Aproximações

Acabo de ouvir na RTP que o Governo pretende “aproximar a Caixa Geral de Depósitos dos bancos privados”. Sugiro que a privatizem.

7 pensamentos sobre “Aproximações

  1. Eu já defendo isso há muitos anos. A CGD, tal como a puseram, deve ser privatizada.
    O Estado deve ter uma Caixa de Aforro e um Banco Banco de Investimento. Essa Caixa teria a enorme vantagem de ser Estatal, logo pode pagar juros mais baixos aos seus depositantes, que já beneficiam dessa importante garantia. E financiar o Estado, nas melhores condições.
    O Banco de Fomento, deveria financiar os grandes investimentos, públicos ou não, julgados importantes para o desenvolvimento do País. Fora isso, não deveria entrar em concorrência agressiva, como a CGD está a fazer há anos. Estupidamente, a meu ver.

  2. Rogerio Alves

    Quanto à proposta do Tiro ao Alvo, concordo com a primeira parte, mas dispenso a segunda. Se o Estado se quer financiar em boas condições que seja merecedor delas, por ser financeiramente disciplinado. Abébias é o que Estado português tem tido, desde que me lembro.

  3. Pois eu não concordo com nada disso do estado ter um banco.
    Lembro que em situação de dificuldade de financiamento do estado nos mercados, o banco do estado pode ser “obrigado” a ser ele a financiá-lo. Nesse caso teríamos mais do mesmo, o banco com reservas insuficientes para o montante de crédito fornecido e mais um assalto aos meus bolsos.
    O estado que faça por precisar de menos financiamento.
    Quanto às empresas que retenham lucros para financiar os respectivos investimentos.
    Se os investimentos não remunerarem capitais próprios de modo adequado, não os façam.

  4. Francamente, então agora podíamos lá passar sem um banco como a Caixa!
    Banco é Caixa, já dizia Mister Scolari.

    Olhem, quando pedirem um crédito à CGD digam que não existem.

    http://www.jornaldenegocios.pt/empresas/banca___financas/detalhe/jornal_i_cgd_emprestou_115_milhoes_de_euros_a_fundacao_que_nao_existe.html

    Nunca mais ouvi falar deste caso. Deve ser um entre milhares que o MP tem para investigar. É que isto não é o Zimbabué mas quase.

    Esta tb é boa:

    http://www.cmjornal.xl.pt/nacional/sociedade/detalhe/caixa-so-nao-exigiu-garantias-a-socrates-135302307.html

    Já repararam no ar daquela francesa? Tem aquele je ne sais quoi das francesas: expressão que revela uma alma perdida entre o passé e o avenir, mas sem que se possa dizer que está no présent… ou então está de boca aberta porque não percebe como é que tem o “Sócràte” (é assim que se diz em francês) como colega numa École Doctorale…

  5. JP-A

    Também podem fazer como na Venezuela:

    “O PS apela, em comunicado, à participação na marcha em defesa da escola pública, que vai acontecer no dia 18 de Junho, em Lisboa.”

  6. ecozeus

    Quanto a mim o Estado não tinha que financiar BPNs, BANIFs e outros, devendo apenas aceitar a abertura ou manutenção de bancos privados em locais onde não existam delegações da CGD.

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão /  Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão /  Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão /  Alterar )

Connecting to %s

This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.