Retrospectiva de sofrimento

Há quinze dias, parei de fumar. Não fumava cigarros, fumava cigarrilhas (20 a 25 por dia) e a última que fumei faz amanhã 15 dias cerca das 20:00. Entretanto tem sido giro. Fica abaixo a descrição destes dias que fui publicando na rede sociopata aqui ao lado. À medida que ia fazendo copy-paste percebi que escrevi muito mais do que imaginava. Mas é a única solução: ser teimoso como um burro e escrever, escrever todos os dias. A saga continua. A história até agora aqui abaixo.

1 Um pouco mais de 13 horas sem fumar, 1/4 do mais complicado está feito. Isto não é para meninos…

pain2 Counting the days now. 24 horas, 1 dia and counting.

3 Antes do desenho, já lá vão 47 horas sem fumar e, garanto, não é fácil. Isto custa comó caralho….

4 48 horas. É suposto começar a custar menos

5 Meus, isto de deixar de fumar custa comó caralho. Não aconselho.cantescape

6 De facto hoje foi um dia mais fácil, mas a noite está mais difícil que ontem. Quase 72 hora, vá.

7 72 horas and counting

8 A bater nos 4 dias sem fumar.
Ainda hoje falava com dois amigos que só fumam depois de tomar o pequeno almoço. Meninos. Essa merda não é vício, é capricho. Foda-se que isto custa…mas, curiosamente, outros fumarem perto de mim não influencia em nada a dificuldade. Ao menos sou um ex-fumador (ou hei-de ser) fixe, não daqueles chatos comá merda que lá porque deixam de fumar passam a odiar quem fuma. 4 dias and counting.
Adenda: vou propor um desafio Rodrigo (há 3 dias sem fumar) e ao Jimmy (há 6 dias sem fumar). O primeiro a vacilar fode-se mas se ninguém vacilar há prémio em Outubro 2017 😀 beatme

9 5 dias sem fumar. E agora vou deitar-me que está a dar-me uma traça do caralho. Shô!!

10 Ora seis dias, seis dias sem fumar e é tanga que custe menos, custa comó raio co parta. O que acontece é que cada vez há menos momentos durante o dia em que custa. Depois, no meio disto, ainda faço questão de que quem fuma não se iniba de o fazer ao pé de mim, ao fim do dia vou ali ao Bacelar e viro uma ou duas Super Bock. À noite em casa um tintinho (hoje um reserva de Pegões) a acompanhar seja lá o que for que coma. Nem que não coma nada 😀
Seja com o for, caros fumadores, isto custa comó caralho e a não ser que tenha mesmo que ser, não aconselho. Com sorte daqui a vinte anos quino na mesma, só que em vez de doente mas feliz, hei-de quinar saudável e um chato do caralho.

11 Sweeeeeeet sooooooul sister…

12 Hoje estou a testar-me a sério. Se aguentar sem fumar, faço um altar a mim mesmo :)) #aguentamorcão

13 7 dias, uma semana sem fumar. Já contei horas, dias, agora conto semanas. E vocês, fumadores, sabem como é estar numa esplanada na palheta a virar imperiais/finos duas ou três horas. Pois aguentei-me, e não fumei. Nem fumo, foda-se! Ricardo Damásio, Jimmy James, Rodrigo Meirelles, Jose Goncalves, Outubro 2017, Indonésia. Ou El Salvador (righthanders paradise) que tenho umas connections e pelo menos não nos chateiam com as drogas. Ou vá, pronto a gente orienta-se sem risco de pena de morte 😀

Adenda importante: a branca em El Salvador não é cortada com aspirina nem com gesso.

14 8 dias sem fumar. E a solução é só uma: ser teimoso como um burro. E sabem que mais? Vou conseguir o que queria mesmo, ser capaz de fumar um charuto ao fim de semana sem ir a correr comprar tabaco. Pois ou na América Central ou em Telos reservo já. Só esta semana já são 50 paus poupados. El Salvador.

15 Isto não está a correr mal, traça de fumar a sério, deu-me hoje duas vezes. Não está mal. Aguenta filho da puta!

16 9 dias e embora ainda haja alturas em que me dá uma traça desgraçada por uma cigarrilha, também há razões para ter esperança: durante a maior parte das horas começa a parecer-me normal não fumar. #aguentafilhodaputa

hoyo17 Serve esta para informar o José Meireles Graça, o António Xavier, o Alexandre Mota, a Miucha Baldinho, o Alberto Gonçalves, o Rui Albuquerque, o Telmo Azevedo Fernandes, o Mário Amorim Lopes e restantes conjurados que apesar de estar a deixar de fumar, privilegiarei sempre a sala de fumadores d’O António. Os fumadores são muito mais divertidos que os abstémios. E o charuto há-de continuar

18 Traça: zero. Há uma cena que tenho a certeza, amanhã não compro cigarrilhas

19 Cada vez menos traça pela cigarrilha. Este mal estar, ansiedade e sensação de estar pior que uma gaja bêbada deve ser por causa das outras cenas todas. Está tudo a acontecer demasiado depressa, foda-se. Calma caralho! uma coisa de cada vez sáxavor! Irra….

