Uma exegese de merda

corvos

 

 

 

 

O personagem à direita neste quadro exibe a cara de um absoluto imbecil que, aflito, inadvertidamente cagou nas cuecas sem querer; o senhor do meio, pela subtil imperturbabilidade e ligeira inclinação dos ombros diria que se está mesmo a largar de fininho para o seu lado direito, o que se confirma pela expressão de estupor da fêmea de corvo que aparece do lado esquerdo à frente no quadro, expressão de quem está a ouvir o assobio do peido e espera que lhe chegue o cheiro ao nariz a qualquer momento. Lá atrás à esquerda, outro integrante da vara ouve o mesmo peido do Joaquim, mira-o com censura mal disfarçada e não se dá conta que a ruminante que o ladeia faz o que pode para, no limite, segurar o traque que a aflige e pode explodir a qualquer momento. A outra dorme e o seguinte inclina-se ligeiramente para diante, num momento de vingança contra o cheiro exalado pela cavalgadura à frente dele, caga-se alto e bom som. Os outros mamíferos, não sei. Mas que isto é uma história de merda, é.

7 pensamentos sobre “Uma exegese de merda

  1. Marco

    ‘Tão-se todos a cagar para quem os sustenta, desde que lá entre. A nós … contribuintes … entranha-se-nos.

  2. André Miguel

    O povo português também se está a cagar para isto, quer é saber do benfica, do cristiano e da restante saloiada que enche os media. E as criaturas da foto acima, mais os que se sentam na AR, sabem disso mesmo. Os que aqui andamos a berrar contra este estado de coisas somos uma minoria silenciosa, portanto não vale a pena ter ilusões: até o país ser um local decente tem que Venezuelizar, o tuga tem que sentir na barriga o que é o socialismo para aprender e exigir uma mudança. Mas a perfídia da gente que nos governa é tal que eles fazem o mínimo para que isso não aconteça, movem-se num equilíbrio notável entre socialismo e economia de mercado, jogam sempre em duas frentes, sendo que a única coisa que os tem travado é uma coisa chamada Euro, que muito ignorante ainda maldiz, mal sabendo que é a única coisa que separa Portugal de Cuba ou da Venezuela! O que nos pode salvar: que a UE se farte de uma vez por todas de andar a sustentar um governo de chulos e um povo de preguiçosos. Quanto mais depressa isto arder, mais depressa reconstruímos.

  3. sam

    Agora começo eu a ficar curioso: porquê esta indignação hoje (ver também post no Blasfémias) se a notícia é de 19 de Janeiro?

  4. Um problema com essa roturas da linha temporal é que por vezes podem dar confusões – o post do Gabriel Silva entrou claramente no campo dos paradoxos da física e já queria que o jornalista que escreveu um artigo pouco depois da meia-noite já tivesse lido um artigo que só vai ser escrito 15 horas depois.

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão /  Alterar )

Google photo

Está a comentar usando a sua conta Google Terminar Sessão /  Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão /  Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão /  Alterar )

Connecting to %s

This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.