Vai acabar tudo outra vez de tanga!

Os adeptos da Geringonça com frequência praticam um discurso crítico em relação a Durão Barroso, mas não deixa de ser paradigmático que estejam a desenvolver uma política fiscal que ajuda a dar corpo a uma das maiores profecias do homem que ficou para história, conhecido por “cherne” e famoso por ter declarado que “os socialistas deixaram o país de tanga“. Não sem sentido de humor, parece que o próximo Orçamento de Estado tem um novo imposto  cuja designação (a fiar no que nos conta o Negócios) – “Derrama Estadual sobre o Património Imobiliário” ou “DESPI” – não deixa margem para dúvidas sobre as últimas intenções: o strip-tease fiscal continua. Só não sei onde é que o pessoal rico da classe média – parece que o valor à entrada do imposto é a propriedade de um património global de 250 mil euros (para “ricos”, portanto) – vai arranjar mais peças de roupa para tirar. Espero que ao menos nos deixem ficar com o chapéu, porque o barrete, esse, já o enfiámos.

(via João Taborda da Gama)

18 pensamentos sobre “Vai acabar tudo outra vez de tanga!

  1. JP-A

    O que é para mim espantoso é que o comentador Marcelo ache que o país vai aguentar e não vai a eleições, como se tivéssemos acabado de aderir à CEE há poucos minutos 🙂

  2. mariofig

    Maravilhosa a complexidade associada à cobrança deste imposto. Fica difícil perceber como é que o estado planeia controlar a mais que provável fuga a este imposto e quanto é que lhe vai custar em dinheiro cobrar este imposto. Isto é, perceber qual o nível de eficiência da máquina fiscal relativa a este imposto. Um tipo de trabalho que não interessa, porque só iria mostrar que nesta história de impostos ao património quem se lixa sempre é a classe média.

  3. No vídeo do outro post, https://you tu.be/AiqfEGGj6tA, há um comentador, “Fibrizo” que faz uma afirmação interessante:

    “O PS e a extrema-esquerda podem muito bem reverter tudo isso. [As medidas de perseguição fiscal] Ou será que não podem, e esses aumentos foram mesmo necessários?”

    Não percebo por que razão, na comunicação social, ninguém tem a coragem – ou a inteligência, ou ambas – para perguntar ao Sr. Primeiro-Ministro António Costa:

    “Sr. Primeiro-Ministro, sempre disse que era contra a austeridade. Então quando é que o IVA, que não só o da restauração, diminui? Quando é que o IRS, de preferência para todos, diminui? Quando é que as deduções com saúde, educação, lares, etc., aumentam? Quando é que o imposto automóvel diminui? Quando é que o imposto sobre combustíveis diminui?”

    E ainda: “Quando é que a despesa do Estado diminui?”

    Se por acaso alguém já lhe fez estas perguntas e o Sr. Primeiro-Ministro já respondeu, agradecia que me informassem.

  4. Não vai acabar tudo outra vez de tanga! Vamos é continuar de tanga. Faz a sua diferença. Durante o verão até pode saber bem. No inverno não sabemos.
    O “infiel” não está disposto a dar aval a novas eleições!…
    Nada como ver o neto do vizinho da china a desembaraçar-se dos calotes e quanto tempo aguenta a engenharia financeira. Uns bons meses. Aprovado o OE pela certa, aí teremos em festa o povo feliz e contente.
    Se tiverem dúvidas vejam a tv.

  5. Qual “tanga” ?!!..
    Vejam os jornais e telejornais.
    Não há pobres nem miseráveis, não há bichas de espera nem mortes nos hospitais, não há crianças sem pequeno almoço, não há inquilinos que não conseguem pagar a renda de casa, não há familias que não conseguem chegar ao fim do mês, não há gente a entregar casas aos bancos por não conseguirem pagar as prestações, não há descontentes nem desesperados (à excepção dos taxistas), não há emigrantes em lágrimas no aeroporto….
    A austeridade acabou !
    “No pasa nada !!”..

