Rumores maliciosos sobre Passos Coelho

Depois de ler a notícia sobre a possibilidade de Passos Coelho ir apresentar o livro de José António Saraiva, fiquei com curiosidade de o ler. De certeza que não poderia ser tão mau quanto dizem. Depois de um par de horas na FNAC, posso concluir que estava enganado: o livro é bastante pior do que pensei.
Para ser justo, 95% do livro não diz absolutamente nada. É simplesmente entediante. Tem, por exemplo, uma página inteira dedicada à história de como uma pessoa qualquer entrou no gabinete do ministro Medina Carreira enquanto este apanhava uma injecção, e lhe viu o rabo. Para entenderem o tédio que é o livro, esta é a história mais interessante entre aquelas que podem ser verificadas por testemunhos vivos. Mas depois há uma outra parte do livro que resulta exclusivamente de testemunhos de pessoas que já morreram. Toda esta parte é simplesmente nojenta. Sendo o resultado de testemunhos em segunda mão (que o próprio autor não pode confirmar) de pessoas que já morreram (que não podem desmenti-los), é particularmente covarde. O livro parte de rumores de tasca, atribui a sua confirmação a conversas privadas com pessoas que já morreram e chama a isso “revelações”. Fiquei com a ideia que muitas “revelações” serão simplesmente mentiras escritas para humilhar os alvos e vender mais uns livros. Em baixo podem ver o teor de uma dessas “revelações”:

nojo1

Dei o meu tempo como perdido. Nem o livro é interessante, nem Passos certamente o irá apresentar. Do que se conhece da sua imagem pública, Passos nunca se associaria a um livro que, pela boca de testemunhos já falecidos, fala dos desejos privados do seu antigo colega de coligação ou da cobiça que um ex-líder do PSD tinha pela mulher de outro. Podem-se fazer muitas críticas a Passos Coelho, mas nem no imaginário da esquerda radical, Passos Coelho tem o tipo de carácter que leva alguém a querer associar-se a este tipo de esgoto “literário”. Suspeito que a notícia de que irá apresentar o livro será mais uma a ser desmentida em breve.

17 pensamentos sobre “Rumores maliciosos sobre Passos Coelho

  1. Obrigado, Carlos. Prestou um serviço público.

    Nunca este anunciado livro do JAS me suscitou interesse porque tive a ideia de que seria exactamente como o Carlos o descreve no post.

    Nunca fui grande apreciador do JAS embora ele tivesse, algumas vezes, escrito excelentes artigos (creio que terão sido a excepção na mediania que o caracteriza). Pelos vistos vai marcar a aposentadoria dele com um nível rasteiro.

  2. Dervich

    Se o que está no post tiver relação com o que que disse o MiguelMadeira, então, pelo menos neste caso, não é verdade que o testemunho “resulte exclusivamente de testemunhos de pessoas que já morreram”.

  3. Até que enfim uma óptima propaganda a este livro. Creio que quase toda a gente, após ler este comentário vai a correr para a Fnac adquirir-lo.
    Já agora o caro comentador poderia entrar no sítio da Chiado Editora e comprar a minha obra prima: A História da Companhia de Artilharia 2516 – Os Artilheiros do Maiombe? Vá lá…. são só 14 Euritos e enviam de borla para casa.
    Obrigado,
    (Pedido extensivo a todos os comentadores)

  4. Filipe

    Isto não é mais que sacar dinheiro para a reforma, JAS é muito inteligente, sabe bem como ganhar dinheiro, aposto que vai ser Best-Seller.

    Para quem não tem direito asubvenção vitalicia nem reforma da CGA, fazer pela vida é mérito. Nem que seja desta forma, acumulou armas durante a vida, agora usou a leveza, esperem 2 anitos e vem ai outro.

