Hasta la social democracia, siempre!

hastalasocialdemocracia

Advertisements

19 thoughts on “Hasta la social democracia, siempre!

  1. Pedro Passos Coelho foi um sofrível 1º-Ministro e tem-se revelado um medíocre líder da Oposição. Mas passou a péssimo com o facto de não ter votado (nem ele nem o PSD) contra esta homenagem a Fidel Castro.

    Pelos vistos só temos na AR partidos defensores de ditaduras, só as de esquerda… claro.

    ERRATA – no meu 1º comentário há um erro dactilográfico que é ortográfico: onde lê “a homenagem no foi do PCP” deve ler-se “a homenagem não foi do PCP”.

  2. mariofig

    Mais ou menos Shiri Biri. O PSD colaborou em ambos os casos, mais foi mais responsável pela aprovação do documento do PCP. É tão grave assim.

    Foram dois documentos a votação. Um do PCP e outro do PS. Ambos a expressarem o seu pesar pela morte do ditador. Com frases tão coloridas como “uma personalidade cuja dimensão foi universalmente reconhecida […] por aqueles que partilham do seu ideal de uma sociedade mais justa e solidária”.

    O documento do PCP teve votos a favor do PCP, BE e PEV, com abstenção do PS e do PSD e contra do CDS. O documento do PS teve votos a favor do PS, PCP e BE e PEV, com abstenção do PSD e contra do CDS.

    Assim, a abstenção do PSD teve mais peso de viabilização no voto de pesar do PCP, já que foram menos os votos a favor. Tendo renunciado à pouca dignidade que lhe restava e perdido qualquer direito no acesso ao seu próprio legado histórico, o PSD ontem deu dois tiros na sua moralidade e a enterrou, cuspindo na cara de quem defende os direitos e a dignidade humana e traindo a sua ideologia. Mais um contribuinte também para o isolamento político de Portugal neste assunto, que se torna assim um dos dois ou três países da UE que votaram ou votarão tal voto de pesar.

  3. A homenagem da AR ao ditador foi olimpicamente ignorada pelo povo, e só interessa ao pequeno núcleo que gosta de discutir politica. Eu, voce e a maioria dos visitantes desta casa.

    Segundo, houve deputados do PSD que votaram contra e outros explicaram até que ” “jamais votariam contra o pesar pela morte de alguém “. Ou seja, respeitando a dignidade humana de uma pessoa com quem nao concordam (algo que Fidel nunca fez) (fonte: http://sicnoticias.sapo.pt/especiais/fidel-castro-1926-2016/2016-11-29-Parlamento-portugues-aprova-sem-unanimidade-dois-votos-de-pesar-por-Fidel-Castro)

    Terceiro, equivaler o PPC ao PSD é desonesto porque a bancada do PSD nao votou toda da mesma forma.

  4. Pergunto-me se, no PSD, algum deputado sabe quem foi Fidel. Pergunto-me, perante a indigência mental que nos rodeia neste nosso quotidiano sem memória, sem curiosidade e sem contextualização, se algum deles conhece a história de Cuba. Se a deputada do PCP, Rita Rato, assumiu que nunca tinha ouvido falar em Gulag, admito que os deputados do PSD possam perfeitamente pensar que Cuba é apenas um país pobre de belas praias e belos hotéis, onde se compram bons charutos e onde as férias são baratas.

  5. Dervich

    Gostei de ler o que escreveu, Maria Rebeca.
    Também penso que, hoje em dia, na maior parte dos casos, as explicações são tristemente mais simples do que aquilo que julgamos.

  6. Obrigado MARIOFIG pelos seus esclarecimentos. Concordo com as suas considerações sobre o voto do PSD.
    Peço desculpa ao CDS porque desta vez não foi socialista.

    NELSON GONCALVES, não vale a pena defender o comportamento mais do que reprovável do PSD. Apenas 5 deputados do PSD votaram contra (https://oinsurgente.org/2016/11/29/o-psd-na-pocilga-ideologica-que-homenageia-ditadores/). E os que fizeram declarações de voto abstiveram-se. Revela que os das declarações de voto ainda são mais invertebrados porque querem estar de bem com Deus e com o diabo.

  7. JP-A

    Nós somos o que somos, por muito que queiramos ser uma coisa que desejamos ser, que nunca seremos porque nos falta a massa política e a dignidade. É por isso que somos governados por outros ainda muito piores. Chega-se a um ponto em qualquer merda serve.

  8. Shiri Biri,

    Eu nao estou a defender o comportamento do PSD. Apenas quero realçar que isto é uma tempestade num copo de água … se visto do lado de fora, pela maioria das pessoas para quem Cuba é Varadero.