20 Tenho aqui uns excéis abertos e estou sozinho. Preferia estar rodeado por cinco gajos a fumar. Traça a sério é nestas alturas, com gente à volta, nem o fumo me incomoda nem me dá vontade de fumar. Sozinho é que é o caralho, custa que se farta.

21 12 dias sem fumar. (fumei um Partagas destes aqui abaixo, mas a companhia merecia-o. E nem por isso fiquei com vontade de ir comprar tabaco). Como me dizia ontem o Tó Cardoso o que custa é estar sozinho. Gente à minha volta a fumar, não me incomoda nada, o cheiro, o fumo, não me puxam nem mais nem menos um bocadinho para fumar. Estar sozinho custa de caralho. É isso também que o tabaco é: companhia. #aguentafilhodaputa

charuto_partagas_p222 A parte boa desta fase de paragem de fumar é que basta-me ter companhia (tenho aqui a cria a jantar ao pé de mim) que já me parece normal não fumar. Não me sinto um fumador, sequer. #aguentafilhodaputa

23 Meus, faz amanhã exactamente duas semanas que fumei a última cigarrilha e isto está cada vez mais pacífico embora ainda haja momentos de vacilo, especialmente quando estou sozinho. Mas a solução é mesmo ser teimoso como um burro. #aguentafilhodaputa

24 Meus, ou Deus me está a recompensar pelo esforço a largar o tabaco, ou por ser um tipo porreiro (pá) ou me está a testar e se é este o caso, vem aí borrasca da grossa. Que se foda, logo se vê. Adianta preocupar-me? Não, pois não? É aproveitar enquanto isto corre bem.
Que dia excelente que tive, precisava mais dias assim.

\0/ \m/

25 E agora vou dizer-vos o presente que quero no dia 21 de Novembro quando fizer um mês de abstinência tabagística: um Partagas P2

14 pensamentos sobre “Retrospectiva de sofrimento

  1. Ao fim de 15 anos sem fumar, um dia, sem que nada de especial tivesse acontecido… Ai! Foi terrível!!!! Durou 3 dias!!!!!! Aguentei! Passaram mais uns 6 meses e voltou… Ai!!!!!!!!!!! Mais 3 dias!!!! Aguentei! Já la´vão uns 10 anos… Voltará? Nunca fiando… 🙂

  2. mariofig

    O que eu precisava mesmo é de deixar de querer deixar de fumar. Ficava tudo mais fácil. Aposto que até me sentia melhor. O vício até que não está mal. Juro, o que causa mesmo cancro do pulmão é esta ideia que devia deixar de fumar.

    E é muito mais difícil. Ando nisto à 10 anos. 10 anos a deixar de querer deixar de fumar. Hélder Ferreira, força amigo! Mas acredita isto é mais difícil do que deixar de fumar. Ultimamente tenho tentado o nihilismo. Está a ajudar a ideia de que na realidade neste universo onde habitamos vivemos mais tempo mortos do que vivos. Na realidade, o estar vivo nem sequer regista no Osciloscópio Universal. Tem átomos que decaem mais lentamente do que o tempo de vida que nos está reservado.

  3. lucklucky

    Substituição. Sempre que se quer acabar um vício uma táctica que pode funcionar é começar a fazer uma outra coisa que não era feita antes.

    Substituir fumar por exercício físico – no seu caso por exemplo ir a um ginásio (onde há companhia) pode funcionar. Desde puro exercício a algum desporto colectivo ou individual incluindo artes marciais.

  4. Eu deixei de fumar há 3 anos depois de 36 a fazê-lo, engraçado que não me custou um caroço, apenas saía depois de jantar para dar um passeio e evitar o automatismo de pegar no tabaco. Ao fim de 3 semanas já nem isso.
    Mas o vício lixou-me as artérias, arteroesclerose precoce,já sei como é que vou partir deste mundo.

  5. Deixei de fumar no dia em que a minha filha nasceu.
    Tive 9 meses para me preparar, sempre que fumava perguntava-me o que procurava naquele cigarro (25 vezes por dia).
    Era o cigarro da pausa, da companhia, porque estava a dar um filme em que o gajo estava a fumar, só falta o das férias porque isto só dura à 7 meses.
    Um ex-fumador não é um não fumador, não deixa de gostar de fumar.
    Ia obviamente gostar um cigarro hoje como à um ano atrás.
    Mas hoje não vou fumar, nem amanhã, e após este tempo não me faz confusão a ideia de nunca mais fumar um cigarro.

    Força, só custa enquanto estivermos vivos.

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão /  Alterar )

Google photo

Está a comentar usando a sua conta Google Terminar Sessão /  Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão /  Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão /  Alterar )

Connecting to %s

This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.