Notícias do melhor cronista aqui do jardim

Bem-vindos, refugiados da América, a opinião de Alberto Gonçalves (uma excelente contratação do Observador).

Em duas ocasiões recentes, o eng. Guterres referiu-se às origens judaicas do Monte do Templo, em Jerusalém. Indignada, a Autoridade Palestiniana invocou uma resolução da UNESCO e exigiu um pedido de desculpas. Quem tem razão? Ambos. O actual Muro das Lamentações é evidentemente o que sobra do Segundo Templo, ou ao que consta uma parede contígua. Por outro lado, há meses que o braço da ONU para a Educação, a Ciência e a Cultura (a designação é irónica) passou a referir-se ao Monte do Templo exclusivamente pelos seus nomes árabes, de modo a enterrar a desagradável conexão hebraica e a legitimar as pretensões da Fatah e similares.

Perante isto, resta ao eng. Guterres uma de duas saídas. Ou manda os palestinianos à fava, por respeito à História e – eis um termo em desuso – à verdade. Ou ata uma corda ao pescoço e parte de joelhos ao encontro do sr. Abbas, por respeito à utilíssima instituição a que preside e a que o pérfido sr. Trump, para consternação universal, ameaça cortar subsídios. Até ver, o eng. Guterres apenas lamentou (longe do Muro) as políticas do último, e não abriu a boca sobre o primeiro. É assim que se vai longe.

Anúncios

4 thoughts on “Notícias do melhor cronista aqui do jardim

  1. Será que o Eng Guterres terá coragem e convicção para afrontar o lobby dos países islâmicos e dos subjugados aos petrodólares que dominam a ONU ?

  2. Luís Lavoura

    O actual Muro das Lamentações é evidentemente o que sobra do Segundo Templo, ou ao que consta uma parede contígua.

    Mau, então é “evidentemente” ou “ao que consta”? Trata-se de uma evidência insofismável, ou de um boato possivelmente sem fundamento?

    Eu o que li (salvo erro na wikipedia) é que, de facto, não se tem de forma nenhuma a certeza de que o Muro fizesse parte do Segundo Templo. É uma tradição aceditar que fazia, mas não se sabe ao certo, e é tudo menos “evidente”.

  3. Luis Lavoura,

    Eu não li (pelo menos na Wikipédia) que não haja “nenhuma certeza” quanto ao facto do Muro das Lamentações ser uma parte do Segundo Templo.
    O que li é que desde há muito que as autoridades islâmicas negam que o seja.
    Como diz um universitário israelita credenciado, Yitzhak Reiter, “the Islamization and de-Judaization of the Western Wall are a recurrent motif in publications and public statements by the heads of the Islamic Movement in Israel.”
    O que é certo é que o complexo religioso muçulmano actual foi sendo construido ao longo de séculos … por cima do que foram antes templos judeus !…
    Portanto, a ligação do local à história dos judeus, ainda antes de ter aparecido a lenda segundo a qual Mahomé teria passado por ali e dos muçulmanos o terem adoptado como um lugar sagrado e construido o que construiram, … é indiscutivel !

    De qualquer modo, mesmo que a escolha do Muro pelos judeus para fazerem as suas rezas fosse uma “tradição” mais recente, não há nenhuma razão para recusar hoje aos judeus legitimidade para exercerem o seu culto religioso naquele local.
    Do mesmo modo que ninguém, nem sequer os judeus, que são hoje quem tem o controlo efectivo do local, recusa aos muçulmanos legitimidade para o considerarem sagrado e o utilizarem nas suas práticas religiosas.
    Por sinal, muitas das sucessivas autoridades islâmicas sucessivas, árabes, otomanas e palestinianas, deram muitas vezes, ao longo de séculos, provas de uma bem maior intolerância, negando aos judeus legitimidade para considerarem o local como sagrado para a sua religião e procurando dificultar ou mesmo proibindo os judeus de a ele acederem fisicamente.
    De resto, a recente reacção das autoridades palestinianas às declarações do Secretário Geral da ONU ligando o local aos judeus é mais uma manifestação do tradicional sectarismo destes sectores e deixa-nos imaginar o que poderia acontecer no caso este local fosse por eles efectivamente controlado.

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s