Auto-Reflexão

O ilustre deputado João Galamba faz no jornal i uma auto-reflexão.

galamba_auto_reflexao

Anúncios

14 thoughts on “Auto-Reflexão

  1. PMBB

    O ilustrador foi simpático, eu teria destacado antes essa frase e colado mesmo ao lado daquela cara…

  2. Miguel Alves

    O Dr. João Galamba está preocupado com a subida de juros. Culpa de bruxelas claro está. Mas então mudamos de governo para…? não era para bater o pé à Europa e aos mercados financeiros?

    “Eles até tremem”.

  3. JP-A

    “Em poucas décadas estaremos reduzidos à indigência, ou seja, à caridade de outras nações, pelo que é ridículo continuar a falar de independência nacional. Para uma nação que estava a caminho de se transformar numa Suiça, o golpe de Estado foi o princípio do fim. Resta o Sol, o Turismo e o servilismo de bandeja, a pobreza crónica e a emigração em massa.”
    Veremos alçados ao Poder analfabetos, meninos mimados, escroques de toda a espécie que conhecemos de longa data. A maioria não servia para criados de quarto e chegam a presidentes de câmara, deputados, administradores, ministros e até presidentes de República.

    (Marcello Caetano, sobre o 25 de Abril)

  4. Marcello Caetano tinha razão, mas isto já acontece de há 20 anos para cá. Não é só com o Governo Geringonça.

    Pode custar admitir…

  5. JOÃO GALAMBA : “Estou preocupado com a subida dos juros. Bruxelas disse que quem cumprisse as regras não seria penalizado. Prova-se que isso não é verdade.”

    Este destacado “politico” não percebeu sequer que “Bruxelas” não decreta a subida ou a descida dos juros !….
    Um bom exemplo de mediocridade !!

    Já agora, muitas vozes de peso, incluindo “Bruxelas”, avisaram repetidamente que o simples cumprimento de uma regra relativa à meta do déficit não seria só por si suficiente para garantir a necessária consolidação das finanças públicas, que o modo como essa e outras metas são alcançadas é tão ou mais determinante, que são sobretudo indispensáveis avanços reais e significativos no plano das reformas estruturais.
    “Prova-se que isso [] é verdade” !!

  6. Pingback: POLITEIA

  7. Aguardo que Galamba publique o livro com a tese MÁRIO SOARES, HOJE, ESTARIA DE BRAÇO DADO COM JERÓNIMO DE SOUSA, mesmo depois de Jerónimo ter lembrado “as divergências profundas” e “o seu (de MS) papel no combate às grandes transformações económicas que resultaram da Revolução de Abril”, ou seja, a luta de Mário Soares contra o comunismo. Mas o Galamba, nessa época, ainda não era nascido, terá de ler nos livros…

  8. O problema, menino Galamba, é que Soares NUNCA se aliou ao PCP.
    Especular retroactivamente sobre o que faria ou não faria quem NÃO FEZ, é nojento.
    Soares viu-se na situação de Costa, e não fez o mesmo. FACTO. Não adianta agora limpar as mãos à parede do mausoléu de Soares. É nojento.
    Sabemos que as coisas estão mais encaminhadas para correr mal do que bem. E que vêm aí eleições autárquicas. E que o PS está fiado nas sondagens que lhe permitirão sacudir o PCP e o BE.
    O que penso de tipos como Galamba é que são tão prafrentex e de idéias tão abrangentes, que estão bem em qualquer tacho – PS, PSD, BE, PCP, MOCIDADE PORTUGUESA, enfim, onde houver quem o queira.

  9. SEU ESTÚPIDO, a subida de juros não tem nada que ver com Bruxelas mas sim com os investidores que percebem que emprestar dinheiro a Portugal está a tornar-se um grande risco pois tudo o que a geringonça faz é aumentar a dívida.
    .
    Estúpido, atrasado mental, devias era ir limpar as sanitas do Parlamento, pois é só para isso que a tua cabecinha fútil e estúpida dá.

  10. mariofig

    “Podemos admitir que hoje há mais medíocres na política do que havia”.

    A frase é merecedora de uma reflexão que o próprio não fez (o que é bem ao estilo de Galamba).

    Para além da óbvia tentação de apontar o dedo precisamente a ele no que diz respeito à mais absoluta mediocridade, também não deixa de ser caricato que sendo Galamba um dos representantes da young generation na política portuguesa, seja ele a desferir um ataque feroz à juventude. Isto quando tanto se fala na importância de atrair jovens para a política.

    Por outro lado, a tal mediocridade que ele tão bem representa tem as suas raízes aonde? Não será o fruto da mediocridade da generalidade da nossa classe política desde o 25 de Abril? Não é geralmente falso pressupor que dantes é que era bom? É que para se formarem bons políticos é necessário que existam pontos de referência. E Portugal não tem nenhum. Nem tão pouco privilegia a seriedade e verticalidade em política, estando a nossa sociedade condenada à mediocridade de uma classe política apostada isso sim no clientelismo, corporativismo político, corrupção generalizada, e controle total do estado.

    Da esquerda à direita, umas muito raras vozes se levantam de vez em quando. Pessoas com quem vale a pena debater, concordar ou discordar e que têm o potencial para elevar a consciência política do pais. Mas são todos pensadores. Alguns com um pequeno historial político que rapidamente abandonaram, tal é a devassa desonestidade e a mediocridade intelectual que encontraram. Nem tão pouco os media privilegiam as suas palavras, preferindo antes entrevistas a ignorantes facciosos como Galamba, tomar cafés com Mortáguas e gastar duas semanas a falar dum livro de mexericos dos políticos.

    A verdade é que a mediocridade gera mediocridade. E Galamba é tão ou mais medíocre como os outros que ele acusa de mediocridade. Não procura elevar o seu pensamento para lá da luta partidária, o que por si só já é um sinal de mediocridade intelectual. Mas principalmente porque os seus ídolos do passado e as suas referências do presente são igualmente medíocres. E sempre foram. Ele é que não se apercebe disso, no escuro da sua caverna. E de acordo com Sócrates (o filósofo, não o criminoso), pertence mesmo ao grupo dos que matam quem tentar sair. Ignorante por opção.

  11. “E Galamba é tão ou mais medíocre como os outros que ele acusa de mediocridade. ”

    Por amor de Deus, o Galamba tipifica na perfeição um atual político de esquerda e a mediocridade atual da esquerda. Compare-se este idiota com por exemplo Miguel Morgado, Cecília Meireles, etc, percebe-se logo que hoje em dia só a mediocridade é atraída pela esquerda, enquanto a direita atrai a excelência.

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s