Abram alas para a herança de Fidel

fidel

O comunismo é um reconhecido sistema inventivo, daí as aparentes dificuldades que os três  jornalistas do Expresso e da SIC terão sentido quando foram detidos pela polícia cubana quando se preparavam para ir trabalhar, graças a uma dica do dono da casa em que estavam hospedados.

No domingo de manhã, as cinzas de Fidel iriam a ‘enterrar’ no cemitério de Santa Ifigénia, em cerimónia privada, reservada apenas a alguns convidados, incluindo alguns estrangeiros como Dilma Rousseff e Lula da Silva.

Ficara, por isso, combinado entre os enviados do Expresso e da SIC uma saída às 4 e meia da manhã, para poder registar o final da vigília que decorria na Praça da Revolução, em Santiago de Cuba, e o derradeiro cortejo em que povo cubano poderia participar ao fim de nove dias de luto.

Nunca lá chegaríamos, porém.

Minutos depois de sair da casa onde estávamos hospedados encontrámo-nos na insólita situação de detidos pela polícia cubana e obrigados a recorrer à diplomacia portuguesa.

Foi nesse momento que percebemos a importância do telefonema que o dono da casa recebera já depois da meia noite, e ao qual apenas respondera: “Três jornalistas portugueses, dois homens e uma mulher. Vão sair muito cedo”.

As mentes maldosas dirão que é algo típico de uma ditadura, resultado de um sistema opressivo e que premeia a bufaria. Não acreditem, oiçam os votos de louvor a Fidel do PS, PCP e Bloco de Esquerda.

 

Advertisements

15 thoughts on “Abram alas para a herança de Fidel

  1. Pingback: POLITEIA

  2. “Foi nesse momento que percebemos a importância do telefonema que o dono da casa recebera já depois da meia noite, e ao qual apenas respondera: “Três jornalistas portugueses, dois homens e uma mulher. Vão sair muito cedo”.”

    Pensaram que era uma sondagem…

  3. A.R

    Jornalistas da SIC? Bem feito. Deviam passar uns dias na prisão onde Armando Valladares esteve em que o espaço disponível não dava para dormir estendido. Talvez abrissem os olhos!

  4. Gaius Octavius

    Faz lembrar aquela piada soviética sobre dois amigos que estão à conversa e um deles diz: «sabias que 3 em cada 10 indivíduos são agentes do KGB?». O outro amigo fica muito surpreendido e pergunta: «Então e os outros 7?». E ele responde: «os outros 7 são informadores do KGB.»

  5. André Miguel

    Off topic: Já leram este naco de prosa? Ide ler que vale a pena pelas ilações a tirar.

    http://ionline.sapo.pt/artigo/537309/-o-suicidio-das-nacoes?seccao=Opiniao_i

    Destaco esta parte:

    “A perda de controlo de fatias significativas dos fluxos financeiros por parte de muitos Estados-nação (canibalizados pelos paraísos fiscais e pelas redes de elisão fiscal) está a enfraquecer de uma forma brutal o seu poder de decisão e de ação política e económica.”

    Isto é muito bom.
    Mostra como os socialistas começam a ficar realmente preocupados e nós podemos acreditar em dias melhores. Oxalá!

  6. Andrá Miguel, não e precisamente isso que os amigos do zorrinho fazem, bem como os amigos dos amigos? E os amigos dos amigos dos amigos? A quem pretende este apparatchik lançar poeira para os olhos?

  7. ahahaha, muito bem feito!… Para aqueles estúpidos aprenderem, agora já sabem o medo que os cidadãos sentem e coitados esses não têm nenhuma diplomacia portuguesa a quem recorrer!..

  8. Os comunistas serios e onestos dirão:
    — Grande Raul, continua com tudo controlado.
    Mesmo nos últimos momentos das exéquias nada ficou por tratar.
    Aqueles fantasmagóricos, livres e extensos cortejos era para terem a certeza que o ditador não fugia.
    A prisão dos 3 jornaleiros lusitanos é para ver se aprendem a não se meter onde não são chamados.
    Viva a LIBERDADE
    Viva o COMUNISMO

    Como é bom ser comunista num país capitalista

  9. Desta os jornalistas da SIC/Expresso não esperavam – nem noticiaram…:

    > “…. assim acabou a viagem das cinzas do tirano de Havana: de rastos. O jipe soviético que transportava o caixote avariou e tiveram que o empurrar até à meta.”

  10. Pingback: Abram alas para a herança da geringonaça – O Insurgente

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s