  6. Anticapitalista

    PORREIRO PÁ!!!!!!!… senhoras e senhores pafistas incapazes de debilitar a azia o ressabiamento,
    Assim, Portugal fica de tanga o Vidente de Massamá ou IRREVOGÁVEL II, pode voltar, ou então a de Albuquerque, ou o de Montenegro, o o de Aguiar Branco, ou o (a) de qualquer coisa pá, dêem aí uma ajudinha pá para sabermos o nome do chefe da seita que tanto amam e de que têm tantas saudades, pá!
    Mas olhem, parece que no OGE os impostos aumentam, ps salários e pensões serão congelados, o 13° acaba de vez, vão ser dispensados uns milhares de funcionários públicos, o Vitor Gaspar volta para as finanças, o Paulo Macedo para a saúde, o Miguel Macedo para a administração interna por arquivamento do processo dos Golden, o DOUTOR Relvas volta para a presidência, a CGD vai prós chineses ou para os espanhóis, os principais hospitais vão ser concessionados a particulares, os jovens voltarão a ter que sair daqui, os velhotes levam com a injecção atrás da orelha, etc., etc., e entraremos no Paraíso celestial pafista só perturbado pela CGTP e FENPROF, mas a malta pede ao Dias Loureiro uma ajudinha na mobilização das forças policiais e vai tudo à frente…
    Falta depois converter o PR, talvez uma das formas fosse começar por readmitir um tal pafista pafiosos cavaquista que esteve no Palácio de Belém 5 anos, desterrado num sótão, escrevendo memórias, que ele trata de transformar o Marcelo convertendo-o ao pafismo da direita, uma vez que ele se reclamou vir da esquerda da direita!…
    MISERÁVEIS…de espírito, é o que vocês, escribas da corte e “gostadores” são!….. ao que desceu a lusa direita!,,,,,Perdoai-lhes Senhor pela mentecapez generalizada!…

  7. Anticapitalista

    …e parece que os feriados que a geringonça repôs, vão voltar a acabar, as 35 horas vão passar a 48, repondo-se as 40 mas passando a trabalhar aos sábados. E, tranquilizem-se, oh pafistas pafiosos ainda ressabiados e com azia, que se estas medidas não constarem já na primeira versão deste OGE, logo surgirão num RECTIFICATIVO, pois a geringonça é useira e vezeira em orçamentos rectificativos!!!!!!
    25 de ABRIL SEMPRE!!!!…fascismo nunca mais!!!!!! seus e suas miseráveis de espírito!!!!!

  8. “Costa admite que sobretaxa do IRS não acabe totalmente em janeiro”
    Já agora, mais semana menos semana que o Costa politico acabe quando terminar essa sobretaxa.

  9. JP-A

    O António Costa que durante a campanha disse que os portugueses iam ficar a saber coisas muito graves será mesmo o mesmo que agora aparece na televisão a rir-se dizendo que os primeiros dias do governo foram muito difíceis porque se ficou a saber coisas que não se sabiam, nomeadamente sobre o Banif? É questão para perguntar de onde terá vindo a notícia da TVI, não?

  10. tina

    Era preciso um milagre para inverter o percurso ascendente de dívida e juros da dívida. Quanto maior a dívida, mais juros cobram, quanto mais juros cobram, maior é a dívida. É este o ciclo vicioso de que DBRS fala. Só agora percebeu a DBRS que a esquerda é um caso perdido.

  11. André Miguel

    “25 de ABRIL SEMPRE!!!!…fascismo nunca mais!!!!!! seus e suas miseráveis de espírito!!!!!”

    ehehehe!!!!

    É ver a geringonça a espernear, berrar e desesperar…. a realidade é uma cena tramada.

