O complexo político-financeiro

O dinheiro dos portugueses e o poder dos políticos. Por Rui Ramos.

A banca é uma das actividades privadas mais reguladas e supervisionadas por entidades públicas em todo o Ocidente. Em Portugal, tem sido também uma das mais instrumentalizadas pelo poder político. (…) O complexo político-financeiro desenvolvido a partir dos anos 90 promoveu uma explosão de crédito barato, permitida pelos recursos externos disponíveis com a entrada no euro e incentivada pelas bonificações e benefícios fiscais dos governos. Foi assim que a oligarquia compensou a quebra do crescimento económico. A banca garantiu os consumos que fizeram a felicidade dos eleitores, ao mesmo tempo que serviu aos governos para inventar “projectos” e mandar nas empresas. Basta lembrar o ataque ao BCP ou a defesa da PT, organizados a partir da CGD e do BES durante a situação Sócrates-Salgado. A propriedade da banca foi irrelevante. A CGD correu mais riscos que os bancos privados, e alguns bancos privados estiveram tão alinhados com os governos como a CGD.

Anúncios

7 thoughts on “O complexo político-financeiro

  1. Pingback: POLITEIA

  2. Lá está! Quando o estado/governo entra, sai asneira. O óbvio seria que nunca entrasse para que as asneiras estourassem exclusivamente em bolsos privados.
    Mas, isso seria lá possível, o governo/estado tentará sempre estender o seu manto por sobre tudo e mais alguma coisa. Está na sua natureza ser assim.

  3. A minha maior interrogação é saber se existem ou não em Portugal, associações ou agremiações ou sindicatos, que possam levar a cabo investigações que permitam aos portugueses saber qual a parte que é politica e qual é a parte que é criminosa, no que diz respeito à actuação de governantes que o país teve. Não há realmente ninguém que possa estudar certos comportamentos de certos politicos e leva-los a julgamento. Pessoalmente desconfio, por exemplo, dum individuo que apela, em publico, ao não pagamento duma divida absolutamente legal e que ainda por cima faz ameaças que põem os credores, ou as suas pernas a tremer, como por exemplo um outro que, também em público dizia ao governo para utilizar a maquina de fazer notas…e no caso da Administração bancária, tem sido ou não, criminosa a actuação se alguns? Dizem que o castigo pertence ao povo e que se aplica no dia dos votos…. será?

  4. Este artigo põe o dedo na ferida! O problema é que o regime é isto mesmo. A primazia da política sobre a economia é um eixo fundamental de qualquer regime socialista.
    Neste esquema a economia é definida por planos levados à prática pelos Estados. A Liberdade é esmagada e a propriedade privada aniquilada.
    Os executores do planeamento central controlam toda a economia quer com Leis feitas à medida que ferem de morte o Estado de Direito (ex. Lei para gestores da CGD que Costa tentou passar) ou Leis que tomam partido (ex. Lei do Arrendamento), quer com o domínio de sectores de serviços como transportes e principalmente o sector financeiro.
    Com o controlo do sistema financeiro, toda a atividade económica fica nas mãos do planejador central.
    O socialismo avança e a Liberdade e a Democracia dão lugar ao proclamado interesse colectivo e aos objectivos do plano. É este o regime em que vivemos e parece que a populaça gosta. Quando se aperceberem que desta forma perderam toda a sua dignidade e direito a escolher e a sonhar um futuro diferente para si e seus filhos… será tarde demais. As amarras em que se enredaram não se soltarão facilmente.

  5. O gajo que se estava a cagar para o segredo de justiça disse que espera que o governo e o BCE travem escalada dos juros. Fia te na Isabel Moreira e não corras!

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s