  9. mariofig

    Nelson Gonçalves,

    Entendo a sua tentativa de minimizar a tomada de posição de PSD. Até lhe posso oferecer mais uma: a recente visita oficial do PR a Cuba, com manifesto interesse económico, e que pretendeu reforçar as parcerias económicas com Cuba numa altura em que Portugal precisa de alargar o seu mercado externo.

    Entendo a sua tentativa de branqueamento da posição do PSD, porque também as duas abstenções também a mim me chocaram e seria preferível procurar justificações para esta aberração.

    Mas nada explica o que aconteceu na AR. E como bem diz Shiri Biri em resposta a si, a participação de votos contra dentro da bancada do PSD foi inexpressiva e de modo algum representa um PSD dividido nesta matéria.

    Mais importante ainda no entanto é que certos princípios são muito superiores a qualquer interesse económico. E o dos direitos fundamentais do homem, bem como a sua dignidade são dois desses princípios. Tanto mais que um voto contra do PSD não teria alterado de nenhuma forma o resultado destas duas votações, mas teria revelado a sua postura como um partido que não alinha na ditadura como forma de governação. Ao se abster, o PSD mostrou o contrário; tal como Fidel Castro, o Bloco, o PS e o PEV, o PSD mostra a sua concordância, pela sua não tomada de posição, de que em nome de uma ideologia, devemos e podemos subjugar os nossos povos e destruir o matar quem se lhe opõe.

    Pode achar que nada disto importa, quando diz que a votação foi “olimpicamente ignorada pelo povo”. Mas não é se o povo soube ou entendeu o que se votou que me preocupa. O que me preocupa é que eu sei! Eu sei. Eu vi e eu compreendi quem nos representa na Assembleia da República.

  10. Partidários do PSD chocados ahahahah. Mas existe alguém na AR que preocupe em defender os interesses das pessoas? Ninguém se importa.
    Bom, continuo a achar extremamente imbecil que é uma coisa que não afecta a vida de ninguém fazer partidários do PSD ficarem chateados com o partido, mas pronto…mais vale tarde que nunca.
    Eu até nem desgosto de libertários, ao menos podemos concordar que governo central é errado e desnecessário, mas se ainda vão em cantigas do PSD ao fim destes anos todos é bom que comecem a abrir mais os olhos.

  11. KDOT50, se você acha que aprovar um voto de homenagem a um ditador torcionário como Fidel “é uma coisa que não afecta a vida de ninguém” então não é libertário.

    Você gosta mesmo é de uma boa ditadura e deve sofrer do Síndrome de Estocolmo.

  12. MarioFig,

    Eu sou militante do CDS e a minha primeira reaçao á morte de Fidel foi: que arda no inferno.

    “Mais importante ainda no entanto é que certos princípios são muito superiores a qualquer interesse económico. E o dos direitos fundamentais do homem, bem como a sua dignidade são dois desses princípios”

    Certo. Vamos entao cortar relaçoes comerciais com Angola ? Vamos deixar de receber o Eduardo dos Santos ou a filha por estas bandas ? Ou os angolanos nao sao pessoas ?

  13. Um dos problemas mais agudos é a cobardia. O botas metia medo, os alpercatas de agora conseguiram exatamente o mesmo objetivo mediante o politicamente correto. Acção persistente, organizada e persuasiva nos merdia, nos sindicatos e nas universidades. a coisa tem-lhes corrido bem em países iletrados com cabeças ocas, gente simples àvidas de consumo para satisfação de necessidades primárias. Não admira que certos partidos se agachem perante a vaga de assaltos à inteligência, aos bolsos e à propriedade.
    Tudo cansa, até a mentira, a hipocrisia, os afectos, a xulice e os descaramentos. Já nem na “omertá” poderão confiar.
    O vento agreste da mudança já sopra.

  14. Não há lugar para nenhumas dúvidas: um ditador sanguinário deve ser condenado, assim como todos aqueles que expressam pesar por ele ter morrido. Faz confusão como é que ainda estamos a discutir isto aqui!…
    .
    Bem apanhada esta imagem, Carlos!…

  15. Voltando, e terminando, a carga. O PSD e o CDS perderam uma excelente oportunidade de terem publicidade grátis e desmarcarem-se da esquerda.

    Como ? Propondo uma homenagem de pesar pelas vítimas da ditadura cubana.
    Os resultados practicos eram os mesmos, mas tinham um ou dois minutos de publicidade gratuita no telejornal. E sempre gostava de ver o PS e o BE a votarem contra esta moçao.

    Em vez disso, andam a discutir com a esquerda se o Fidel era ou nao um bom ou mau ditador. Uma disputa condenada ao fracasso pois nos média (é aqui conta para a percepcao popular) a esquerda é a dona da moral.

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s