Efabulação Orçamental

Complementando a análise do Ricardo aqui, fica o gráfico do Negócios com dados da DGO sobre a evolução dos pagamentos em atraso. Como se vê quer no total quer especificamente no sector da Saúde as boas prácticas socráticas estão de volta. Os dados da execução, esses, ficam logo com outro ar.

17 pensamentos sobre “Efabulação Orçamental

  1. Ricciardi

    A conclusão que se tira da leitura do gráfico é que os pagamentos em atraso diminuíram 400 milhões de maio de 2015 para maio de 2016.
    .
    Rb

  2. Ricciardi

    Bom olhando o gráfico da direita para a esquerda a linha em barras azul sobe. A efabulacao orçamental cresce, portanto.
    .
    Começar a análise no mês que mais convém , ao sabor do calendário eleitoral, é efabulacao maior porque desconsidera o calendário cíclico e programado dos pagamentos que o estado faz. Em suma devemos comparar mês dum ano com mês equivalente do outro.
    .
    A coisa mais intrigante, porém, é a linha vermelha. A dos hospitais-empresa. O que estará por tras disto?
    .
    Rb

  3. Bruno

    Gosto muito deste blog mas infelizmente este gráfico está muito martelado. Nos meus tempos de faculdade levei na cabeça por fazer gráficos destes. Não começa no zero, as escalas da direita e da esquerda têm proporções diferentes quando a unidade é a mesma e há a questão da sazonalidade como já foi referido.

  4. Bruno

    Sim, os números mostram a tendência, é verdade. Não o nego. Mas não gosto de gráficos forçados.

  5. JP-A

    “Não brinquem com os números, respeitem as pessoas”
    (António Costa/PS)

    “Acuse os adversários do que você faz, chame-os do que você é”
    (Lenin)

  6. Filipe

    Eu tenho memória, em 2011, além de não haver dinheiro no estado, não havia nos Bancos, já não havia nada parra sugar.

    Quando se varreu as dividas, foi uma loucura, só nos transportes vinham 18 mil milhões, nada chegou para nada.

    Culpo o PSD/PP por não terem reformado o estado e principalmente as reformas/pensões/subsidios.

    Que o tivessem feito e agora podiam voltar ao assunto, limitar reformas a 3000 euros é fácil, faça-se.

  7. Filipe,

    «limitar reformas a 3000 euros é fácil, faça-se.»

    Limite as pensões de trezentos euros de dois milhões de pés-descalços e terá um incómodo passageiro. Limite as pensões de três mil euros de cem mil ex-desfuncionais com acesso aos mérdia e nunca mais se livra dos problemas que isso causa.

    C’est la vie, mon cher!

  8. JP-A,

    Ainda para mais, o tipo que está no cartaz nem era emigrante. Era funcionário de uma junta de freguesia, por sinal PeiÉsse.

    Virá em um semestre o dia em que chamadas para o inferno terão tarifa local.

  9. André Miguel

    Filipe, axa mesmo que é fácil?! Ainda não percebeu que este regime assenta nas regalias dos actuais e ex-funcionários públicos. Jamais este país será reformado, depois de abraçar o socialismo o caminho para a servidão é irreversivel. O remedio: sabe quem é John Galt?

  10. Fernand Personne

    “Jamais este país será reformado, depois de abraçar o socialismo o caminho para a servidão é irreversivel.”

    Até está escrito na Constituição: o futuro é o socialismo!

  11. Lembra-me uma ANEDOTA SOVIÉTICA:

    — Pai, o que vai acontecer quando chegarmos ao comunismo?

    — Filho, no comunismo as necessidades de todos os homens serão satisfeitas.

    — E quando não houver carne no talho?

    — Nesse dia afixar-se-á um cartaz a dizer: «Ninguém necessita de carne hoje.»

    OUTRA:

    P: O que é que tem 150 metros e come batatas?
    R: A fila para comprar carne.

  12. lucklucky

    “Nos meus tempos de faculdade levei na cabeça por fazer gráficos destes. Não começa no zero, as escalas da direita e da esquerda têm proporções diferentes quando a unidade é a mesma e há a questão da sazonalidade como já foi referido.”

    Precisamente.

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão /  Alterar )

Google photo

Está a comentar usando a sua conta Google Terminar Sessão /  Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão /  Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão /  Alterar )

Connecting to %s

This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.