Acabou a austeridade!

Resumo da entrevista de António Costa ao Público: Mais impostos, menos crescimento, menos investimento, não há aumentos.

8 pensamentos sobre “Acabou a austeridade!

  1. AB

    E acabou. Isto já entra noutro escalão, austeridade não é esta calamidade.
    A ironia fina é que a Geringonça insiste que está tudo bem. Então se está tudo a crescer, para que querem impôr mais impostos?

  2. Efectivamente, a austeridade não acabou !
    Sabiamos bem que não podia acabar …
    Foi uma enorme ilusão e/ou intrugisse ter defendido e prometido o contrario.
    Infelizmente, muitos portugueses ainda não se aperceberam bem disso e parecem acomodados.
    A demagogia e a propaganda até resultam !… (João César das Neves sustenta que a comunicação social foi “captada” pelos funcionários públicos e pensionistas)
    Mas o pior é que a politica até mudou alguma coisa.
    Não muito, “poucochinho”, mas o suficiente e na má direcção.
    Se não tivesse mudado, se tivesse continuado a politica do governo anterior, teriamos na mesma austeridade mas a nossa economia e as nossas finanças estariam um pouco melhor.
    A politica mudou para pior … por exemplo :
    – a fiscalidade e o orçamento voltaram a ser orientados para favorecer mais as classes intermédias “urbanas” em prejuizo das empresas, da poupança, do investimento ;
    – a reforma do Estado (cortes na despesa fixa e no investimento em infra-estruturas ; evolução dos sistemas de previdência, de saude, de educação, etc ; etc), por modesta que tivesse sido, foi interrompida e substituida por meros cortes na despesa com consumos intermédios e no investimento de funcionamento dos serviços públicos ;
    – as reformas estruturais na economia (mercados) foram paradas e, nalguns casos, revertidas (privatizações, legislação laboral, regulamentação do aluguer de casas, regulamentação de novas actividades, etc).
    Ou seja, continuamos com a austeridade mas não aproveitamos para mudar o que deveria ser mudado para podermos sair efectivamente e definitivamente da austeridade !!

  3. Gostei de o ouvir dizer que a intenção é baixar o IVA como o fez na restauração…. desconfio que o prime deve ser sócio de algumas cadeias de restaurantes…. só pode!!!!!!!!!!

  4. É impressionante ver como o IVA da restauração desceu mas os preços não diminuíram ou até aumentaram.

    Mas se calhar “crescimento” é isto: ver preços a crescer.

    Por que crescem os preços da restauração ou não baixam, se o IVA baixou?
    Será porque os comerciantes sabem fazer contas – como profissionais independentes que são – e sabem também que o Costa acabará por nos fazer entrar noutra crise… e que por isso é preciso já arrecadar alguma coisa, porque se avizinham tempos de pobreza? Se calhar…

    Na entrevista o Costa deixa entreaberta uma curiosa ideia: a de que mais crescimento talvez só seja possível aumentando as pessoas. São todos keynesianos. Coitado do Keynes, se visse isto morria logo.

    Quanto a “Aumentos na função pública só em 2018.”, só tenho a dizer isto: até lá perderemos o acesso ao financiamento nas praças internacionais. É como 2 + 2 serem 4. Depois só há dinheiro em caixa para pagar mais 6 meses aos funcionários públicos. Onde é que já vi este filme? Sei que foi em 2011, mas tirando isso a minha memória está muito apagada, LOL…

  5. Pingback: António Costa anuncia ainda mais impostos – O Insurgente

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão /  Alterar )

Google photo

Está a comentar usando a sua conta Google Terminar Sessão /  Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão /  Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão /  Alterar )

Connecting to %s

This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.