O digno sucessor de Pacheco Pereira

ng6146803Sabe quem é José Eduardo Martins? Se não costuma circular no eixo Bairro Alto – Loja das Meias é bastante provável que não saiba. José Eduardo Martins é o escolhido pelo Bloco de Esquerda e pela imprensa lisboeta, passe a redundância, para próximo líder do PSD. Depois de penetrarem com sucesso o PS, enchendo o grupo parlamentar e o governo de pessoas que dizem coisas que fariam corar o Francisco Louçã de há 10 anos, os bloquistas agora tentam a mesma fórmula com o PSD. Já tinham conseguido criar comentadores de “direita” que não conseguem passar um dia sem declarar o seu amor ao PS, mas agora tentam ir um passo à frente.
Ontem, José Eduardo Martins, num programa às 11 da noite na RTP3 (e que por isso deve ter tantos telespectadores como pessoas que conhecem José Eduardo Martins a norte da Amadora), declarou o seu amor por Bernie Sanders, o candidato mais à esquerda nas primárias americanas e um auto-denominado socialista. Bernie Sanders quer, entre outras coisas, taxas de imposto sobre o capital de 64% e apresenta propostas que, somadas, levariam o EUA a ter o mesmo peso do estado na economia da União Soviética. Disse então o candidato do BE à presidência do PSD (José Eduardo Martins, lembra-se?):

“Bernie Sanders é um homem do lado certo da história, com um carisma completamente diferente. Um político diferente de todo o resto do establishment americano e era importante que a América se decidissse por um homem destes”.

Dadas as suas aspirações, José Eduardo Martins talvez devesse esconder um pouco mais as suas preferências pela ideologia que faliu o país. Passos Coelho, por outro lado, não poderia desejar melhor oposição que esta. Quem deve temer é Pacheco Pereira que tem agora concorrência no mercado dos comentadores bloquistas com cartão de militante do PSD.

11 pensamentos sobre “O digno sucessor de Pacheco Pereira

  1. Que grande desilusão. De facto desde o final das eleições legislativas o JEM foi dos comentadores com a melhor capacidade de sintetize, capaz de dizer aquilo que outros bem tentavam mas falhavam. Isto no espaço de comentário da SIC Noticias. Depois tentando perceber o que é que aí vinha, dei uma espreitadela no “Sem Moderação” e já achei um exercício escusado – nem que seja porque dá/deu tempo de antena ao Galamba, ao Daniel Oliveira e até à Mortágua. Na RTP do que tenho visto parece que se esgotou e perdeu alguma (toda?) da assertividade que tinha na SIC (ver link em baixo). Defender o Sanders é surreal.

    http://sicnoticias.sapo.pt/opiniao/2015-10-17-Luis-Fazenda-e-Jose-Eduardo-Martins-Frente-a-Frente

  2. JP-A

    Um dos maiores negócios criados em Portugal é o de comentador da direita disposto a garantir lugar criticando o seu partido em favor do PS. Provavelmente, os especialistas na profissão estarão daqui a não muito tempo no topo da tabela dos mais bem pagos reformados do país. Basta-lhes dizer coisas tão estúpidas como “vendeu-se a REN e mesmo assim a dívida do país não se pagou” (o que por si só é uma demonstração de que estas pessoas não distinguem sequer 1 de 500) ou outras coisas do género, que já dá para garantir carreira. A outra opção é ser do PS, ou do “Bloco”, que beneficia de tempos de antena completamente desproporcionais à sua pequenez, sem os quais não mais do que respirariam. A inspiração puteda regada com falta de vergonha é de tal ordem que passam semanas a falar dos que se escondem atrás da anonimidade via Internet e offshores ao mesmo tempo que logo a seguir dedicam um profundo e total silêncio à maçonaria e a todas as formas de aberração e crime que por aí andam, quem sabe se não à sua volta. Se a isto acrescermos os grupos bacano-engraçadinhos como o que está agora mesmo dentro da minha TV num evento a que chamam de “comissão” na AR (ministro da economia incluído), ficamos com a fotografia do lindo futuro que este jardim à beira mar plantado terá,

  3. José Eduardo Martins deu uma boa ensaboadela na Mariana Mortágua há uns meses atrás na SIC Notícias se não estou em erro. Aconselho a visualização.

    Sem dúvida a primeira decisão acertada do BE.

  4. Baptista da Silva

    Acho muito bem que apareçam palhaços para diversão do povo, anda tudo muito cabisbaixo. Palhaços PachecoPereiroides são sempre benvindos.

  5. Mais um atraído pela esquerda elitista de Lisboa. Parecem iguaizinhos no pensar, no vestir, na pose, nos sítios que frequentam….enfim, mais um convertido ao socialismo mediaticamente bem aceite.

  6. lucklucky

    É preciso pagar a promoção jornalista e ser convidado para os cocktails.

    Que há de melhor para obter essa promoção do que elogiar o Bernie Sanders que diz que as mulheres têm a fantasia de ser violadas e que a falta de produtos essenciais nas lojas dos países socialistas é algo de bom…

    E não tenham dúvidas que vai ganhar o PSD ele ou outro por ele.

  7. Reparem como olha para o Daniel Oliveira… o macho alpha influencia e tolda o pensamento dos que o rodeiam. Foi assim também com Pedro Marques Lopes no Eixo do Mal. Mas também há casos do outro lado como Ricardo Araújo Pereira no Governo Sombra, hoje muito menos de esquerda do que quando para lá entrou. Neste caso sofreu a influência de Pedro Mexia.

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão /  Alterar )

Google photo

Está a comentar usando a sua conta Google Terminar Sessão /  Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão /  Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão /  Alterar )

Connecting to %s

This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.