… e porque é que em Agosto colapsou?

O mesmo especialista analisa agora o mês de Agosto:

O modo como o povo escolhe os seus líderes/opressores é deveras curioso.

11 pensamentos sobre “… e porque é que em Agosto colapsou?

  1. Não vi os vídeos (não tenho grande paciência para ver vídeos, que normalmente demoram 5 minutos a dizer algo que poderia ser lido num minuto se tivesse num texto escrito), mas parece-me que nas sondagens dos últimos dias está a recuperar.

  2. Ricardo Campelo de Magalhães:

    Talvez seja porque a sondagens chegam a contar com cerca de 35% de democrápulas e 40% de independentes quando a distribuição natural seja cerca de 1/3 para cada um dos campos.

    Lembra-me os «empates técnicos» à portuguesa de 41-29.

  3. Anticapitalista

    Miséria miserável!…
    Ao que a direita se sujeita!…
    Aliás, a lusa se desmascarou com o aval que deu a estadistas com o nível do “sr. Silva” e do “enfent terrible” das Docas, agora transformado em vidente de Massamá!…
    Qualquer portuga sério e honesto se sente envergonhado ter que se sujeitar a ser concidadão desta seita, agora reclamando-se [através de alguns dos escribas arautos da pequena-burguesia, em franco declínio, e que por aqui evacuam e se masturbam intelectualmente obtendo imensos “gosto”] da “democracia liberal”, e que, desbocadamente, escrevem, em jeito de sementeira que espalham por aqui, como pelo O Observador e outros leitos também despidos de vergonha e pudor intelectual por onde vai correndo e se deleita o capitalismo em crise!!!
    Perdoai-lhes Senhor…..
    Emagine-se que já nem o ex-(comentador, cata-vento), agora eleito PR com uma das maiores votações, escapa a estes algozes vampirescos!…
    Coitados, que tanto xanax terão engolir ainda!…

  4. Anti-Capitalista,

    Lembro-lhe que campos de extermínio ou colónias de trabalho ou falta de papel higiénico ou holomogores ou bio-caixões de cartão ou ovos a 18 dólares não acontecem em países com economia de mercado ou sem um qualquer socialista — nacional ou internacional — no nome da ideologia reinante.

    Não se preocupe com o senhor de Massamá. Ele pode não ter jeito para propalar os seu méritos e — temo, eu — nem em aprender com a sua falta de acção para diminuir o Estado. Nos próximos tempos, no entanto, a economia fará as suas lutas e dar-lhe-á a razão, cuja a nossa merdiocracia marchista se recusa a aquiescer.

    Quando o capitalismo — seja o que isso for — entra em crise, alguém morre de fome. Quando o socialismo — isso sabemos bem o que é — entra em crise, milhares morrem de fome e milhões são presos. Dispute isto ou deixe defazer afirmações genéricas e, na sua maioria, assertivas de um desarranjo mental seu que se curaria com umas férias estendida em Cuba ou na Venezuela.

  5. Isto acontecia na República Democrática do Congo quando eu lá estive, quando o Josepha Kabila tinha 200.000 votos numa localidade de 100.000 habitantes.

    Oops, enganei-me na imagem. Este é da Florida, nos Estados Unidos, em 2012. (Imaginem quem ganhou o condado.)

    Isto repetiu-se no Colorado, em Ohio, na Califórnia, etc. E outras imagens provam-no.

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão /  Alterar )

Google photo

Está a comentar usando a sua conta Google Terminar Sessão /  Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão /  Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão /  Alterar )

Connecting to %s

This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.