  12. Estamos irremediavelmente perdidos como a Grécia, pois não acredito que alguma vez a direita voltará a governar. Agora que os funcionários públicos perceberam que podem ter o ordenado cortado, irão votar sempre na esquerda.
    .
    Agora seremos como os gregos, sempre com governos de esquerda, sempre às turras com a Comissão, sempre a pedir dinheiro, sempre a ameaçar, sempre a ser manhosos e rascas. A nossa dívida continuará a subir e quando estivermos a 200% lembraremos com saudade os tempos em que esteve a 130%. Lembraremos também com saudade os tempos em que houve Pedro Passos Coelho e Maria Luís, que trouxeram a dignidade e a independência de volta a Portugal por um curto período.
    .
    A UE perderá o alento sabendo que tem de carregar povos penduras para sempre. Os alemães votarão para sair da UE e sairão. Só nessa altura os portugueses e os gregos sofrerão as verdadeiras consequência de um endividamento irresponsável. Serão os nossos filhos e netos e pagar pela atual irresponsabilidade da esquerda criminosa, de Mário Draghi e do Banco Central Europeu e dos dirigentes da UE que sabem que só nos endividamos por causa dos juros baixos que nos oferecem. Eles não se ralam porque não passam de meros funcionários públicos, que no fundo desprezam os povos do Sul e até ficarão contentes quando estes aprenderem uma lição. Nós avisámos, é tudo o que dirão.

  13. mariofig

    A direita voltará a governar, Tina. Da mesma forma que tem governado das últimas vezes: Isto é quando a esquerda escangalha este país, o povo vota direita por raiva. E depois lá fica a direita a receber as culpas das medidas que se têm de tomar para resolver o estado em que o PS deixou o pais. Fica então tudo zangado com a direita, que é má e não sei mais o quê, e com a memória bem curta vão votar novamente PS.

    Quando a direita perceber que está a hipotecar o seu futuro aceitando a chantagem da esquerda, e quando a esquerda levar com um safanão porque afinal vão ter que governar em período de austeridade, então talvez o povo de uma vez por todas perceberá quem é que tem sistematicamente destruído este país. E vão finalmente perceber que não é certamente a direita que governou 1/3 dos últimos 20 anos neste país e que tem sido sempre chamada a limpar a porcaria que os governos do PS deixaram.

    Por isso digo: Não a um governo de direita! Simplesmente não! Chega. A esquerda tem de governar e tem de uma vez por todas arcar com as responsabilidades da sua governação. Quando o Costa provocar em breve a crise política para levar o país a eleições e se livrar da geringonça, votem PS! E quando esse PS do Costa nos levar a nova crise, votem PS! Eles que governem em austeridade, porra!

    Os nosso filhos um dia perceberão porque é que tivemos de enterrar o pais desta forma. Porque só assim o povo abriu os olhos e finalmente nos será permitido salvar o país.

  14. André Miguel

    “A esquerda tem de governar e tem de uma vez por todas arcar com as responsabilidades da sua governação”

    Já viu algum politico julgado por crimes de lesa pátria? Já falimos 3 vezes em 35 anos e os responsáveis ainda ganharam tempo de antena nos media.
    O que propõe, apesar da sua boa intenção, é o sonho húmido dos socialistas deste país: serem oficialmente donos disto tudo.
    O problema não está só políticos, está no povo que os elege. Enquanto pensarmos que a nossa responsabilidade acaba depois de largar o papel na urna este país não tem remédio.

  15. “Mas… onde está a direita?”

    A pergunta do Gil só confirma que a maioria dos meios de comunicação são de esquerda e por isso não deixam ouvir a direita. Até os comentadores sociais-democratas todos pertencem à fação anti-PPC e por isso são escolhidos como comentadores.
    .
    Esta pergunta do Gil também explica porque é que o povo português é tão enganado e vota sempre naqueles que mais mal lhe fazem. Enfim, a pergunta do Gil explica o estado da nação.
    .
    Entretanto, no mundo livre da net, a direita impera. Os blogues mais lidos de todos são de direita, o Insurgente e o Blasfémias. Assim como o Observador. A direita em Portugal é contra o status quo, por isso é oprimida e só na net consegue-se fazer ouvida.

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão /  Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão /  Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão /  Alterar )

Connecting to %s

This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.