Contos infantis para bloquistas – A cigarra e a formiga

mosca-e-formigaNum reino não muito distante havia uma cigarra e uma formiga. Chegado o Verão, a formiga desatou a trabalhar mais do que 35 horas por semana. Sempre a carregar migalhas dia e noite. Enquanto a parola self-made-bug da formiga trabalhava, a muito culta cigarra expressava-se artisticamente, mantendo viva a cultura do país. Chegado o Inverno, a cigarra, vendo-se sem comida, foi bater à porta da formiga:

– Oh formiga, não tens aí uma migalha?
– O que é que fizeste o Verão todo enquanto eu trabalhava?
– A culpa não foi minha. O Mundo mudou. Ninguém esperava que chegasse o Inverno. Para além disso, eu sou uma representante da cultura. Se não me deres as tuas migalhas, eu vou cantar para o Brasil e nunca mais volto.
– Então, faz boa viagem – disse a formiga

Passado um dia, a cigarra regressa, desta vez com a Mariana Mortágua.

– Oh formiga, passa lá metade do que acumulaste que isto é uma democracia e eu ganhei as eleições. Para além disso, este teu ninho apanha sol por todos os lados e não te vejo a pagar o que devias.

A formiga não teve outra opção e lá deu aquilo que tinha acumulado. No Verão seguinte foi apanhar migalhas para a Holanda e nunca mais voltou. A cigarra bem bateu à porta da formiga, mas ninguém atendeu. Sem outra hipótese de sobrevivência, vestiu uma mini-saia e foi ganhar a vida para um bar de gafanhotos. No final do mês lá veio a Mariana Mortágua sacar-lhe metade do que tinha ganho: “Agora que a formiga se foi embora, tens que ser tu a pagar.”.

A cigarra aprendeu a sua lição. Chegado o Verão, foi também para a Holanda. Arranjou um emprego na empresa da formiga e viveram felizes para sempre.

21 pensamentos sobre “Contos infantis para bloquistas – A cigarra e a formiga

  1. Francisco

    Muito bom!
    “O Mundo mudou. Ninguém esperava que chegasse o Inverno.” Faz lembrar o pseudo-espanto pelas exportações para Angola terem diminuído: ninguém contava, coitadinhos, era tão difícil de prever que com o preço do petróleo a cair os Angolanos nao importassem ainda mais, eles que têm uma exposicao ao petróleo tao insignificante 😦

  2. FÁBULA-TANGA DA SEMANA.
    Ponham os olhos na Alemanha, terra das formigas trabalhadeiras, terra doa VW poluentes, e dos Bancos tóxicos… enfim, a apologia dos aldrabões e trapaceiros.

    Diz o roto ao nu, porque não te vestes tu?

  3. É sempre bom perceber o ponto de vista dos outros, mesmo qdo não se concorda com ele. Do ponto de vista da esquerda, nem todas as formigas trabalharam para as migalhas que têm, e outras que trabalharam tinham á sua disposição meios que poucas cigarras tinham. Para além disso muitas cigarras trabalharam toda a vida e nem por isso conseguiram acumular muitas migalhas. Estes casos existem, e isso é um facto. Tal como é um facto que existem casos como os descritos no conto.

    É por isso que nem bloquistas nem os autores do insurgente estão completamente certos nem completamente errados. Não existem respostas certas. Existem respostas menos erradas, existem compromissos, existem equilíbrios muito difíceis de determinar.

    Tenho em crer que existem tantos socialistas como capitalistas bem intencionados. Todos querem o bem comum, só discordam da forma de lá chegar. E sendo assim porque não tentarmos lá chegar em conjunto, reconhendo a validade de ambos os pontos de vista e olhando para os dados procurar o equilíbrio certo entre os dois?

  4. Manuel Manteigas

    RDCLOPES escreveste muito bem. Foste muito sensato, nota-se que és uma pessoa muito inteligente, muito sabedora, com uma capacidade enorme de se pôr na cabeça dos outros e concluir que é muito fácil achar que os outros estão completamente errados, e nós completamente certos. Contudo há uma coisa que não sou a favor no que fica implícito da tua opinião. Que é o de haver uma simetria absoluta no pensamento de esquerda e de direita. Na minha opinião, e de uma forma um pouco bruta, a ideologia de esquerda é inferior porque é menos complexa. As relações comerciais entre humanos, são uma enorme teia de gostos, vontades, disposições, obrigações, opiniões e numa sociedade que viva num sistema capitalista, estes factores têm uma consideração natural muito maior.

  5. André Miguel

    RDCLOPES, se queres tentar viver com um sistema que quer saber da tua vida e mete as mãos nos teus bolsos, para ajudar o bem comum, isso é lá contigo. Eu dispenso, obrigado.
    O teu raciocínio faz parte do problema e não da solução, e tem sido usado pelos socialistas em seu proveito.

  6. Luís Lavoura

    A propósito de trabalhar na Holanda, o Carlos saberá que, na Holanda, vigora o regime de todos os anos os bancos dizerem ao fisco quanto é que um cidadão tem neles. Pior: o fisco cobra impostos de 1,2% ao ano sobre esses valores, incependentemente dos rendimentos (juros, dividendos) que o cidadão tenha obtido deles. O fisco presume que o dinheiro está a render 4% ao ano e cobra um imposto de 30% (superior aos nossos 28%!!!) sobre esses 4%.
    A Holanda não é o paraíso que o Carlos presume…

  7. RDCLOPES : “[] Socialistas como capitalistas (…) querem o bem comum, só discordam da forma de lá chegar. E sendo assim porque não tentarmos lá chegar em conjunto, reconhendo a validade de ambos os pontos de vista e olhando para os dados procurar o equilíbrio certo entre os dois?”

