Mentirómetro: análise a João Galamba

Ontem em discussão com o deputado ex-deputado Luis Menezes, João Galamba escreveu o seguinte:

Screen Shot 2016-08-11 at 10.35.56 AM

Vemos aqui dois argumentos:

1. Há um ano o número de ocupados em programas do IEFP estava a aumentar
2. A população activa está a aumentar este ano e estava a cair no ano passado

Olhemos então para os números para testar se João Galamba diz a verdade.

1. Número de ocupados

Podemos começar pelos número de ocupados em programas do IEFP que o João Galamba diz que estavam a “disparar”. Em baixo podem ver a evolução do número de ocupados em 2015 por esta altura:

Ocupados1
(Fonte: IEFP, dados originais aqui)

Dificilmente alguém olha para este gráfico e diz que o número de ocupados estava a “disparar” em 2015. Qualquer pessoa sensata usaria mais facilmente o verbo “descer”. No entanto, João Galamba não refere em relação a que período de tempo é que o número de ocupados estava a “disparar”. Vamos então dar o benefício da dúvida a João Galamba e olhar para a mesma evolução mas em relação ao mês anterior (variação em cadeia) e ao mesmo mês do ano anterior (variação homóloga). Analisemos a evolução do número de ocupados em Julho de 2015 em relação a 3 pontos distintos de tempo:

Ocupados2
(Fonte: IEFP, dados originais aqui)

Em qualquer período de referência, o número de ocupados estava a descer. De “descer” a “disparar” vai a distância de uma enorme mentira.

2. População activa

João Galamba diz que a população activa está a aumentar este ano e não estava no ano passado. Mais uma vez João Galamba não diz em relação a que período de tempo a população activa sobe este ano quando caía no ano passado. Dando novamente o benefício da dúvida, vou analisar aqui a evolução da população activa em relação a 3 pontos de referência: o trimestre anterior, o princípio do ano e o mesmo trimestre do ano anterior:

activa
(Fonte: INE, dados originais aqui)

Se João Galamba se referia ao trimestre anterior, então disse uma meia verdade: a população activa está mesmo a crescer. Mas no ano passado por esta altura também cresceu, e até um pouco mais. Pelo que “e a população activa caía; agora aumenta” é falso. Ainda mais falso se olharmos para o que aconteceu desde que o governo tomou posse. Desde o princípio do ano a população activa caiu em Portugal. No mesmo período do ano passado tinha subido. Exactamente o oposto do que afirma João Galamba. Mais uma enorme mentira.

10 pensamentos sobre “Mentirómetro: análise a João Galamba

  1. Rui Ferreira

    Anda este senhor a fazer-se ao bife para ser Ministro das Finanças… Depois não de esqueçam de culpar a Alemanha.

  2. Baptista da Silva

    Mas o que o Galamba diz é para ser levado a sério? Cada vez que fala ou escreve, parece que entra na 5ª Dimensão, numa realidade só dele.

  3. Que esse senhor manipula a verdade,já todos que gostam de ver com olhos de ver sabem! Aliás,não tivesse sido contratado pelo engº Sócrates para fazer comunicação de campanha. Ele sabe-a toda! Continua a ser arrogante quando argumenta porque nenhuma pessoa que debata com ele (quer seja na hora,quer seja num seguinte) o desmascara desta forma e mostra aos portugueses,de forma simples e gráfica, como ele mente e altera a realidade.Mas desmascarar de forma veemente e dura…para ele,de uma vez por todas,começar a perder o pio. Senão, começa a fazer escola e depois a política fica ainda mais pejada de figurinhas como esta! Muito bom trabalho de análise!Parabéns!

  4. Ricciardi

    A realidade não é que há um ano os programas de iefp disparavam. A realidade é que dispararam antes, quando as asneiras cometidas por subestimação dos efeitos de políticas economicamente erradas levou a taxa de desemprego aos 17,5%.
    .
    E mais não foi/é devido ao efeito emigração.
    .
    Rb

  5. Nuno

    O que eu acho mais engraçado no meio disto é descobrir que, para socialisfas, programas activos de emprego passaram a ser uma coisa má.

  6. Nuno

    Uma proposta: criar um mentirómetro em permanência para todas as declarações do João Galamba. Laborioso, verdade, mas se ajudar a divulgar a falta de credibilidade deste cientista do Keynesianismo, tratar-se-ia, isso sim, de verdadeiro serviço público.

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão /  Alterar )

Google photo

Está a comentar usando a sua conta Google Terminar Sessão /  Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão /  Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão /  Alterar )

Connecting to %s

This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.