana passa.

  3. Há pessoas tão contaminadas pela pestilência marxista que nem se apercebem de que também já são comunistas.
    Muitos “trabalham” na comunicação social: jornais, rádio, televisão, revistas, livros, folhetos, cartazes e até nos blogues. Nada lhes escapa para agradar ao controleiro e ao Comité Central.

  4. Renato

    Vejam que artigo revelador:
    http://amigodeisrael.blogspot.com.br/2017/02/walter-williams-esquerda-empenha-se-em.html
    Um dos pontos colocados é que criminosos (assassinos, ladrões, receptadores, agressores, estupradores, traficantes de drogas, imigrantes ilegais ou seus parentes) são votantes das esquerdas.
    O que me faz pensar: há um forte incentivo das esquerdas em promover o crime. Pense em qualquer democracia ocidental, e retire os votos de marginais e seus parentes, dos votos das esquerdas. Em todos os casos os votos à esquerda cairiam, e em muitos casos, cairiam significativamente.
    Moro no Brasil, e aqui, sem os votos de criminosos, as esquerdas seriam significativamente mais fracas.

  5. JP-A

    Aposto que [não] vai haver nova votação na AR contra o perigo Trump:

    “MOSCOW — A leader of the Russian opposition who has been a vocal critic of what he calls a Kremlin policy of assassinating political enemies has fallen into a life-threatening coma caused by an unknown poison, his wife said on Monday.”

    Era caso para a direita levantar o rabo da cadeira e fazer uma proposta.

  6. Só não percebo em que o Trump não é um fascista ou proto-fascista. Só negar não me parece la muito convincente. Evidentemente, quando o resultado chegar a culpa nunca será de quem o votou para o pôr lá, ou de quem o ajudou ou de quem o apoiou e defendeu, nem sequer dele próprio. Mas das “elites” (para os ilustres leitores e autores deste blog isso quer dizer alguém de esquerda que saiba ler). O povo é que tem razão, Lembra-me algo isto…

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s