Sondagem de fim-de-semana

Que força política tem estas medidas no seu plano eleitoral:

– Criar uma “economia patriótica”, impedindo que investidores estrangeiros controlem os setores “importantes”,
– Redução “imediata” dos preços do gás e eletricidade em 5%, uma das várias medidas para estimular o poder de compra,
– Diminuição da idade da reforma para os 60 anos (com 40 anos de descontos para uma pensão completa) e aumento dos salários da função pública, mantendo a semana de trabalho de 35 horas,
– Permitir que o Banco Central financie directamente o estado,
– Saída do Euro,
– Abandono do comando militar integrado da NATO.

a) Parrtido Comunista Português
b) Bloco de Esquerda
c) Syriza
d) Partido trabalhista Inglês
e) Frente Nacional Francesa
f) A agenda para a década a ser acordada entre PS, BE e PCP
g) Todos os anteriores

(podem ver a resposta certa aqui)

Advertisements

7 thoughts on “Sondagem de fim-de-semana

  1. ABC

    Não há dúvida que Matine LePen tem um verdadeiro programa patriótico e de esquerda.
    Olhando para as sondagens até dá impressão de não ter hipóteses numa segunda volta. Será?

  2. jo

    Mostrar apenas parte das propostas não vale. Se colocasse o manifesto todo, de certeza que se via logo que as propostas racistas e de exclusão do outro só poderiam pertencer à direita.

    É por apresentar propostas racionais misturadas com outras que são completos disparates que a FN tem atrativo.

    Quem procura a FN não são só os fanáticos racistas – esses seriam poucos -, são também aqueles que estão fartos da TINA e dos economistas e políticos da treta, que dizem que só há uma solução e que se recusam a admitir que ela não funciona, mesmo quando falha estrondosamente, como aconteceu por cá..

  3. @ Hélder Machado
    Eu dizia o mesmo acerca do Brexit, e quando Trump – e já lá vão uns anos – anunciou que talvez se candidatasse, a risota foi geral. John Oliver no Last Week Tonight até jurou que se Trump se candidatasse doava para a campanha. Era impossível, e era uma piada, e ele aí está.
    Acho que o ocidente está numa fase de negação muito perigosa. No Reino Unido e nos EUA as elites bem-pensantes julgaram que sabiam a vontade dos eleitores. Não sabiam e ainda não tiveram a humildade de o reconhecer. Podem acontecer mais surpresas.
    Houve quem previsse isto como consequência do desaparecimento das classes médias. Os moderados ficaram sem eleitores. Veremos o que acontecerá por cá quando perdermos o que resta da classe média, que neste momento está sob ataque cerrado.

  4. JO : “as propostas racistas e de exclusão do outro só poderiam pertencer à direita.”

    Sim, porque as propostas da esquerda são de deixar as fronteiras abertas para toda a gente poder entrar (e sair) e permitir que todos os empregos nacionais possam ser ocupados por todo e qualquer trabalhador estrangeiro ?!!…
    O controlo das fronteiras, as restrições à imigração, e certas condições de nacionalidade e residência para o acesso a certos empregos, em diferentes graus e modalidades, existem em todos os paises do mundo, sejam eles governados mais à direita ou mais à esquerda.
    A esquerda, para além de ser muitas vezes irresponsável e demagógica quando critica certas propostas e medidas mais exigentes no plano da imigração e da preferência nacional, é de uma grande hipócrisia porque quando está no governo não faz minimamente o que diz (e ainda bem porque de outro modo o desastre seria ainda maior !…).
    Veja-se, por exemplo, o que se passa nos EUA com a questão do muro na fronteira com o México e das restrições à imigração : Trump apenas quer continuar e reforçar este tipo de medidas, que já vinham a ser aplicadas pelos Presidentes anteriores, incluindo os Democratas e incluindo Obama, mas o Trump é que é racista e exclui os estrangeiros !…
    Veja-se, por exemplo, o que se passa na UE onde a esquerda, juntamente com a extrema-direita, quer restringir a liberdade de actividade e trabalho em qualquer pais da União para as empresas e os trabalhadores que não sejam desse mesmo pais (é o que é conhecido como o problema dos “canalizadores polacos” mas diz igualmente respeito a muitas outras actividades e nacionalidades, incluindo, por exemplo, os trabalhadores e as empresas portuguesas de construção civil) : se é a esquera a querer restringir e discriminar os estrangeiros não há problema mas se é a direita já é racismo e exclusão !!
    Deixemo-nos de moralismos demagógicos e hipócritas e analisemos objectivamente e pragmáticamente os problemas e as diferentes medidas que são propostas por uns e por outros para se procurar encontrar as que mais conveem e dão melhores resultados !

    NOTA : Com isto não estou a sugerir que concordo com muitas das medidas nestas matérias que são propostas pelos partidos de extrema direita. Na verdade, nem concordo no essencial. Mas não concordo as mais das vezes por achar que não são razoáveis e eficientes e não por considerar que sejam racistas ou xenófobas (o que não exclui que possam existir igualmente sentimentos racistas e xenófobos em pessoas que propõem e apoiam certas medidas, da direita como da esquerda, mas não é o que é mais relevante quando se trata de avaliar a razoabilidade e a eficiência das mesmas) !

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s