  5. Concordo, e subscrevo, toda a indignação em torno do livro de José António Saraiva. Considero o direito à intimidade como um dos valores civilizacionais fundamentais do qual não devemos abdicar e ainda menos sob pretextos fúteis.
    No entanto vejo que algumas pessoas da esquerda bem-pensante que agora “rasgam as vestes”, e bem, contra o livro de JAS aplaudiram, ou passaram ao lado, de outra publicação com uma lógica não muito diferente (Homossexuais no Estado Novo). Apenas vi o blog Malomil insurgir-se contra tal publicação.

    Também as insinuações de Ana Gomes face a Paulo Portas não mereceram dessas pessoas a revolta condizente.

    Há indignações muito selectivas.

    http://malomil.blogspot.pt/2011/12/desde-1988-comunidade-lgbt-norte.html

  6. Filipe

    MIGUEL ALÇADA BAPTISTA,

    Estive a ler o link que deixou, não posso confirmar quase nada, porque as pessoas estão defuntas, mas mesmo que estivessem vivas, qual o interesse da bisbilhotce?

    Eu digo, dinheiro, nada mais, e acho bem. Só compra quem quer.

  7. FILIPE,

    Estamos de acordo que a bisbilhotice não tem interesse.

    O link que deixei foi apenas para mostrar que andar a esgravatar na intimidade dos outros, infelizmente, não é inédito.

    Só não concordo com o “só compra quem quer” pois não se trata de uma questão de mercado mas sim de uma questão de dignidade de cada pessoa que é exposta à sua revelia.

  8. Parabéns ao JAS e ao PPC pela presença á luz natural sem fazer contas viciadas, valha o que valer o livro. Essa coisa do politicamente correto tão acautelado por duradouros impostores profissionais vê-se no que tem dado. É só máscaras caídas a entornar para a sarjeta.

  9. Já lá vai o tempo em que o Mário Soares mandava proibir livros que o incomodavam e o punham em causa. Deixem vir o livro. Não faço ideia se é bom ou mau, ou se trata de coscuvilhice ou da vida privada. Mas se for isso, já estamos habituados. A politica portuguesa e o combate da esquerda sempre passou por denegrir a vida privada dos políticos ( Sá Carneiro divorciado, Freitas do Amaral acusado de despedir no ultimo dia da campanha às presidenciais, Cavaco Silva de Boliqueime, Paulo Portas e a sua sexualidade, etc). Gritar agora como uma virgem ofendida, quando se conviveu nos últimos 40 anos com este tipo de coisas é descabido.

  10. Carlos, o Passos vai mesmo apresentar o livro. Agora vai ter de fazer um spin de escrita muito criativa, para justificar a coisa, um flic flac à retaguarda, com triplo mortal, com dez pontos de pontuação. Chamar-me geringonço ou simplesmente ficar piamente em silêncio, também serve.

  11. Carlos Guimarães Pinto

    rififi, eu sugiro-lhe que releia o texto. Se mantiver a mesma opinião, releia-o novamente até o entender. Tente, acima de tudo, ler as entrelinhas. Se não conseguir entender depois de o fazer, já não me cabe a mim tentar. Eu posso escrever o texto e sugerir que o releia, mas não o posso obrigar a entendê-lo.

  12. Pingback: Rumores maliciosos sobre Passos Coelho (2) – O Insurgente

  13. Anticapitalista

    E o autor desta “coisa”, que dizem ter mais de 400 páginas de bosta, é um primata (mal formado) de esquerda ou de direita???
    Curiosamente aqui nenhum pafista se assume, mas olha se fosse o Saramago???!!!???!!!…
    Mas se o ilustre vidente de Massamá foi convidado e aceitou apresentar o “monte de bosta”, cheira-me a “doces frutos” de um capitalismo em decadência (também na cultura) que autor e apresentador são meros representantes, se bem que se coloquem ao nível do lumpen direitista!
    MISERÁVEIS!….ao nível a que a direita lusa desceu!…

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão /  Alterar )

Google photo

Está a comentar usando a sua conta Google Terminar Sessão /  Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão /  Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão /  Alterar )

Connecting to %s

This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.