Carrega, Medina

medina

EMEL estuda alargamento da fiscalização e das multas até às 23h e ao fim-de-semana.

Acho pouco, a fiscalização devia estender-se às 24 horas do dia, todos os dias do ano. E em jeito de bónus, carregar mais nos preços durante o período de Verão, feriados e época natalícia.

Advertisements

18 thoughts on “Carrega, Medina

  1. Não há carris ineficientes grátis! Nem gratuitas! Passes de borla para as crianças, descontos para idosos é só facilidades.bem sei que estamos no centenário mas ao quer dizer que tenha de haver milagres outra vez.

  2. Revoltado

    Eu até tenho uma ideia ainda mais inovadora! Vamos lá explicar: quem quer que seja que tenha um carro tem obrigatoriamente que o ter estacionado algures. Mesmo quando o carro circula, se reduzirmos o intervalo de tempo a um infinitesimal, o carro está sempre parado. Portanto, concluímos que, em qualquer instante, qualquer viatura está sempre parada, logo estacionada. Posto isto deveria haver um imposto de estacionamento, aplicável a todos os veículos automóveis. Claro que, depois deste imposto liquidado, se os proprietários dos seus automóveis quiserem estacionar o carro noutro lado que não a sua garagem, teriam obviamente que pagar um imposto adicional. Acho que vou já a correr filiar-me no PS; com estas ideias vou longe!

  3. Rogerio Alves

    Ainda falta taxar e multar os carros estacionados na garagem de casa. Ao fim e ao cabo, a propriedade só existe ao nível do solo, e o carro provoca pressão de ar para cima e para baixo e o que está para cima e para baixo é da Câmara, ou do Estado ou do PS.

  4. Eu penso que seria mais civilizacionalmente apropriado taxar as pessoas que circulam. Estive 8 dias fechada em casa com gripe e conclui que, durante esses dias, não gastei as pedras da calçada, não pisei cócó de cão, não respirei poluição, não ouvi o ruído do trânsito, não escorreguei nas folhas caídas, não tropecei no lixo… A que propósito estas vivências citadinas são grátis?

  5. Revoltado, isso do carro estar parado se o intervalo de tempo for infinitésimal, é falso e deseducativo. O que vale é que não há muitos estudantes por aqui.

  6. Luís Lavoura

    Princípio do utilizador-pagador: quem quer utilizar estacionamento, que pague por ele. Em todos os dias do ano.

  7. André Miguel

    Claro que sim, em locais privados paga-se, mas pagar para estacionar na via pública, depois da carrada de impostos que os carros pagam, é roubo. Aliás pelo conceito de via pública o pagamento do estacionamento é inconstitucional, mas este povo de palermas paga e cala.

  8. Ana Catarina

    Grande merdina
    Quem sai os seus não degenera.
    Faz-lhes as contas Merdina.
    Não te esqueças das lições do chefe ao criar as taxas, taxinhas e taxonas.
    Tens de dar continuação às lições do mestre e mostrar que és bom aluno caso contrário vais para o meio da rua ou para um dos túneis da Gare do Oriente ou do Túnel do Marquês

  9. Vocês ainda não descobriram (ou perceberam) que quem conquistou Lisboa aos mouros nao foi o D. Afonso Henriques!!!!! Quem conquistou Lisboa foi o xcosta a mais o ps e a mais o medina. Portanto eles podem cobrar por tudo omque é deles!!!! Aliás, ainda há meia dizia de anos Lisboa não existia, era uma espécie de deserto. Só temos é que agradecer e PAGAR ao ps por ter construido essa linda e maravilhosa cidade. Viva o ps. Viva o xcosta. Viva o medina. Viva o sabonete lux!

  10. Eles só pararão com esta deriva” impostora” quando os Portugueses perceberem que perderam a sua condição de pessoas livres para escolher , decidir e usufruir dos frutos do seu trabalho e que em Portugal nada é privado e que tudo é do “estado” (isto é , dos políticos ) , e por isso o “estado” (isto é , os políticos) exigem uma renda (IMI) por todas as propriedades (basicamente não existe propriedade privada), exige renda pelo espaço de estacionamento que deveria ser público , exige impostos varios sobre tudo o que ganhamos , exige impostos varios sobre tudo que compramos , controla todas as nossas compras e vendas ; não temos privacidade alguma e a próxima grande novidade será a proibição do dinheiro “cash” que já é em parte e finalmente virá um “chip” na pele de cada pessoa , para que os donos disto tudo ( os politicos) possam facilmente controlar . Isto tudo com a melhor das intenções , o bem comum (??!!).
    É o triunfo dos porcos!

  11. Este Luis Lavoura quer ganhar o prémio de comentário mais estúpido do ano, e ainda agora entrámos em 2017…

    Utilizador-pagador utiliza-se que é o utilizador a pagar em vez de ser o contribuinte indiscriminadamente (e.g. pagar portagens quem utiliza as AE, em vez de serem os contribuintes a pagar a manutençao de estradas que se calhar nunca usaram).
    Se eu não pagar por estacionar o meu carro o que é que o Luis Lavoura vai pagar a mais? Absolutamente nada…

    Qualquer dia começam a taxar a circulação a pé, por desgaste dos passeios e consumo de oxigénio. Pela sua lógica de utilizador-pagador. Se nao gosta não saia de casa.

  12. Antonino Antunes

    Mais do que a notícia, vale a pena ler ler estes últimos comentários.
    Valha-nós o bom humor!

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s