    O “equilibrio” hoje implica liberalizar mais uma economia que está demasiado estatizada !!

    NOTA : “Socialistas” e “capitalistas” são categorias de pessoas em planos distintos. Um “socialista” adere a uma ideologia e promove uma politica, grosso modo favoráveis e uma forte intervenção do Estado na economia. Um “capitalista” é um agente économico, detentor e investidor de capital, independentemente de qual possa ser a sua ideologia e opção politica. Há “capitalistas” (agentes económicos) que são também “socialistas” (opção ideológica e politica). Em rigor, a categoria que se opõe ao “socialismo” como ideologia e opção politica é o “liberalismo”, a defesa de uma sociedade com mais liberdade (em particular na economia).

  8. JP-A

    Outra fascinante peça literária, intitulada “Quero sim, mas assim assim mais ou menos, na medida do possível e não mais do que isso”:

    «Não me parecem necessários nem desejáveis, aumentos nas taxas dos principais impostos, nem no IMI, mas também não há condições para as descer. Apenas defendo ligeiros ajustamentos.»
    (Trigo Pereira)

    Como dizem os brasileiros, “dançou”.

  9. LUIS LAVOURA : “A Holanda não é o paraíso que o Carlos presume…”

    Não é um “paraiso” mas tem uma fiscalidade que é globalmente mais favorável para os investidores e para as empresas.
    Certamente que os investidores e as empresas são atraidos para paises como a Holanda também por outros factores favoráveis para além da fiscalidade.
    Mas é precisamente por Portugal não estar ao mesmo nivel no que se refere a esses outros factores que é desejável que, enquanto não for o caso, tenha também uma fiscalidade que seja globalmente tão ou mais atraente para investidores e empresas.
    Acresce que, estando mais atrasado e com muito mais necessidade de capital e investimento, Portugal tem de fazer ainda mais e melhor do que fazem paises como a Holanda.
    Na situação em que está hoje, Portugal tem tudo a ganhar em aparecer como um “paraiso” para os investidores e empresas !

  10. A moral prática “mortáguiana” que defende o MANOLOHEREDIA, em modo internacional, é : para quê trabalhar mais [em Portugal] se podemos antes ” ir buscar dinheiro a quem [Alemanha] está a acumular dinheiro” !!

    Mas, atenção, na fábula original a cigarra acaba por morrer de frio e fome !….

  11. JC

    Falta concluir a historia…

    “A cigarra aprendeu a sua lição. Chegado o Verão, foi também para a Holanda. Arranjou um emprego na empresa da formiga e viveram felizes para sempre.

    Então, nesse ano, a Mariana Mortágua, sem outra hipótese de sobrevivência, vestiu uma mini-saia e foi ganhar a vida para um bar de estivadores junto ao Porto de Lisboa.”

  12. A.R

    O Manolito falta-te a memória

    Lindo lindo era a alemanha de leste: terra poluída, carros poluidores como chamines, agua poluida, ar poluido, miséria na saúde (a esperança de vida era 3 anos inferior à RFA, trabalhadores sem direitos, etc

  13. > “Tenho em crer que existem tantos socialistas como capitalistas bem intencionados”.

    O Povo – que não a Massa – é mais Sábio: «De boas intenções, está o Inferno cheio!»

    A propósito: sabe a diferença entre Livre Iniciativa e Iniciativa Privada? «É impossível haver livre iniciativa se o “livre” é uma mera abstração e a iniciativa privada opera sob proteção anti-concorrencial». «Toda a livre iniciativa é privada, mas nem toda a iniciativa privada opera em ambiente de livre iniciativa».

    Essa a razão porque muitos Capitalistas são – efectivamente – Socialistas…

    P.e.: O Papá Mortágua no ‘Verão Quente’ ocupou latifúndios (para ajudar os trabalhadores, dizia ele…). Agora é um latifundiário no Alentejo… Mais um Capitalista/Socialista… Como na Venezuela: “A herança deixada pelo caudilho Hugo Chávez, é calculada em US$ 2 bilhões de dólares”…

  14. KUBO : “Essa a razão porque muitos Capitalistas são – efectivamente – Socialistas…”

    Exactamente …
    Na verdade, os “socialistas” de hoje já não são verdadeiramente “anti-capitalistas” (se é que alguma vez o foram).
    Nems sequer os do BE ou do PCP.
    Quando muito são a favor de um “capitalismo de Estado”.
    Mas já nem sequer é o de um Estado “capitalista” mas sim de um Estado ao serviço de uma nomenklatura “capitalista”.
    O discurso “anti-capitalista” é apenas uma postura de comunicação e marketing : para se diferenciarem no mercado politico ; para conquistarem apoio em sectores “populares” ; para melhor camuflarem a utilização do Estado na defesa dos interêsses proprios e das suas clientelas politicas.
    É, ao fim e ao cabo, uma impostura !!

  15. Pingback: 19.000 – O Insurgente

  16. A cigarra, com o tempo, tornou-se uma estrela rock. Anda de Ferrari e tem uma vida muito melhor que a formiga que nunca passou da muito pequenina burguesia ignorante e inculta que vota no Coelho :-p

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão /  Alterar )

Google photo

Está a comentar usando a sua conta Google Terminar Sessão /  Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão /  Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão /  Alterar )

Connecting to %s

This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.