Aniversário do Plano Macroeconómico do PS

Celebra-se por estes dias o 1º aniversário do plano Macroeconómico detalhado que o PS apresentou a eleições. O plano foi louvado pela imprensa e muitos comentadores como algo inovador, como a demonstração da preparação técnica do PS para governar. Os leitores mais frequentes do blog lembrar-se-ão que, por inúmeras vezes, pedimos aqui que fosse disponibilizado o modelo que deu origem ao plano, sempre sem sorte. Na altura, coloquei aqui em causa se os pressupostos e resultados eram realistas. Passado quase 1 ano da sua apresentação, podemos hoje verificar como está a correr a implementação desse plano.

Nos gráficos abaixo podem ver na primeira coluna aquilo que os economistas do PS previam que iria acontecer em 2016 se o PS fosse governo. Na segunda coluna, aquilo que os economistas do PS previam que iria acontecer em 2016 se o PSD/CDS se mantivessem no poder. Na terceira coluna, podem ver o que está realmente a acontecer até ao final do 2º semestre.

cente1

cente2

cente3

Os gráficos falam por si: Os números homólogos indicam que temos um terço do crescimento, um terço do emprego criado e um crescimento da dívida pública em vez da pevista queda. Não só a economia está bastante pior do que o plano original do PS, como está bem pior do que o PS previa que iria estar se PSD/CDS fossem governo. Reparem que isto não são números do PSD ou do CDS. São os próprios números do PS que dizem que a economia estaria melhor se eles não tivessem sido governo. Veremos se os próximos 6 meses reverterão a situação. Cá estaremos para acompanhar.

Para além de Mário Centeno, estiveram envolvidos na elaboração desse plano as seguintes pessoas:

Vítor Escária
Fernando Rocha Andrade
Francisca Guedes de Oliveira
João Nuno Mendes
João Leão
Manuel Caldeira Cabral
Paulo Trigo Pereira
João Galamba
José Vieira da Silva
Elisa Ferreira
Sérgio Ávila

Anúncios

17 pensamentos sobre “Aniversário do Plano Macroeconómico do PS

  1. Uma dúzia de super asnus.
    Centeno continua com um sorriso cada vez mais amarelo
    Costa com um sorriso cada vez mais alarve
    Os eleitores vão pagar caro esses sorrisos.
    Mesmo sendo verdade que não votaram neste PS.
    A verdade +e que 3 partidos derrotados em eleições dirigem (mal) o País

  2. André Miguel

    Só um louco acredita que o mesmo comportamento atinge resultados diferentes. O socialismo é portanto a ideologia dos loucos e os portugueses um bando de loucos pois votam nestas tretas.

  3. Luís FA,

    Não fazer mal não significa necessariamente fazer bem. Nisto concordamos Mas, ao menos, não sofremos por causa do que não fez mal. Poderíamos quando muito estar um bocado muitíssimo melhor se ele fizesse bem.

    Comparar o Passos a Costa é comparar uma aspirina a polónio 210 na cura do cancro. A Aspirina, Passos, pouco faz mas alivia a dor. O Polónio, enfim!, cura o cancro e qualquer doença através da morte do idiota que o toma.

  4. Anticapitalista

    Pois, e o estúpido do povinho votante, segundo as sondagens progressivamente vêm evidenciando, ao que tendencialmente parece estar a verificar-se, vai dar a vitória nas próximas legislativas ao partido dito socialista (na verdade, um genuíno social-democrata, logo pró-capitalismo), o mesmo que continua a ser chefiado pelo António Costa, o tal que nas muitas evacuações pafistas por aqui sempre larga e descabeladamente propagandeadas, não passa de um qualquer “tó tó” politicamente falando (longe, mas muitíssimo longe mesmo desse “enorme estadista” que gira (já visivelmente cansado) sob a designação de Pedro Passos Coelho, por enquanto ainda líder do PPD/PSD), mas que, na verdade pura e dura, será, porventura, o político menor preparado dos da sua geração, ou não tivesse o currículo que todos (excepto os que não querem ver, os tais considerados pelo adágio popular de “os maiores cegos”) lhe devemos reconhecer, não obstante ele, o referido AC, ter que se apresentar como o continuador do “legado deixado por Mário Soares e Jorge Sampaio”. Ossos do ofício, enfim, mas que JAMAIS lhe retiram a larga experiência política que averbar no seu currículo, quer os pafistas gostem quer não gostam.
    Porém, caros “ainda ressabiados pafistas”, não esqueçam que legislativas em Portugal, só lá para 2019 e, ao que tudo indica, sem o referido “enorme estadista” à frente da “nau PPD/PSD”!… atente-se na autêntica geringonça em que vive internamente a dita nau!….

  5. Ricciardi

    1)O que está no OE é um crescimento de 1,8%.
    2) As previsões doutras instituições por altura da elaboração do OE era dum crescimento de 1,6%.
    3) O deflator do PIB parece estar acima do que ocorreu em 2015. Uns 0,6% acima. O que significa que o crescimento do PIB nominal é superior a 3%.
    4) Sendo o pib nominal (que é aquele que interessa) superior a 3% não vejo razões para que as metas do defice não sejam cumpridas.
    5) Provavelmente vamos ter um defice a um nível que não há memória de ter visto. Abaixo do défice que ocorreu em 2007 (ou 2008 não sei bem) que foi de 2,9% dum governo daquele cujo nome shall not be spoken aqui.
    .
    Rb

  6. tina

    Os socialistas são como os alunos mais burros da aula. Que se pode esperar dos alunos mais burros da aula a governarem um país?

  7. Francisco Lx

    O Passos é um triste. Como foi possível depois de tanto esforço ninguém lhe oferecer um tacho qualquer como aconteceu com a Maria Luís e o Portas. Ou o homem é mesmo fraco ou têm fé de ainda poder contar com ele para acabar o trabalho.

  8. Pingback: Mas, Mas… Onde Está o Crescimento Prometido Pela Geringonça? – O Insurgente

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão /  Alterar )

Google photo

Está a comentar usando a sua conta Google Terminar Sessão /  Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão /  Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão /  Alterar )

Connecting to %s

This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.