estupidamente complexo

“Leis fiscais de fácil apreensão e simples de executar, além de taxas de imposto mais baixas, seriam certamente um bom começo para promover o investimento.”

Destaque do meu artigo de hoje no ECO – Economia Online.

Anúncios

3 thoughts on “estupidamente complexo

  1. mariofig

    Já me perguntei aqui antes, e agora volto a perguntar-me, quanto custará ao estado a manutenção da complexa rede fiscal neste país. Isto é, qual o custo em meios e salários associados à garantia de fiscalização, cobrança, e processamento de impostos, bem como os custos associados aos meios associados à cobrança de dívidas.

    É certo que o saldo é positivo, ou não andariam a inventar impostos a todo o momento. Não questiono os benefícios de uma rede vasta e complexa de impostos para quem entende o processo governativo como neo-feudalismo. Mas seria interessante perceber a eficiência da máquina fiscal em Portugal. Ou, o mais certo, a sua tremenda falta de eficiência.

  2. Ricardo Arroja

    Caro MárioFig,

    Não sei responder especificamente à sua pergunta em concreto, mas a propósito da discussão prévia em torno do AIMI, um ex-secretário de Estado de um antigo governo socialista mencionou que face ao custo de implementação só são vantajosos os impostos cuja receita exceda os 100 milhões de euros.

  3. André Miguel

    Já para não mencionar que o estupidamente complexo é um convite à evasão fiscal (ou mesmo fuga para outras paragens) dos que já estão no mercado.
    Uma flat tax faria milagres em Portugal.

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s