“A história não absolverá Fidel Castro”

Vargas Llosa: “A história não absolverá Fidel Castro”

“Espero que essa morte abra um período de abertura, tolerância, democratização em Cuba. A história fará um balanço destes 55 anos que acabam agora com a morte do ditador cubano. Ele disse que a história o absolverá. E eu tenho certeza que a história não absolverá Fidel”.

Vargas Llosa foi um dos intelectuais latino-americanos que viram na Revolução Cubana uma luz democratizadora. Chegou a fazer parte do grupo de escritores que visitavam Castro, mas logo se decepcionou. A perseguição aos dissidentes o horrorizou. Havia represálias, lembra o Nobel, não apenas pelas ideias políticas, mas também pela orientação sexual: mesmo que fossem partidários do regime, “Castro chamava os homossexuais de enfermitos (doentinhos)”.

Anúncios

6 thoughts on ““A história não absolverá Fidel Castro”

  1. mariofig

    Pfft! Vargas Llosa. Quem é esse senhor em comparação com as bancadas parlamentares do PS, PCP e PSD, os três grandes partidos da esquerda castrista Portuguesa? Eles já o absolveram e pronto, está absolvido!

  2. O Vargas que se ponha a pau e se deixe de ideias, porque enquanto o sabonete for vivo procederá à defesa intransigente do “cuban regime” e dos ideais democráticos do faidel!

  3. Desconfio que os arco iris que votam no BE e no PCP nao sabem disto. E os jornalistas de causas como ha no Publico omitem estas verdades. Ha uns anos uma esquerdista do Publico foi ha procura de homophobia no tempo do Estado Novo. Nao encontrou nada de especial. A mesma jornalista nunca fez semelhante exercicio de pesquisa em relacao a URSS ou a Cuba. Ahah. A Esquerda e mesmo uma seita.

  4. “as bancadas parlamentares do PS, PCP e PSD, os três grandes partidos da esquerda castrista Portuguesa? Eles já o absolveram”

    O PSD fez muito mal em se abster na votação dos votos do pesar e, pior ainda, em ter mandado uma mensagem de condolências à embaixada de Cuba. É incompreensivel, é uma incoerência, é uma vergonha, é mesmo politicamente estúpido !…
    Mas não faz sentido pôr estes partidos no mesmo plano como sendo de “esquerda castrista”.
    O único “castrista” é mesmo o PCP.
    O PS representa bem a habitual ambiguidade da esquerda moderada mas “politicamente correcta” relativamente à extrema-esquerda comunista.
    O PSD e a esmagadora maioria dos seus eleitores, por pior que seja esta actual borrada da direcção do partido, têm normalmente uma posição ideológica que é claramente anti-comunista. Por isso é que estas atitudes oficiais deste partido perante o desaparecimento fisico de uma ditador comunista como Fidel Castro são incompreensiveis !

  5. Pensando melhor : do que eu estou mesmo à espera , é que a militância LGBT -comece a substantivar sobre a religião da paz . É que o Fidel – sirva-lhe de abono – nunca atirou ” enfermitos” dos telhados abaixo .

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s