O legado económico de Fidel Castro

4-1-1.jpg

Tinha 14 anos, embora jurasse ser dois anos mais novo. Empunhou a caneta e escreveu uma carta ao então Presidente dos Estados Unidos da América, Franklin Delano Roosevelt, com um pedido insólito: queria uma nota de 10 dólares. Nunca tinha visto uma, e gostaria de a ter. «O seu amigo, Fidel Castro» — rematou. Indelevelmente, este pedido marcaria o legado de Fidel Castro. A Cuba revolucionária e socialista havia de se comportar como um ‘mendincante’, ora suplicando pela ajuda da União Soviética, ora suplicando pelos favores da Venezuela, desta forma suprindo as suas necessidades económicas.

O meu ensaio sobre o legado económico de Fidel Castro no jornal ECO.

5 pensamentos sobre “O legado económico de Fidel Castro

  1. Rodolfo

    Mário, a mortalidade infantil parece que é baixa porque só é contabilizada a partir de quando os bebês têm meses de vida. O índice não é contabilizado da mesmo forma que nos outros países, segundo me informei.

  2. Rodolfo

    Além disso, essas estatísticas são fornecidas pelos governos, e em Cuba não há verificação independente.

  3. Caro Rodolfo, considerei as estatísticas do CIA Factbook. Sabemos que os valores são adulterados, mas enfim, eu não tenho informação suficiente, nem aquele era o espaço, para as estar a refutar.

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão /  Alterar )

Google photo

Está a comentar usando a sua conta Google Terminar Sessão /  Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão /  Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão /  Alterar )

Connecting to %s

This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.