Resistir à vontade do povo

Advertisements

17 thoughts on “Resistir à vontade do povo

  1. mariofig

    “Quando a vontade do povo vai contra aquilo que nós temos como as melhores ideias.”

    “Nós”, portanto, não é o povo mas antes um qualquer grupo de elite e as suas ideias. Porque o povo não representa o processo democrático, apenas “nós”.

  2. JP-A

    Fica-se de boca aberta com o leque de democratas tudólogos e caras-de-pau que enchem os ecrãs das televisões que os idolatram como se fossem sumidades, incorporados de modo aberrante em telejornais como se a opinião fosse notícia e como se esta necessitasse de ser explicada à ralé que não sabe escolher. Mas bem vistas as coisas, esta até o Salazar era capaz de aplaudir.

  3. Os Hitlerzitos e Estalinezitos de pacotilha cá do burgo (e não só) a revelarem-se já sem o mínimo de pudor ou vergonha.
    Eles é que sabem o que é bom para o povo.
    Vejam lá se o povo não vos dá o mesmo tratamento que deu ao Nicolae Ceausescu e Gadafi.

  4. JP-A

    Foi uma pena pena não lhe ter sido perguntado se por acaso não “acha” que o senhor Costa deve governar vitaliciamente com um governo minoritário desde que a direita em Portugal não consiga uma maioria absoluta. Ou, sei lá, conforme o resultado das eurosondagens!

  5. lucklucky

    Este foi o “jornalista” que começou a entrevista a Rui Mateus com “você é um traidor” num dos mais negros episódios da coisa chamada jornalismo em Portugal.

    …imagine-se os tipos do Washington Post a fazerem o mesmo a quem denunciou Nixon.

  6. JP-A

    A resposta a Trump que o derrube e a que MST alude e espera, em nova intervenção já hoje e passada na TV, é aquela em que ele já está a participar ativamente. Aliás, já deve haver neste momento milhões de pessoas em neurose coladas aos computadores à espera que o homem faça alguma coisa para começar o incêndio. Pena é que quando o Clinton fez muros e sócrates deu cabo da OPA da Sonae, da PT e da TVI, tivessem ficado todos tão inundados em dúvidas sobre as suas intenções, e certezas sobre a malícia das autoridades judiciais.

  7. “Quando a vontade do povo vai contra aquilo que nós temos como as melhores ideias.”

    Mas quem é que “lhes” passou a procuração de serem os representantes do povo ou a certificação de terem as “melhores ideias” ?

  8. Narciso Miranda

    É preciso resistir à vontade do povo e se ele for mesmo teimoso, que se reeduque por todos os meios possíveis até que finalmente veja a luz e abrace com emoção e alegria o bem comum e as melhores ideias. Assim se fará o tempo novo.

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s